Da segmentação ao disparo: 9 dicas matadoras de como fazer email marketing


Concept of running email campaign, building online audience, email advertising, direct digital marketing. Human hand holding an envelope spreading information thought email distributing channel to  customers and followers

O email marketing é um excelente canal para gerar relacionamento e conversões. Ter uma base qualificada é o ponto inicial do sucesso de uma campanha.

Separamos 9 dicas eficientes para você começar a sua nova campanha e ter ainda mais resultados nos seus disparos.

 

1 – Não compre listas de emails

Quando falamos em fazer email marketing, não podemos esquecer que comprar uma lista é ter uma base de destinatários “suja”, ou seja, desqualificada com chances muito pequenas de um retorno de investimento efetivo. Isso sem falar sobre a questão ética. Há uma série de razões que comprar listas não funciona:

  • Qualquer mensagem não autorizada é uma interrupção mal vista;
  • O usuário identifica a empresa como Spammer e pode divulgar isso nas redes sociais;
  • Sua mensagem pode ser marcada como Spam, perdendo o contato com o seu remetente e manchando a reputação do servidor, prejudicando a entregabilidade.

Para saber mais sobre compra de listas acesse o nosso post

2 – Faça a segmentação do seu disparo

Para fazer email marketing faça a segmentação do seu disparo para assim ganhar qualidade nos disparos, aumentar a precisão da mensagem no seu público-alvo e garantir mais resultados é preciso segmentar. Há diversas formas para isso, é preciso focar no comportamento do seu usuário e usar essa informação ao seu favor. Seguem aqui algumas ideias interessantes de segmentação.

  • Personas (saiba mais sobre o assunto neste link);
  • Cargos gerenciais (tomadores de decisão) ou técnicos;
  • Profissionais da área de Vendas, RH, Marketing, etc.;
  • Área de atuação da empresa do Lead (Tecnologia, e-commerce, saúde, etc.);
  • Porte da empresa;
  • Origem do clique (enviar um email a partir de um link que o Lead clicou).

Ainda há muitos outros tipos de segmentação que você pode conhecer neste link

3 – Cuidado com as imagens na hora de fazer seu email marketing

Você pode até pode usar imagens na hora de fazer seu email marketing, mas nunca envie apenas uma imagem como corpo de email. A maioria dos serviços vai, por padrão, bloquear essa imagem e a eficiência do disparo tende a diminuir bastante. Você pode tomar ainda outros cuidados como:

  • Fazer o email marketing em formato HTML e distribuir o conteúdo entre texto e imagens;
  • Usar alt tags nas imagens, sempre colocando um texto que descreva a imagem;
  • Colocar links também nas imagens, (se elas não forem exibidas, ainda assim serão clicáveis);
  • Tamanho da imagem: evite imagens muito pesadas, elas irão demorar para carregar.

Temos um post que fala mais sobre isso aqui.

4 – Faça Email Marketing sem cara de SPAM

Evite emails escritos com a cor vermelha ou com características normalmente associadas a SPAM. Há alguns detalhes que podem ser seguidos para que seu email não pareça indesejado.

  • Limite o assunto cerca de 50 caracteres e sem CAIXA ALTA;
  • Evite usar demasiadamente termos como promoção, free, clique aqui, grátis, crédito, etc;
  • Não exagere no uso de acentos gráficos (!, ?, !!!).

Há diversos outros detalhes que se caracterizam como Spam, mas seguindo esses conceitos básicos já é um bom passo de boas práticas.

5 – Mais tipos de emails, mais chances de resultados

Faça diferentes tipos de email marketing para atingir os variados momentos de compra, você optar, por exemplo:

  • Newsletters: informações relevantes ou notícias;
  • Promocionais: anunciar ofertas, mas cuidado para não exagerar;
  • Nutrição de Leads: conteúdo para cada ponto da jornada de compra.

Mas cuidado, seja moderado e não esqueça da pertinência do envio, caso contrário, o envio em excesso pode virar um SPAM.

6 – Frequência certa é essencial

A frequência do envio é parte importante  do engajamento da sua lista. O excesso de emails incomoda e faz com que muita gente cancele ou ignore os emails. A falta deles não gera proximidade e causa estranheza quando uma mensagem chega. Procure ter ao menos 1 envio por mês.

Faça também um calendário de envio de emails e certifique-se de que os disparos estão bem distribuídos ao longo do mês.

7 – Saiba momento certo de disparar o email marketing

O dia e horário de envio fazem uma diferença incrível nos resultados. Não são raros os casos em que o timing dá uma diferença de mais de 100% nos cliques e conversões. Escolha um horário que seu público tenha a caixa aberta e possa agir sobre a mensagem.

8 – Nunca envie o email se não tiver autorização

Também não envie se a mensagem não for extremamente relevante. Procure também sempre higienizar sua lista e excluir os emails que já cancelaram assinatura.

9 – Acompanhe as métricas

Elas são fundamentais para diagnosticar oportunidades de melhoria. A taxa de abertura pode indicar problemas no horário, assunto ou histórico de envios. A taxa de cliques pode indicar problemas na qualidade do conteúdo ou segmentação da mensagem.

  • Taxa de crescimento da lista: percentual de novos emails em relação ao total da lista.
  • Taxa de inativação da lista: percentual de emails que param de interagir ou inválidos.
  • Taxa de abertura: considerada geralmente quando o destinatário autoriza a exibição de imagens.
  • Taxa de cliques: mostra quantos emails foram clicados comparando com quantos foram entregues.
  • CTR: resultado da divisão entre clique e abertura.
  • Eficácia da campanha: indicado para vendas complexas, vem a eficácia de uma campanha no processo.

Conclusão

Antes mesmo de pensar em fazer email marketing é preciso ter em mente quais são os seus principais objetivos de campanha e como ele pode entrar de forma efetiva. Pense no conteúdo, e se sua página está preparada para a geração de Leads ou conversão. Não esqueça também de focar no formato para dispositivos móveis com o objetivo de aumentar a efetividade do seus resultados. Tudo faz parte do processo para os seus resultados serem ainda melhores e maiores.

E como andam suas campanhas? Deixe suas dúvidas ou cases nos comentários.

 

Saiba mais:

O guia do email marketing - eBook grátis

Software de Marketing Digital - RD Station


Categorias: Email Marketing

  • Jhonatan Silva

    Olá, tudo bem! muito interessante seu artigo e continue publicando maneiras importante de se fazer marketing digital.

    Também tem um site que fala algumas formas de como extrair e-mail na internet e outras dicas de como atrair mais cliente. Dê uma olhada e comente o que você acha. Toda ajuda será bem-vinda, um abraço e muito sucesso!

    http://mixsoftware.com.br/produto/2/AtomicEmailHunter

    • porestaseporoutras

      Esse tipo de software devia ser proíbido. Por causa desses softwares, o email marketing é uma dor de cabeça para quem trabalha na área. Se alguém quiser receber informação, deve ser de livre vontade, e não porque alguém roubou o seu email num website qualquer…. Depois esses emails são vendidos!!! Se vires o primeiro ponto deste artigo diz “Não compre listas de emails”