Blog de Marketing Digital de Resultados

3 passos para transformar seu conteúdo educacional em conteúdo de marketing – e exemplos extras

Se sua instituição ainda tem dificuldades em colocar em prática o Marketing de Conteúdo por ser o conteúdo o seu produto principal, confira como mudar e adaptar o que você já produz para captar alunos.

O que uma empresa que oferece serviços educacionais, como escolas, universidades ou plataformas de cursos online próprios produz como seu “produto” para ofertar a experiência de conhecimento para um aluno? Conteúdo educacional certamente é uma das principais respostas, e talvez seja por isso o receio que ainda permeia algumas dessas instituições quando falamos sobre Marketing de Conteúdo.

Em uma estratégia de Inbound Marketing, a produção de conteúdo é o combustível que fará suas ações gerarem resultados, trazerem mais alunos e matrículas, porque é por meio desses conteúdos que o público que sua instituição quer alcançar conhecerá melhor o que você tem a oferecer ou notará que sua escola ou curso, por exemplo, trabalha com a metodologia que ele estava buscando.

Mudar a chave do receio para começar a enxergar o potencial que quem trabalha com conteúdo educacional tem é um dos fatores fundamentais para que as instituições extraiam muito mais resultados em suas campanhas de marketing. Para ajudar nisso, listamos 3 passos para que você comece a transformar seus materiais educacionais em conteúdo de marketing e mais ideias extras para aplicar.

1. Entenda que o seu “produto” de Educação não será desperdiçado

O passo inicial é entender que o que sua escola ou faculdade produz para as aulas, para alimentar o processo de ensino e a aprendizagem e justificar o valor das mensalidades ou dos cursos não será entregue por inteiro ou desperdiçado ao ser promovido gratuitamente.

A ideia dos conteúdo de marketing é dar uma prova do que você tem a oferecer a um aluno, é educá-lo para querer fazer parte de sua instituição antes mesmo de saber que precisa dela, evoluindo seu público-alvo ao longo da jornada de compra.

E para tornar esse processo mais eficaz, desenhe a persona de sua instituição, conheça suas dores e pense nos materiais e diferenciais que você já possui e pode adaptar para alcançar essa persona e trazê-la até seu quadro de alunos ativos.

Para auxiliar no desenho da persona, confira os exemplos no post Quem são as diferentes personas para cada tipo de Instituição de Ensino: 3 exemplos hipotéticos.

2. Engaje professores e tutores nas ações de marketing

Se uma das desculpas para não trabalhar com a produção de conteúdo em sua estratégias de Inbound Marketing for a que os conteúdos educacionais já demandam muito tempo dos responsáveis por eles e não há tempo na equipe de marketing para analisar tudo que é feito para selecionar e transformar em um conteúdo de marketing, então engaje mais os professores e tutores nas estratégias de marketing.

Como os maiores produtores de conteúdo educacional nas instituições são os professores e os tutores, eles também podem ser capacitados para avaliar entre os materiais que produzem o que pode ser interessante ou não para o perfil dos alunos que você pretende alcançar.

Ao desenhar a persona da sua escola, faculdade ou EAD, inclua seus professores e tutores no processo, deixe clara a importância deles e incentive a participação na sugestão de materiais. A ideia não é sobrecarregá-los, mas sim mostrar a importância do trabalho que fazem e usar o conhecimento deles no público da instituição para oferecer materiais de marketing mais relevantes.

No kit Implementação de Inbound Marketing para Instituições de Ensino, você encontra um template de gestão de conteúdo e pode usá-lo para organizar os tutores e professores que serão responsáveis pela produção dos materiais educacionais com potencial para se tornar conteúdo de marketing.

3. Adapte formatos e aproveite para testar inovações

O mercado educacional está em um momento de crescente transformação, buscando inovar com o uso de diferentes tecnologias, apostando no crescimento da procura por EAD e arriscando em novos formatos de aulas e cursos. E, para quem ainda tem receio de testar alguns desses formatos, a primeira adaptação pode ser para um conteúdo de marketing.

Uma das grandes vantagens do Marketing Digital é que as ações no meio online podem ser testadas, mensuradas e refeitas com um gasto muito menor do que no meio offline. Assim, usar um material educacional em um formato novo, como vídeos em microlearning, entregar como conteúdo de marketing para uma base de Leads de sua instituição e avaliar a receptividade e feedback dos potenciais alunos pode ser um termômetro para decidir em usar ou não esse formato nas aulas e cursos.

Para iniciar, confira o Guia completo do Microlearning e o post sobre Storytelling para Instituições de Ensino.

Extra: Exemplos de conteúdo para adaptar

Provas e simulados – Após a pré-inscrição ou inscrição de um candidato para um vestibular, por exemplo, disponibilize exercícios próximos do que serão pedidos no vestibular para que esse possível aluno se prepare e se familiarize com seu tipo de prova. Use vestibulares anteriores, questões que foram listadas, mas não selecionadas para o vestibular em questão. Indo além, selecione avaliações de cursos específicos e disponibilize-as para que os candidatos tenham uma ideia do que irão encontrar se optarem pela instituição.

Módulos de cursos – Se você trabalha com EaD, uma opção é adaptar módulos dos cursos para distribuir gratuitamente ou gravar módulos especiais, que serão enviados apenas para quem demonstrou interesse em um dos cursos, mas não concluiu a compra ou a matrícula, por exemplo.

Aulas especiais – Os professores de cursos pré-vestibular ou preparatórios para concursos são conhecidos pelas aulas dinâmicas e cheias de macetes para facilitar o entendimento ou a memorização de temas. Grave essas aulas e disponibilize-as como conteúdo rico. Alunos que buscam instituições com esse perfil com certeza se interessam por modelos de aula que ajudam na compreensão da matéria de forma mais rápida e irão se interessar por esse tipo de material.

Valores ou diretrizes da instituição – Quando os pais procuram por uma escola para seus filhos, eles querem encontrar aquela que amenize preocupações como segurança, atenção no desenvolvimento, metodologia, construção de valores. Certamente sua escola tem documentos explicando seus valores, normas que segue em segurança e metodologias que adota. Transforme esses temas em posts, eBooks ou vídeos explicativos com títulos como “Os benefícios da metodologia X”, “Critérios de segurança que toda pré-escola deve seguir”, “Valores construídos com a educação do colégio Y”.

Conclusão

A produção de conteúdo de marketing pelo mercado de Educação está crescendo e as dúvidas sobre a dinâmica desse processos estão diminuindo. Existem diversas possibilidades de adaptação dos conteúdos já existentes em faculdades, escolas e cursos que podem ser exploradas para a captação de alunos.

Não perca esse potencial e conte com os consultores da RD para traçar estratégias de conteúdo de marketing para sua instituição. Solicite uma conversa gratuita aqui.

Marcadores:

Deixe seu comentário