Blog de Marketing Digital de Resultados

14 hábitos poderosos para blogueiros e redatores produzirem melhor

Com esses 14 hábitos em seu cotidiano, você fica preparado para desempenhar suas tarefas sem se sentir perdido, superando até os dias improdutivos.

Há hábitos bons e hábitos ruins. O que difere um de outro?

Isso varia muito de acordo com a profissão. Mas, especificamente para blogueiros e redatores, há alguns comportamentos altamente recomendáveis para que todos os dias sejam produtivos.

Diz-se que hábitos bons o colocam pacientemente nas trilhas certas enquanto hábitos ruins o jogam com velocidade para o caminho do nada.

E é justamente com bons hábitos que você salva os maus dias. Carregando esses comportamentos em seu cotidiano, você automaticamente fica preparado para desempenhar todos os seus afazeres sem se sentir perdido ou com um sentimento de que “tudo está dando errado hoje”.

Nesse post, listamos 14 hábitos altamente recomendáveis para todo blogueiro, redator, ghostwriter, freelancer ou qualquer profissional produtor de conteúdo.

1 – Escreva com frequência. Escreva sempre.

O primeiro hábito está praticamente em todos os artigos sobre produtividade: escrever muito.

Só desenvolve a escrita quem escreve com frequência.

Assim como qualquer outra tarefa, é uma atividade que é desenvolvida com o tempo.

Se sua função é escrever, você precisa desenvolver até que isso pareça tão natural quanto é sua respiração.

Leia também o post como perder o medo de escrever e produzir conteúdo.

Portanto, coloque as ideias que estão em sua mente no editor de texto e preocupe-se em fazer correções e melhorias quando for a hora da edição, que por sinal é o segundo hábito que você precisa ter e se familiarizar.

2 – Não poupe tempo para editar

O segredo para um bom texto está na edição. Nada sai perfeito sem ser revisado.

Edite impiedosamente. Dessa forma você pode escrever mais rápido e com menos preocupações, deixando para lapidar o texto mais tarde. Afinal, você precisa editar de qualquer maneira mesmo.

Há redatores que passam 80% do tempo editando o que foi escrito. Então, saiba que essa função vai ter que existir. E você vai ter que desempenhar.

Antes de escrever esse artigo, por exemplo, o que fiz foi jogar todas as ideias no editor de texto. Isso facilitou muito, pois consegui captar quase que com totalidade todo o raciocínio que tive durante a produção do post, e só depois de rascunhado me preocupei em corrigir os erros e aprimorar as frases.

3 – Publique periodicamente

Para construir uma audiência do zero, ou mantê-la, você precisa alimentá-la. E deixá-la ciente de que novas publicações serão postadas em um espaço de tempo pré-definido.

Então, faça um planejamento de conteúdo, decidindo a periodicidade com que os posts irão ao ar.

Decida se as postagens serão diárias, semanais, quinzenais, mensais ou no intervalo de tempo à sua escolha. O importante aqui é deixar sempre o leitor abastecido para que ele saiba com qual frequência deve voltar a seu site.

Fica muito estranho para o blog – e também para o leitor – postar em espaços de tempo muito intercalados. Por exemplo, postar todos os dias da semana e depois ficar um mês sem atualizar o blog, depois postar dois dias seguidos e ficar mais uma quinzena sem publicações novas.

Mantenha um intervalo constante. Caso a produtividade esteja voando e sobre artigos, guarde para mais tarde – desde que não seja urgente. Poderá ser útil.

4 – Leia muito

A leitura é o combustível número para quem escreve. Ninguém se torna um bom redator sem ter o hábito de leitura.

Crie uma rotina diária destinada à leitura. Transforme isso em um hobby e dedique um tempo fixo por dia para ler. Pode ser livros físicos ou ebooks. O importante é desenvolver esse hábito.

Uma hora de leitura por dia já pode trazer incríveis benefícios em sua vida profissional e pessoal. Ler diariamente aumenta a criatividade, aprimora o vocabulário, fortalece o pensamento analítico e melhora o poder de foco e concentração. Ou seja, tudo o que um redator precisa.

5 – Tenha gosto em fazer pesquisas

Antes de iniciar a escrever sobre o seu assunto, faça buscas em mecanismos de pesquisa.

É fundamental saber se já há publicado material semelhante ao que você pretende explorar. Além de ajudar a pensar em caminhos diferentes para ser percorridos, pesquisas também podem lhe inspirar e trazer à tona temas que você não pensou antes.

Não sinta vergonha de se basear em outros conteúdos. Mas, que fique claro: não confunda referências com plágio.

Pesquisas prévias em fontes confiáveis também podem ajudar você a organizar os tópicos que serão escritos, dando uma visão maior sobre o assunto.

Leia também o post como criar uma estrutura de post matadora

6 – Tenha uma curiosidade monstra

Escrever é uma forma de aprendizado, por isso que ser curioso é muito importante nesse aspecto.

Ser curioso significa ter vontade de desmembrar vários assuntos e trazer suas dúvidas e soluções para seu público.

Quer dizer estar sempre ponto para aprender mais e se desenvolver mais. Ainda mais quando as atualizações técnicas e conceituais são tão constantes que você precisa estudar diariamente para não ficar para trás.

7 – Consuma informação com inteligência

O volume de informação que há na rede é humanamente incontável. Por isso, fica difícil escolher o que consumir. Em contrapartida, fica fácil se perder em vários assuntos paralelos que matam a produtividade e não agregam nada ao seu trabalho.

Em tempos onde há excesso de informações, ser seletivo no que se consome é uma maneira inteligente de ser. Chegamos a uma época em que menos informação pode ser considerado mais.

Se você consome informações indo direto às fontes, crie pastas nos favoritos e segmente-as por categorias.

Se usa as redes sociais para esse fim, crie listas para que o essencial não se perca em meio ao feed de notícias.

Outra forma interessante de acompanhar blogs e sites é por RSS. Há vários leitores disponíveis gratuitamente na internet, dentre eles Feedly, Press, Amber, gReader e SilverReader.

8 – Anote tudo

Todo responsável por produzir conteúdo precisa ser criativo e reunir diversas pautas e ideias de posts que serão publicados.

Por isso, sempre que uma ideia surgir, anote! Não caia na armadilha de pensar: “depois vou lembrar disso”. Pode ser que aconteça, mas as chances de isso dar errado são consideráveis. Até porque boas ideias costumam surgir em horários imprevistos, quando estamos fazendo outras atividades paralelas.

Use aplicativos como o Evernote ou até o bloco de notas padrão de seu celular. Ou ainda caneta e papel, caso prefira e caso esteja próximo de você. A preferência na forma de anotação é sua. O que não pode é não anotar.

9 – Organize um calendário de posts

Faça um calendário de postagens futuras com temas que você previamente anotou.

Uma vez que você transfere para um projeto os temas que serão trabalhados durante a semana ou durante o mês, você tem mais tempo até para pensar sobre o assunto que será escrito.

Além do mais, isso ajuda na organização, pois você não perde mais tempo pensando em “o que vou escrever hoje?”.

10 – Tenha horas saudáveis de sono

Produtividade não é ficar o maior tempo possível escrevendo em frente ao laptop ou destkop. É sobre ocupar melhor o tempo.

Um hábito de sono saudável ajuda você a manter a mente limpa e pronta para o próximo dia.

Duvida? Então faça um teste e quantifique sua produtividade com base no número de horas que você descansou.

Algumas pessoas precisam de mais horas de sono que as outras e o recomendado é você achar qual é o seu sono ideal.

Isso varia muito de pessoa para pessoa. Portanto, conheça-te. E tire vantagem disso.

11 – Faça pausas

Mesmo que você durma o suficiente durante a noite, você precisa fazer algumas pausas durante o dia.

Dê intervalos curto ao cérebro para que ele continue funcionando com clareza.

Algumas pessoas utilizam métodos de produtividade que permitem essas pausas, como a técnica pomodoro.

No post 4 dicas para se produzir mais conteúdo em menos tempo falamos sobre a técnica pomodoro.

As pausas podem ser para cochilos, meditações, alongamentos, caminhadas ou até um intervalo para conversar com algum colega. O importante é sair um pouco da tela para continuar deixando a mente saudável e não perder a inspiração e a criatividade.

12 – Seja autêntico

Autenticidade é mas um segredo para diferenciar os seus posts. A forma como você conta a história, seu tom de voz e seu estilo de comunicação são determinantes para o sucesso de suas publicações.

Ser autêntico significa ser você mesmo, sem enganar ninguém. Ser natural, em resumo.

As pessoas podem obter informações em inúmeros locais, por isso elas precisam se identificar com você, criar uma conexão, para assim voltar a visitar seus posts futuros.

Defina uma linguagem para seu blog para manter uma audiência qualificada e retornável.

13 – Responda comentários e converse com seus leitores

Interagir com seus leitores faz com que eles se sintam em casa ou, ao menos, parte da discussão.

Responder perguntas, agradecer elogios e engajar-se nas conversas paralelas que acontecem nos comentários é uma forma de demonstrar admiração pela audiência, que possivelmente será recíproca.

Esse comportamento cria uma sensação de confiança por parte de seus leitores, e mostra que você existe e se importa com eles.

Nas redes sociais ou em emails, faça o mesmo. Seja por tweets ou comentários / mensagens no facebook, o importante é se comunicar com seus visitantes, já que são eles que fazem o sucesso de seu site.

14 – Relacione-se com outros redatores e blogueiros

Mesmo havendo uma natural concorrência, não significa que blogueiros estejam vivendo uma competição.

Fazer contato com outros redatores que escrevem sobre temas semelhantes – ou diferentes – é uma maneira humana e saudável de se relacionar com colegas profissionais.

Escrever guest posts, bem como publicar guest posts de outros autores em seu blog, é um jeito inteligente de manter esse bom relacionamento, levando vantagens para ambas as partes.

Leia também o post como e por que escrever guest posts

Mas lembre-se: unir audiências é um bem comum, não seja egoísta. Não queira simplesmente capturar a audiência de outras pessoas. Isso acontece naturalmente, portanto pense nisso como uma forma de colaboração.

Extra: Não consigo manter esses hábitos. O que eu faço?

Hábitos não nascem da noite para o dia. É preciso desenvolvermos.

Algumas vezes, você precisa alimentar novos hábitos identificando algumas deixas em sua rotina e criando recompensas para que eles sejam consolidados e fixados como algo natural.

O livro “O Poder do Hábito”, de Charles Duhigg, explora todas as nuances da psicologia humana e como bons hábitos podem substituir maus hábitos. Com algum esforço, mas com eficiência.

No próprio livro, Duhigg cita que hábitos, segundo o filósofo e psicólogo britânico William James, “são o que nos permite fazer uma coisa com dificuldade da primeira vez, mas logo fazê-la de modo cada vez mais fácil e, por fim, com prática suficiente, fazê-la de modo semimecânico, ou com praticamente nenhuma consciência”.

Identifique se você possui alguns dos hábitos recomendados para nortear melhor o seu trabalho como redator. Caso não, tente criá-los. O esforço de hoje é a recompensa de amanhã.

Marcadores:

Deixe seu comentário