Blog de Marketing Digital de Resultados

6 passos para começar em SEO em 2015

Comece o ano de 2015 com o pé direito no SEO da sua empresa! Confira essas 6 dicas que podem ajudar muito o crescimento do seu site e seus resultados.

Para empresas que lá atrás já tinham SEO em seu vocabulário de Marketing, não era difícil acreditar que o investimento nesse caminho trazia um ótimo retorno. No entanto, para quem está começando agora e acredita na máxima do meio digital de que a melhor forma de achar seu cliente é ser encontrado por ele, fica uma enorme dúvida se o investimento em otimização para ferramentas de busca ainda faz sentido.

Isso porque, embora todo mundo queira estar nas primeiras posições, muita coisa mudou ao longo dos últimos anos na dinâmica das ferramentas de busca e frequentemente se fala na morte do SEO. As mudanças estão acontecendo sim e de forma muito rápida – para se ter ideia, o Google faz mais de 500 atualizações por ano. O fato, no entanto, é que todas essas mudanças têm como grande foco beneficiar a experiência do usuário, permitindo que ele encontre com mais acuracidade o que busca e que fique mais satisfeito com os resultados que encontra.

Para as empresas, a constante é que a consistência das publicações é fortemente considerada em todas essas mudanças, levando em conta a qualidade e originalidade das publicações mais do que a quantidade ou truques simples, como já foi. Esse é o coração de uma boa estratégia e SEO não vai funcionar sem esse conteúdo de qualidade. Existe ainda uma preocupação com a organização do site, fluidez na navegação e outros itens que podem oferecer uma experiência mais completa ao usuário.

Assim, mesmo com os truques deixando de funcionar, ainda existem e vão continuar existindo várias práticas, ajustes e orientações que podem ajudar na organização do seu site e conteúdo, oferecendo uma experiência melhor e alavancando seus resultados no Google.

O ponto básico: como o Google funciona

Para entender como posicionar melhor seu site, é imprescindível entender como as ferramentas de busca funcionam. Focaremos aqui no Google, que representa mais de 90% das buscas hoje no Brasil.

Antes de tudo, um robô do Google faz uma varredura, indo de link por link em todos os sites que encontra e registrando no servidor da ferramenta tudo o que encontrou.

Para encontrar nessa biblioteca com mais de 60 trilhões de páginas existentes o que é o conteúdo ideal para usuário, ele primeiro tenta decifrar o que o usuário quis dizer em sua busca, através de combinações de outras buscas, sinônimos, grafia e etc. A partir disso, ele seleciona páginas indexadas com conteúdo correspondente e as classifica por qualidade e relevância para o usuário. Para definir qualidade, leva em conta recomendações (links, indicações em mídias sociais, etc) e mais uma série de critérios (versões mais recentes, idade do site, contexto e originalidade, entre mais de 200 fatores de ranqueamento).

É por isso que investir na qualidade e consistência do seu site é sempre algo válido. Aqui indicamos 6 passos básicos para sua empresa conseguir trabalhar com SEO de uma forma efetiva em 2015:

1. Definindo seu público alvo

Definir quem são as pessoas que buscam pela solução/serviço que você oferece é o passo mais estratégico deste passo a passo. Isso porque saber quem é o seu público-alvo vai muito além da definição de dados demográficos e geográficos.

Este passo requer traduzir o comportamento do seu prospect no momento em que está enfrentando o tipo de problema que você resolve ou até mesmo em tentar entender o que dispararia a necessidade nele. É aqui que você identifica as dores do dia a dia dele e o que ele buscaria para torná-lo mais simples, eficiente ou fácil. Explicamos um pouco melhor sobre isso aqui nesse post.

2. Pesquisa de Palavras-Chave

Entendendo o comportamento do usuário e seus interesses, e usando isso como direcionamento, fica muito mais fácil fazer uma pesquisa de palavras-chave assertiva.

As palavras-chave são o principal ponto de partida em uma estratégia de SEO, pois é em cima delas que vamos construir a base para trazer o tipo certo de visitante para suas páginas. Dessa forma, escolher essas palavras com calma e de forma bem feita é muito importante.

Procure avaliar não só o volume de visitas de um termo, mas também a dificuldade/concorrência, relevância para o seu negócio e taxa de conversão (se não tem a taxa de conversão, um teste no Adwords pode ajudar).

Temos um eBook sobre escolha de palavras-chave que pode te ajudar a chegar a uma boa lista e também uma funcionalidade no RD Station que permite monitorar seus termos em um painel, já trazendo as informações de volume, concorrência e posição ao longo do tempo.

3. Diagnóstico estrutural

Um item que continua valendo muito em SEO é a arquitetura do seu site. É preciso que o usuário encontre fluidez na navegação e consiga chegar facilmente às páginas que deseja por meio de uma boa estrutura de links. O pessoal da Conversion dá uma ótima visão do assunto nessa aula.

Também pode entrar aqui uma avaliação de erros diagnosticados na Central do Webmaster do Google: é importante pensar em itens básicos, como HTML limpo e rico em textos, evitando também flash, javascript e excesso de imagens.

Claro que um bom design vai ter papel fundamental aqui e impactar muito a experiência do usuário, então é importante não deixar esse investimento de fora.

4. Otimização On Page

Com a estrutura bem definida e a lista de palavras chave na mão, é hora de brincar de ligar os pontos. O ideal é que você analise suas várias páginas e identifique para cada uma delas um foco maior em uma palavra-chave ou expressão específica.

Tendo essa definição, seu trabalho vai ser organizar a página para refletir que seu objetivo. Basicamente você precisa trabalhar com o termo desejado inserindo-o de forma natural nas partes principais de uma página: título da página, cabeçalhos, texto alternativo de imagens, etc (aprenda mais em nosso eBook gratuito sobre SEO básico).

O menu de otimização de Página do RD Station traz um relatório objetivo sobre possíveis melhorias e também uma recomendação específica para os principais pontos dos algoritmo das ferramentas de busca.

5. Construção de autoridade

Alguns anos atrás o conselho aqui seria um investimento pesado em Link Building: encontrar qualquer oportunidade de receber links de qualquer veículo, fazer diversos guest posts, trocar links, se inscrever em diretórios, etc.

Hoje a coisa é muito diferente. O Google consegue entender o que é um link natural, bem contextualizado e de uma boa fonte e o que não é. Por isso, é importante que essa construção de links seja feita de forma mais orgânica e original.

Você só vai ter sucesso construindo autoridade se tiver um conteúdo de qualidade, capaz de engajar e ser atrativo o suficiente para as pessoas compartilharem. É importante pensar muito também na distribuição desse conteúdo, para garantir que as pessoas de fato o acessem e os tenham como munição para indicar a outros.

É por isso que dizemos que hoje SEO não vive mais isolado: depende da capacidade da empresa de usar bem todos os canais (como email, mídias sociais, assessoria de imprensa, etc) de forma integrada.

6. Analise e comece tudo de novo!

De que adianta todo o esforço de SEO se eles não trouxerem resultados?

Talvez a parte mais importante da estratégia de SEO seja refiná-la e melhorá-la cada dia, e isso só é possível se você estiver medindo e acompanhando a performance de cada uma das palavras-chave foco e das páginas. Entender quais delas trazem mais visitantes não é suficiente, é preciso entender também que tipo de visitantes elas trazem, em quanto tempo o visitante se torna uma venda, qual o impacto de cada material nos resultados finais, entre muitas outras métricas que revelam pontos de melhoria e evolução da sua estratégia e do seu produto.

Marcadores:

Deixe seu comentário