Blog de Marketing Digital de Resultados

4 Métricas de Marketing Digital com as quais sua empresa não deve se preocupar

O trabalho de Web Analytics é uma importante tarefa no Marketing Digital que deve ser realizada periodicamente para identificar falhas e acertos na estratégia e saber em quais canais focar e encontrar oportunidades de melhoria.

É comum, no entanto, empresas que baseiam o sucesso das suas ações de marketing em métricas pouco acionáveis, que não dizem muito sobre a eficácia dessas ações. São métricas que podem fazer sentido se forem analisadas junto com outras, mas ainda assim podem ser substituídas por métricas mais high-level.

Neste post, vamos mostrar quais são as métricas comumente usadas para avaliar o resultado de algumas das principais ferramentas de Marketing Digital – Email Marketing, Anúncio, Site, Redes Sociais – e por quais elas podem ser substituídas para que a sua empresa tenha uma avaliação muito melhor sobre o desempenho das ações.

1) Taxa de abertura de Email Marketing

A Taxa de Abertura de uma campanha de Email Marketing é na verdade uma métrica pouco confiável. Todos os serviços de email consideram uma campanha como aberta quando o destinatário autoriza a exibição de imagens. Isso quer dizer duas coisas: a taxa real de abertura sempre será um pouco maior do que a taxa que sua ferramenta de Email Marketing mostra; também não diz se o Lead leu apenas uma palavra do email, ou o email inteiro.

Mas, isso não significa que a métrica é inútil. Ela é um ótimo termômetro para comparar dois assuntos de email diferentes em um teste A/B, por exemplo.

O fato é: se sua empresa envia emails relevantes, com frequência boa, mantendo a lista engajada, existem outras métricas muito mais importantes nas quais ela pode se basear.

Veja mais sobre o assunto em nosso eBook: Como utilzar o Email Marketing de forma inteligente.

Quais métricas olhar nesse caso: Taxa de Cliques, Total de Conversões via email, Taxa de Conversão da Landing Page.

2) Impressões de anúncios

Em uma campanha de mídia paga, seja no Facebook Ads ou no Google Adwords, um dado que muita empresa se preocupa em olhar é o número de impressões, ou seja, quantas vezes o anúncio foi exibido.

Essa métrica não é boa pois, assim como o email marketing, não diz se o anúncio realmente foi lido – ou sequer visto – por alguém.

Logo, mais importante que o número de impressões do anúncio, é o custo por Lead (CPL) de uma campanha. Se o CPL compensa o investimento que está sendo feito, é sinal de que a campanha está boa e é sustentável (ROI positivo).

Logo, mais importante do que o número de impressões, é a taxa de cliques (razão entre cliques e impressões). É ela que vai dizer se o anúncio está sendo, ou não, eficaz, além disso, o CTR possui impacto tanto no índice de qualidade dos anúncios quanto no custo por clique.

As métricas que devem ser consideradas, nesse caso, são: Taxa de Cliques (CTR), Taxa de Conversão da Landing Page, Custo por Lead (CPL) da campanha e CPL de cada palavra-chave comprada no AdWords.

3) Pageviews em sites

Pageviews é uma métrica que faz sentido para determinados negócios, como portais e sites que vendem publicidade.

No caso de empresas B2B que dependem do site para atrair visitantes e gerar Leads, o pageview não é um dado que define o sucesso de uma estratégia.

Por exemplo, dizer que um site possui 50.000 pageviews não diz se são vindos de 50.000, ou de 100 visitantes. Em cada caso seria necessária uma forma diferente de otimização.

As métricas que se deve olhar nesse caso são: Visitantes Novos e Retornantes, Taxa de Rejeição por fonte de tráfego, Taxa de Conversão do Site.

4) Número de seguidores nas redes sociais

A quantidade de seguidores em mídias sociais é um número importante pois representa o alcance que sua empresa possui nesses canais. Contudo, esse número se torna irrelevante quando não é traduzido em Leads, oportunidades reais de negócio e clientes.

Não adianta possuir 50 mil curtidas na página do Facebook, se sua empresa possui um décimo disso de Leads. Mais ainda: se os posts de sua empresa no Facebook possuem pouco engajamento, isso afeta o Edge Rank.

Nesse caso, avalie as seguintes métricas: Engajamento, Visitantes por fonte de tráfego (mídias sociais) e Taxa de Conversão por fonte de tráfego

Aproveite essas dicas para mudar sua perspectiva na hora de avaliar as ações e depois comente o resultado com a gente!

Crédito da imagem: Shutterstock

Marcadores:

Deixe seu comentário