Blog de Agências de Resultados

Ecommerce: uma oportunidade de segmento para sua oferta de serviços digitais

Descubra as principais peculiaridades para prestar serviços para esse nicho de mercado.

O cenário econômico brasileiro nos últimos anos não foi dos melhores. A crise financeira fechou muitas empresas, a taxa de desemprego aumentou e cortes foram feitos nos gastos com campanhas de marketing. Mas, mesmo em meio a tudo isso, um setor se destaca e continua crescendo: o de ecommerces.

Segundo dados da Associação Brasileira de Comércio Eletrônico (ABComm), em 2016, o setor de ecommerces brasileiro faturou um total de R$53,4 bilhões, registrando um crescimento de 11% em relação a 2015 e fechando o ano com 179 milhões de pedidos. Para 2017, a previsão de crescimento é de 12% em relação ao ano anterior, faturando R$59,9 bilhões com cerca de 200 milhões de pedidos.

Diante desse cenário, o comércio eletrônico e a metodologia do Inbound Marketing surgem como uma boa oportunidade para a sua agência, já que trazem mais possibilidades de ofertas de serviços segmentadas.

Para você avaliar o nicho de ecommerce como segmento de negócio para atacar, é importante que você entenda, antes de tudo, todas as peculiaridades do segmento.

Características do ecommerce

Uma loja virtual traz vantagens tanto para quem compra quanto para quem vende. Existem algumas vantagens que dificilmente uma loja física alcançaria, como ter uma expansão nacional e disponibilidade 24h por dia para o consumidor fazer a sua compra. Confira algumas dessas vantagens:

Personalização

As lojas virtuais podem ser personalizadas de acordo com o gosto do seu cliente. O layout criado deve trazer a personalidade da loja e as funcionalidades ajudarão no momento da compra. O layout personalizado representa o negócio e deve ir ao encontro do tipo de produto vendido e do público-alvo.

Disponibilidade

No ecommerce, não existe um horário definido para o consumidor visitar uma loja – ela fica disponível 24 horas por dia, 7 dias por semana. Essa disponibilidade integral não seria possível em uma loja física e, mesmo se fosse, os gastos para manter uma loja aberta 24h seriam altos, além de não haver garantia de que os clientes iriam visitar.

Isso nos leva ao próximo ponto…

Facilidade e conveniência

Fazer as compras no conforto da sua casa é uma das maiores vantagens para o consumidor. Não é preciso sair do lugar para adquirir um produto: o consumidor navega por toda a loja, faz comparações de preços, conhece todo o catálogo de produtos e, após a compra, tem a comodidade de receber o produto em casa.

Custo menor

O custo de manutenção de um ecommerce é menor em relação a uma loja física. Gastos com aluguel, decoração, vitrines e vendedores não existem no mercado eletrônico.

Expansão nacional

Se o sonho do seu cliente é ter uma loja que vende para todo o Brasil, com o ecommerce isso é possível. Ao entrar para o mundo virtual, a loja deixa de ser local e passa a ter alcance nacional e, em alguns casos, até internacional. Consumidores de todo o Brasil poderão visitar a loja, conhecer o trabalho e fazer compras.  

Mobilidade

Com um layout responsivo, a loja pode ser acessada por meio de qualquer dispositivo móvel, como smartphones e tablets. A experiência do usuário nesse tipo de compra é o mais importante: é preciso que a navegação móvel seja tão fácil quanto pelo computador. De acordo com informações da E-commerce Brasil, atualmente os dispositivos móveis correspondem a 71% do total de tempo gasto pelos brasileiros na internet.

A oferta do serviço para o ecommerce

Ao mesmo tempo que o comércio eletrônico traz muitas oportunidades, ele também traz grandes chances de fracasso caso a loja não se destaque no meio da multidão. O cliente não pode abrir um ecommerce e esperar que vá vender sozinho. Tornar a loja um sucesso é uma atividade trabalhosa e que vai gerar demanda para seus serviços de Marketing Digital. A seguir, trago algumas dicas para você estruturar uma boa oferta.

Antes de fechar o contrato, avalie o potencial do seu prospect

Um negócio estável com bons produtos e estrutura para comportar a logística de armazenamento e envio das encomendas, além de um público-alvo interessado em vendas online são algumas das características desejadas na hora de buscar um cliente do nicho.

Monte um pacote de serviços completo

O planejamento de SEO, produção de conteúdo, elaboração de campanhas de Email Marketing, mensuração de resultados e afins são fundamentais no gerenciamento de uma loja online. Por isso, busque oferecer serviços que contemplem desde a etapa de atração até a etapa de análise dentro da metodologia do Inbound Marketing. Você pode conferir boas referências neste eBook.

Esteja por dentro das ferramentas específicas do setor

A sua agência deve ser parceira de boas plataformas de ecommerce para oferecer os serviços certos aos seus clientes. A plataforma de ecommerce é o software/sistema utilizado para gerenciar uma loja virtual e deve oferecer segurança, usabilidade, ferramentas de marketing e outras funcionalidades que devem ir ao encontro da necessidade do seu cliente.

Aproveite as datas comemorativas

Assim como no varejo convencional, as datas comemorativas são grandes impulsionadoras de vendas no ecommerce. As ofertas de preço baixo e facilidade na compra atraem milhares de consumidores.

Nos últimos anos, a Black Friday se tornou a grande estrela do ecommerce, sendo uma das datas que mais gera vendas. Sempre realizada na última sexta-feira do mês de novembro, em 2016 o faturamento chegou a R$1,9 bilhão, em um total de 2,92 milhões de pedidos.

Aproveitar as datas comemorativas para a produção de conteúdo, por exemplo, pode ser uma grande sacada da sua agência. Os serviços vão desde a gestão completa de campanha para essas datas até a criação de peças como banners, posts e newsletters.  

E aí, você se interessou em prestar serviços para o nicho de ecommerce? Se tiver alguma dúvida sobre o tema, compartilhe nos comentários! Ficarei feliz em poder ajudar. 🙂


Este post foi escrito por Lucas Dacanal, redator-chefe na Pub Design.

Marcadores:

Deixe seu comentário