Blog de Marketing Digital de Resultados

8 dicas para melhorar a presença de seu evento nas redes sociais

Confira 8 formas de você otimizar a presença de seu evento nas mídias sociais e todas as vantagens que isso pode trazer para sua empresa.

Qual evento hoje que não é comentado nas redes sociais? Mesmo que a organização do evento não se envolva diretamente em disseminar essas informações, o público está naturalmente disposto a fazer isso.

Não vivemos mais na época em que precisamos de uma cobertura de imprensa para noticiar um evento em tempo real. É claro que ajuda, mas de uma maneira geral, o público presente já cria conteúdo e divide as experiências com seus amigos e seguidores nas redes.

Nesse post, vamos falar sobre 8 formas de você otimizar a presença de seu evento nas mídias sociais e todas as vantagens que isso pode trazer para sua empresa.

Alguns motivos para fazer uma cobertura online de seu evento:

  • 1 – Envolver os participantes
  • 2 – Conquistar a audiência ausente
  • 3 – Melhorar a experiência dos participantes
  • 4 – Criar uma comunidade virtual
  • 5 – Documentar seu evento

Sabendo dessas vantagens, confira abaixo 8 formas de integrar as mídias sociais em seu evento:

1 – Crie uma (ou mais de uma) hashtag

A #hashtag do evento pode ser considerada tão importante quanto o nome do evento em si. É uma maneira de dar uma identidade ao evento nas mídias sociais.

Uma hashtag definida pode ajudar você a filtrar as conversas relacionadas a seu evento, a ter um feedback instantâneo dos participantes e também a divulgar o evento para quem não está participando.

Porém, antes de divulgar a hashtag, considere algumas questões. Em suma, uma boa hashtag precisa ter 3 características:

  • Ser curta: Um tweet tem um limite de 140 caracteres. Portanto, não exagere no tamanho da hashtag. Caso o nome do evento seja muito grande, utilize abreviações e siglas;
  • Ser única: Confira se a hashtag escolhida já não foi usada em outro evento. Não faz sentido você dividir essas informações com outras pessoas e confundir sua audiência;
  • Ser fácil de identificar: Uma pessoa precisa ver a hashtag e já identificar na hora que se trata de seu evento. Não esqueça disso!

Um exemplo prático que podemos deixar aqui é sobre nosso evento anual de Marketing e Vendas, o RD Summit. Com a hashtag #RDSummit, que cumpre todos os quesitos acima, os participantes podem compartilhar informações relacionadas ao evento. E nós conseguimos monitorar essas interações tanto em tempo real quanto posteriormente.


//

2 – Incentive as pessoas a usar essa hashtag nas redes

O objetivo é que os participantes criem conteúdo sobre seu evento. Portanto, adicione a hashtag em diferentes lugares para que as pessoas saibam que podem usá-la.

Insira-a em paineis, em cartazes, no kit que os participantes recebem, em telões e, principalmente, em todos os posts sobre o evento.

Uma outra ideia é criar uma hashtag alternativa e oferecer um brinde ou a participação de um sorteio para todos que utilizarem.

No RD Summit 2015, todas as fotos que foram postadas publicamente no Instagram com a hashtag #EuNoRDSummit foram impressas. Dessa forma, os participantes puderam levar como lembrança do evento uma fotografia revelada gratuitamente.

3 – Disponibilize wifi em todo o lugar

Se a ideia é permitir que os participantes possam compartilhar suas experiências no evento em tempo real, nada mais básico do que disponibilizar uma rede de wifi pela área do local. Não faça com que os participantes tenham que gastar seus próprios pacotes de dados para criar um conteúdo que diz respeito à sua empresa. Criando uma rede própria para o evento, naturalmente mais pessoas irão criar conteúdo relacionado.

Crie então uma rede com o nome do evento e uma senha simples de ser digitada, e espalhe essas informações em todo o evento. Escreva em paineis, em cartazes, em telões, nos kits dos participantes, entre outros locais de fácil visualização.

Mesmo o Brasil estando um pouco atrasado em relação à qualidade da conexão, vale a pena o investimento. Tenha em mente que oscilações de sinal podem acontecer e, por isso, deixe sempre a equipe de manutenção bem próxima para corrigir eventuais falhas.

4 – Defina uma pessoa para social media

É muito complicado estar presente nas mídias sociais durante o evento se não houver uma pessoa dedicada especialmente para essa finalidade. Ou mais, dependendo da demanda de trabalho.

São essas pessoas que ficarão, durante o evento, encarregadas de publicar nas redes sociais momentos importantes como fotos, citações de palestrantes e outras informações relevantes.

Além disso, o social media deverá também interagir com a audiência, respondendo mensagens e comentários sobre eventuais dúvidas, críticas e elogios.

5 – Compartilhe alguns momentos ao vivo

Escolha algumas redes sociais para postar atualizações sobre o evento. Tenha isso bem definido já no planejamento, e não esqueça de sempre usar a hashtag nas legendas. Algumas redes que você pode usar e que funcionam bem na cobertura de eventos são: Facebook, Twitter, Instagram, Periscope, Snapchat e Youtube.

Lembre-se de não usar todas as redes sociais da mesma forma. A maneira como você compartilha um determinado conteúdo pode funcionar muito bem no Instagram, mas não tão bem no Twitter, por exemplo.

E lembre-se também que você não precisa utilizar todas as redes sociais. No RD Summit, optamos por não transmitir ao vivo pelo Youtube, por exemplo. Em vez disso, postamos atualizações no Facebook, Twitter e Instagram. E mesmo não utilizando Periscope e Snapchat (só para completar os exemplos acima), alguns de nossos participantes utilizaram com bastante frequência essas redes para compartilhar seus pontos de vista com seus seguidores.

E a plenária do segundo dia de #RDSummit lotou mais uma vez. Lindo demais, pessoal! ? Uma foto publicada por Resultados Digitais (@resdigitais) em Out 30, 2015 às 5:43 PDT

6 – Envolva os palestrantes

Os palestrantes são as principais razões pelas quais os participantes se deslocam até o local de seu evento. Eles são “as caras” do evento.

Portanto, monitore sempre o que eles estão falando sobre o evento nas redes sociais. E interaja. Responda-os, retweete-os, e mencione seus perfis nas redes.

Os participantes gostarão de ver que suas referências estão falando sobre o evento na redes, e certamente isso será um fator influenciador extra para que eles também compartilhem suas experiências.

7 – Crie um local com o nome do evento

Esse é um artificio que funciona muito bem, sobretudo para compartilhamentos no Instagram e Facebook. Criando um local com o nome do evento, você facilita que as pessoas possam fazer check-ins citando o evento, ou publicar fotos com a localização do evento na legenda.

É mais uma forma de reforçar o nome do evento que você está promovendo, principalmente em redes como o Instagram, em que as fotos por uma determinada localização ficam todas reunidas.

Para criar um novo local no Facebook, siga essas instruções. Uma vez que o local está criado no Facebook, automaticamente ele está disponível também no Instagram.

8 – Continue compartilhando e monitorando após o evento

A cobertura das mídias sociais de um evento não acaba logo após seu encerramento. Quando o evento termina, há mais tarefas que devem ser desempenhadas.

É bem possível que o evento continue a receber, nas redes sociais, feedbacks de participantes no dia seguinte. Ou, em alguns casos, até durante a semana seguinte. Por isso, continue monitorando as hashtags, as mensagens e as menções às suas páginas nas mídias sociais.

Uma forma interessante de interagir com o público e gerar engajamento pós-evento é pedir um feedback público. Fizemos isso após o RD Summit, na página do Facebook da Resultados Digitais.

Conclusão

Transformar seu evento em pauta nas mídias sociais pode trazer inúmeros benefícios futuros para sua empresa. Naturalmente, as pessoas gostam de compartilhar onde estão e o que estão fazendo. Portanto, facilite a vida delas seguindo essas dicas.

Quando você engaja seu público nas mídias sociais durante um evento, você acaba por facilitar a interação online entre os participantes, criar uma comunidade própria, fortalecer a sua marca, receber feedbacks de participantes e clientes, além de fazer com que os seguidores dos participantes nas redes sociais também conheçam o evento.

Mas lembre-se: As redes sociais só podem trazer bons frutos para seu evento se ele realmente agradar aos participantes. O segredo para seu evento ser um sucesso nas redes sociais é ser um sucesso por si só. Essas dicas apenas ajudam a potencializar esse sucesso.

Além do mais, todos os feedbacks colhidos de participantes nas redes sociais são ótimos insights para você organizar a próxima edição, e melhorar cada vez mais. Aproveite!

Marcadores:

Deixe seu comentário