Blog de Marketing Digital de Resultados

5 formas matadoras de usar as audiências customizadas em Facebook Ads

Já faz alguns anos que as empresas e o Facebook vivem uma relação de amor e ódio.

Se por um lado a rede social é a maior do mundo e um canal excelente para encontrar e se relacionar com clientes atuais e em potencial, por outro, o crescimento do número de empresas disputando espaço por lá e a necessidade de gerar mais receitas fizeram com que o time de Zuckerberg limitasse cada vez mais o alcance orgânico das páginas de empresas, tornando o investimento em Facebook Ads praticamente obrigatório para quem quer resultados por lá.

Como efeito colateral, a competição nos anúncios também aumentou e nem sempre eles funcionam bem e geram retorno positivo. É um requisito encontrar formas de conseguir mais efetividade ao apostar na estratégia.

Um caminho que pode trazer ótimos resultados é buscar justamente nas audiências customizadas e nas diferentes formas de usá-las uma atuação alinhada aos objetivos da sua empresa. É o que vamos mostrar nesse artigo.

O que são audiências customizadas

As audiências customizadas permitem que sua empresa trabalhe no Facebook com um segmento de usuários que ela própria determina e delimita. Basicamente podem ser seus clientes, Leads ou várias outras opções que venham dos seus contatos.

Basta, no momento de criação de um anúncio, escolher a opção criar audiência customizada.

criar audiência customizada no facebook
É possível fazer isso com o upload de uma lista de emails, IDs ou telefones, ou então com a instalação de um cookie do Facebook selecionar aqueles que visitaram seu site.  É a partir desses passos que indicamos as 5 formas de se aproveitar dessa funcionalidade:

1 – Indicar ofertas de acordo com o estágio no funil e interesses

A gente sempre fala na RD sobre a jornada de compra e a automação de marketing como uma forma de entregar o conteúdo certo no momento certo, fazendo assim o Lead avançar ao longo do funil. Mas a automação não precisa resolver tudo sozinha.

As audiências customizadas podem ser uma forma muito interessante de complementar os esforços e gerar taxas de conversão ainda maiores.

Você pode exportar listas de emails com base nos comportamentos de cada Lead (quais formulários ele preencheu, que emails clicou e etc) e separar em alguns grupos (como topo de funil, meio de funil, clientes, ex-clientes, por exemplo).

Depois é identificar uma oferta mais adequada para cada grupo e, ao invés de contar só com o email para entregar, anunciar via Facebook para essas pessoas.

É uma forma relativamente barata de despoluir o canal email e alcançar pessoas que talvez não vinham se engajando por lá. Aliás, fazer um segmento de pessoas que não abriram ou clicaram em seus emails recentemente é outra dica valiosa.

2 – Conversar com listas de email para as quais você não quer enviar um email

Imagine que você é patrocinador de uma feira de negócios do seu mercado e, como parte dos benefícios do patrocínio, tem o direito de receber uma lista com o email dos participantes.

Em geral, fazer um disparo de email pra essa lista comprada e que não te conhece tão bem, ao invés de uma adquirida organicamente, pode ser um grande tiro no pé. É provável que muita gente se sinta invadida e isso jogue contra a marca. Tecnicamente também é provável que surjam problemas: a interação com o email deve ser baixa e é natural que algumas pessoas marquem como spam. Isso vai sujar a reputação do seu servidor de envio e deve atrapalhar a entregabilidade dos próximos emails.

Já pelo Facebook, as pessoas estão acostumadas a lidar com publicidade e não sabem qual foi o critério usado pela segmentação (ninguém sabe que foi atingido por estar em uma lista customizada). É mais aceitável usar esse canal para o primeiro contato com um público qualificado e a partir daí dar início ao relacionamento.

Há outros contextos em que a mesma ideia pode se aplicar. Ao invés de ficar só no co-marketing, por exemplo, é uma possibilidade trocar listas com um parceiro de negócios e tentar esse primeiro contato via Facebook.

Outra ideia, dada pelo Fábio Ricotta no RD Summit 2014: exportar sua lista de contatos no Linkedin (ou de várias pessoas na sua empresa), segmentar e anunciar para elas como audiência customizada.

3 – Encontrar pessoas com perfil semelhante

É fato que o Facebook conhece muito de nós e de nosso comportamento. Ele sabe para onde vamos, quantos anos temos, qual nosso status de relacionamento, que tipo de conteúdo nos interessa, que páginas curtimos e muito mais.

Que tal usar todo esse conhecimento para chegar ao seu público ideal? Você pode criar uma audiência customizada no Facebook normalmente (com emails, IDs, telefones e etc) e depois, a partir dela, criar outra lista de pessoas semelhantes (a funcionalidade chamada Lookalike audience).

Pense que você pode subir uma lista dos seus melhores clientes ou Leads, por exemplo, e o Facebook vai identificar o que eles possuem em comum e buscará por pessoas que tenham um perfil/comportamento semelhante.

Para fazer isso, o processo é um pouquinho diferente. É preciso seguir pelo Power Editor (a ferramenta avançada de gestão de anúncios do Facebook) e esse é o passo a passo para conseguir criar.

4 – Excluir pessoas com perfil indesejado

Se as audiências customizadas são úteis para escolher em quem mirar, elas também podem ajudar a escolher quem tirar da sua mira.

Em determinada campanha, você pode usar as listas para, por exemplo, excluir quem é cliente ou excluir Leads que não atendam a um determinado critério.

É uma forma de economizar um pouco mais ao deixar de gastar com pessoas que não atendam aos objetivos da sua campanha.

Basta fazer um ajuste na tela de criação de anúncio: escolher “excluir” ao invés de “incluir”:

excluir audiência customizada no facebook

5 – Recuperar conversões com retargeting

Alguém visitou um post no seu blog e não baixou um eBook sobre o mesmo tema? Ou entrou na página do eBook e não preencheu o formulário? E aqueles que entraram na página de preços mas não compraram ou entraram em contato?

Essas pessoas chegaram perto do que sua empresa queria e muitas vezes o que precisam é de um empurrãozinho extra ou de alguns dias para amadurecer a decisão. É nisso que o retargeting pode ajudar.

Alcance novamente, dentro do Facebook, aquelas pessoas que visitaram determinadas páginas do seu site e maximize as chances de conversão. Para fazer isso é só clicar em criar nova audiência, escolher a opção tráfego do site e depois seguir os outros passos indicados.

retargeting no facebook

Será preciso instalar um pixel do Facebook em suas páginas para depois criar as regras de retargeting.

Marcadores:

Deixe seu comentário