Blog de Marketing Digital de Resultados

3 erros em design que atrapalham os resultados de Marketing Digital

O design é parte essencial de praticamente qualquer estratégia de Marketing Digital. Uma aparência profissional, aliada a uma boa navegação e usabilidade, são peças chave para gerar credibilidade e experiências positivas para o visitante.

Por esses motivos recomendamos fortemente que sua empresa contrate profissionais qualificados para realizar o design do seu site e blog.

No entanto, mesmo que sejam muito bons, nem sempre os designers possuem conhecimentos mais profundos em marketing digital e, se não forem bem orientados, acabam cometendo alguns erros com uma frequência maior do que gostaríamos.

É papel da área de marketing digital garantir que esses três erros não estejam sendo cometidos:

O conteúdo não é otimizado para as ferramentas de buscas

A área de marketing é responsável por SEO e deve garantir que o site esteja de acordo com as boas práticas.

Nem todo designer sabe bem como o Google funciona e isso pode ocasionar ações não recomendadas.

É muito comum, por exemplo, que designers usem textos com fontes e cores diferentes e renderizem como imagem para utilizar no site, ao invés de usar o texto no próprio HTML. Mesmo que as imagens contenham a descrição, o Google dá prioridade aos textos.

É comum também o uso de flash, outra prática não recomendada.

Além disso, há os itens que não são necessariamente responsabilidade de um designer, mas que muitas vezes eles acabam fazendo, como a escolha de textos e page title. Tudo isso deve estar alinhado com as estratégias de SEO da empresa.

A estética fala mais alto que a necessidade de conversão

Nem sempre aquilo que é mais bonito gera melhores resultados de negócios.

Para boa conversão é importante destacar os calls-to-action, usando a posição, tamanho e cor do botão/banner. Muitas vezes um botão suave fica mais bonito e harmonioso, mas não é notado e destacado como deveria. Ou então, há imagens e itens bonitos, mas que chamam mais a atenção e são bem menos importantes do que o call-to-action.

O tamanho, contraste e posição dos elementos devem estar de acordo com a estratégia da empresa. No nosso caso, por exemplo, quando fizemos o redesign do blog, passamos aos nossos designers tudo o que consideramos importante no layout para o nosso tipo de negócio.

As escolhas se baseiam em opiniões pessoais ao invés da visão do cliente

Foi-se o tempo em que o “achismo”  ou o que Avinash Kaushik chama de HIPPO (Highest Paid Person’s Opinion, ou opinião da pessoa mais bem paga) eram as ferramentas de escolha no design.

Para sites com pelo menos algum volume de tráfego, não é difícil separar os visitantes em duas versões de uma página (o chamado A/B Test) e ver qual oferece melhor desempenho.

Para sites que estão começando, a conversa com o cliente já pode ajudar bastante. Entender quais são os problemas dele, que tipo de informações ele busca e qual seu grau de intimidade com a Internet são informações que já podem te tirar do escuro e fornecer alguns bons insights.

Apesar de a arte ser importante, Marketing Digital se baseia muito em ciência e quanto mais certeza sua empresa tiver em relação ao desempenho de uma escolha, melhores os resultados.

Marcadores:

Deixe seu comentário