Blog de Marketing Digital de Resultados

5 opções de compra de mídia para alavancar os resultados de curto prazo

Nunca escondemos que começar no marketing digital é uma tarefa difícil. Demora algum tempo até o conteúdo começar a ganhar mais alcance, o site ganhar relevância e todo o investimento começar a se pagar.

Claro que depois que a coisa engrena o retorno é alto e sustentável e o ativo é permante, entre várias outras vantagens. No entanto, até chegar a esse ponto pode ser preciso extrair resultados de outro canal.

É nesse cenário que a compra de mídia online pode ser uma ótima opção, ajudando a empresa a conseguir bons resultados no curto prazo e ganhar fôlego para os investimentos de longo prazo.

Nesse post vamos apresentar melhor 5 das opções mais conhecidas de compra de mídia online:

Google Adwords – Rede de pesquisa

A rede de pesquisa do Google Adwords é o carro-chefe da empresa. Não é à toa que até hoje é o produto que mais traz receita para o Google.

Um de seus anúncios mais famosos diz o seguinte: “Sabe quem precisa de Táxi? Pessoas que buscam por Táxi”. Isso resume de maneira muito clara o ponto forte do Google, que é o fato de as pessoas estarem buscando ativamente pelo problema. Dessa forma, a taxa de conversão costuma ser consideravelmente maior do que outros canais.

Quer aprender mais sobre o assunto? Baixe nosso webinar gratuito de introdução ao Adwords.

 

Facebook Ads

O Facebook tem uma desvantagem em relação ao Google: em geral as pessoas não entram na rede para procurar soluções para um problema, mas sim conectar com amigos, ver fotos e publicações de amigos, se distrair um pouco etc.. A intenção de resolver um problema não é tão óbvia, por isso a taxa de cliques e conversão da rede costuma ser menor.

No entanto, o número de usuários, o tempo que eles gastam no site e o grau de informações que dão ao Facebook permitem que a rede social ofereça possibilidades de segmentação fantásticas. É possível encontrar exatamente o perfil que sua empresa procura e o custo é relativamente baixo.

Mais detalhes no eBook Facebook Ads:

Faça Facebook Ads de verdade

Aprenda agora mesmo a fazer campanhas que vão acelerar ao máximo o crescimento da sua página!

Receber eBook

Google Adwords – Rede de display

Além da possibilidade de comprar anúncios da rede de pesquisa do Google, podemos também comprar também espaços na rede de parceiros anunciantes.

Diversos blogs e portais oferecem espaços para que o Google faça a intermediação e exiba ali anúncios relacionados ao tema.

Normalmente não é uma opção tão boa porque não tem a intenção clara de resolver um problema como as buscas do Google e nem formas de segmentação tão poderosas como os anúncios do Facebook.

No entanto, há um tipo de anúncio que funciona extremamente bem nesse caso: o remarketing. Talvez você já tenha visto algum tênis em um varejista online ou feito uma pesquisa por passagens aéreas e depois se viu sendo perseguido por banners com esse tipo de oferta.

O remarketing é um anúncio direcionado para quem já viu uma página específica do seu site. Sua intenção é trazer o visitante de volta para a oferta que o atraiu para tentar fazê-lo concluir a compra.

Boo-box e Lomadee

A Boo-box e a Lomadee são empresas brasileiras que oferecem anúncios de maneira muito parecida à rede de display do Google.

Para quem investe bastante, pode valer a pena testá-las como alternativas ao Google. Além da possibilidade de ter resultados interessantes, vale não ser refém de uma única plataforma, ainda mais quando o preço pode variar como no modelo de leilão.

Contato direto com o veículo

Há diversos veículos que oferecem seu espaço por conta própria. Em alguns casos o mídia kit fica disponível, em outros é preciso entrar em contato para ter mais informações.

O interessante desse caso é que podemos negociar o preço diretamente com o canal. Principalmente se encontrarmos veículos relevantes no nicho de atuação da empresa, pode ser uma opção com ótimo retorno sobre investimento (ROI).

Tomada geral

Em alguns casos, como na rede de pesquisa do Adwords, encontramos pessoas em um momento muito próximo da compra. Isso gera uma taxa de conversão maior, mas também mais concorrência e um preço um pouco mais alto.

As redes de display e o Facebook podem ser úteis para gerar demanda, mostrar coisas que as pessoas não estão efetivamente buscando mas que podem considerar úteis ao ver. O preço também é um atrativo.

Já o contato direto com o veículo pode oferecer um ótimo custo-benefício ao focar no nicho específico do seu mercado.

Em todos esses casos, a regra de ouro é: teste diversas possibilidades de campanhas e mensure bem os resultados. Somente se conseguirmos identificar o que funciona e o que não funciona e fazer os cortes adequados é que teremos uma ação realmente lucrativa.

Marcadores:

Deixe seu comentário