Blog de Marketing Digital de Resultados

11 ações rápidas de Marketing Digital para você aplicar antes do fim do ano

O ano ainda não acabou e não é tarde para você fazer algumas ações de Marketing Digital. Confira o que você pode fazer ainda hoje para gerar alguns resultados, começando logo depois de ler esse post.

Fim do ano costuma ser uma época de retrospectiva. Rever como foi executado o planejamento, encontrar onde houve erros e acertos e levar essas experiências para o ano seguinte.

Só que, apesar de dezembro ser, para muitas empresas, um mês para ficar muito mais analisando os resultados do ano e planejando os próximos passos do que executando ações, é bom lembrar que esse não é um mês para ficar parado.

Por isso, reunimos nesse post 11 dicas rápidas de Marketing Digital para você aplicar no curto prazo. São dicas simples e efetivas e que você pode começar a usar logo depois de ler esse post.

As ações, ou os quick wins, são de 5 grandes referências em Marketing Digital e Vendas que a RD entrevistou esse ano na série Especialistas. São quick wins de:

  • Marketing de Conteúdo
  • Mídia Paga
  • Facebook
  • Otimização de Conversão (CRO)
  • Vendas

Vamos lá!

Marketing de Conteúdo, por Vitor Peçanha

Sobre Marketing de Conteúdo, conversamos com Vitor Peçanha, cofundador da Rock Content.

especialistas-vitor-pecanha

1. Se você já tem uma audiência e não a converte em email, comece a convertê-la o quanto antes

Coloque formulários de captação de newsletter na sidebar; faça um teste com os malditos, mas super eficientes e super discriminados pop-ups; comece a gerar sua base de emails, sua lista de assinantes, sua audiência própria e trabalhe-a por email. E, para isso, nada melhor do que criar fluxos de nutrição dentro do RD Station. Com isso você consegue ter um resultado rápido.

2. Crie um infográfico sobre um tema relacionado a seu mercado

Do ponto de vista só do conteúdo, se você está começando e quer ter um quick win – lembrando que esse quick win tem que ser mantido depois – nesse momento eu sugeriria a você escolher um tema que tem muito a ver com seu mercado e fazer um infográfico muito legal e dar uma divulgada boa para ele. Isso vai gerar uma audiência boa para você. É um pico, não é sustentável, mas é o primeiro passo.

Para saber mais sobre Marketing de Conteúdo:

Facebook, por Camila Porto

Sobre Facebook, conversamos com a Camila Porto, uma das maiores especialistas do país em marketing na maior rede social do mundo.

especialistas-camila-porto

3. Crie seu primeiro anúncio

Veja como funciona e o tipo de resultado que você pode gerar com ele, o que é possível fazer, o quanto ele pode divulgar sua mensagem. Eu acho que essa é uma coisa que muitas pessoas têm medo de investir.

Crie lá o seu primeiro anúncio no Facebook, faça uma campanha do jeito que você acha que é legal, coloque seus primeiros 10 reais lá, veja como isso funciona e comece a identificar quais oportunidades você pode trazer para o seu negócio, para você ver a sensação que é fazer uma campanha sua e começar a rodá-la. Porque é incrível a quantidade de pessoas que não sabe que é possível criar anúncios no Facebook, e mais ainda o fato de que as pessoas não sabem como criar.

4. Faça um live no Facebook

É um pequeno quick win que você pode ter para ver como é que a ferramenta funciona. Hoje ela é uma das ferramentas que gera mais engajamento no Facebook.

Então, se você tem uma página no Facebook, isso é uma coisa que eu sugiro que você faça rapidamente. Na próxima semana – coloque um prazo para isso – faça a sua primeira live, vá interagir com a sua audiência utilizando este formato. Eu acredito que se você fizer, você vai viciar e vai querer fazer todo o tempo, como eu faço.

Para saber mais sobre marketing no Facebook:

Mídia Paga, por Fábio Prado Lima

Sobre Mídia Paga, conversamos com Fábio Prado Lima, fundador e diretor da AdResults.

especialistas-fabio-prado-lima

5. Crie anúncio dinâmicos

Faça o uso de anúncios dinâmicos, que o Facebook chamava de DPA (Dynamic Product Ads), e agora chama só de DA (Anúncio Dinâmico). Ele é um anúncio dinâmico do próprio Facebook.

Você sobe lá a lista de produtos do seu ecommerce. Obviamente que há algumas configurações importantes a serem feitas, mas depois você tem lá mil produtos do seu site.

Cada pessoa acessa combinações de produtos diferentes do seu site, então o próprio Facebook pega os produtos que a pessoa visitou e mostra ali num anúncio dinâmico, num carrossel, esses produtos.

Isso traz dinamismo, isso traz escala para a exibição de anúncios e, pensando em pessoas que estão no funil, isso é muito legal. São pessoas mais aquecidas para a conversão, porque elas já acessaram o site, elas já viram o produto.

6. Faça testes A/B em anúncios do Facebook

Essa técnica consiste em isolar variáveis e testar cada grupo de configurações que há dentro do Facebook e analisar os relatórios. Porque se você faz teste A/B mas não analisa relatórios, você vai estar dando um tiro no escuro. É aquele velho “pensando no contexto de marketing dirigido por dados”: analisar o dado para tomar uma decisão baseado nele.

Então, primeiro, eu vou testar segmentações: qual das segmentações que eu testei foi melhor? Ah, foi a A. Então agora vou pegar essa e testar com vários objetivos que eu posso usar, objetivos de campanha do Facebook para alcançar meu objetivo de marketing. Agora vou fazer um teste A/B de imagens: qual imagem traz mais cliques, uma maior taxa de clique, qual traz o CPM (custo por mil impressões) mais barato etc.

Enfim, quando você vai fazendo esses testes A/B e vai analisando os relatórios, você vai otimizando seus resultados. Você vai tendo alguma suspeita, alguma hipótese, e com teste A/B você tem ali a prova do que foi melhor ou não. Você vai descobrindo o que é melhor paras as suas segmentações.

Para saber mais sobre mídia paga:

Otimização de Conversão (CRO), por Rafael Damasceno

Sobre Otimização de Conversão (CRO) falamos com Rafael Damasceno, fundador da Supersonic.

rafael-damasceno

7. Faça ajustes em páginas com alta taxa de rejeição

Acesse sua conta no Google Analytics e lá, procure por suas principais Landing Pages. Nessas páginas você deve analisar quais delas possuem uma taxa de rejeição consideravelmente acima da média do seu site.

Observação: Não existe uma taxa de rejeição ruim ou boa. Isso vai variar de acordo com o objetivo do site, com o mercado, etc.

Porém, se você analisa e percebe que uma determinada Landing Page do seu site está recebendo muitas visitas e está tendo uma taxa de rejeição proporcionalmente maior que a média do seu site, isso muitas vezes pode representar uma oportunidade.

Com alguns pequenos ajustes pode ser que você tenha um impacto interessante no seu resultado final.

8. Pesquisas com clientes depois que eles terminam de negociar com você

Isso é uma coisa que todo mundo sabe que existe. Quem nunca recebeu email de um ecommerce perguntando como que foi a experiência com o produto?

Sim, parece ser a coisa mais batida e idiota do mundo, mas eu mesmo já tive inúmeros insights muito bons, de grande impacto na taxa de conversão, simplesmente pegando essa experiência pós compra do usuário.

Muitas vezes o cliente vai falar o porquê ele resolveu fechar negócio com você e sabendo isso será possível repetir essa experiência para mais gente. Outras vezes o cliente vai falar o que o deixou um pouco com o pé atrás ou o que até mesmo irritou ele, e corrigindo isso você poderá recuperar muitas pessoas que provavelmente deixaram de comprar pelo mesmo motivo.

Dessa forma, se você conseguir tirar informações realmente pertinentes dessa pesquisa e com isso corrigir os eventuais erros, é praticamente certo que você vai ter um impacto bem considerável na taxa de conversão e consequentemente no faturamento.

Para saber mais sobre otimização da conversão (CRO):

Vendas, por Lúcia Haracemiv

Sobre vendas, conversamos com Lúcia Haracemiv, CEO do DNA de Vendas.

especialistas-lucia-haracemiv

9. Para um presidente de uma empresa: ouça mais o time de vendas

Escute a sua força de vendas e esteja presente no mercado para você entender o que sua concorrência está fazendo. Você vai aliar isso a uma boa solução. Porque uma falha muito grande é não ouvir a equipe de vendas. O marketing às vezes faz ações sem escutar a equipe de vendas. Essa é uma falha que acontece em grandes players de várias áreas.

10. Para um gerente de vendas: treine (muito) o seu time

Treine sua equipe exaustivamente do ponto de vista técnico e comportamental. Faça eles acreditarem que merecem bater meta, que merecem ganhar dinheiro. Amplie os horizontes da galera, faça um trabalho muito forte técnico e comportamental com seu time.

O gerente de vendas tem o papel de técnico, como se fosse uma equipe de esportes mesmo. Vendas tem muita emoção envolvida, por mais técnica que ela seja. O líder tem que fazer esse trabalho de levantar o moral do time, de fazer eles acreditarem que é possível.

11 – Para um vendedor: avalie suas ações

Não pare, produza, coloque cliente no funil, não desista, acompanhe, faça follow-up, analise seus números, veja que tipo de cliente você está perdendo, analise o passo a passo da sua venda, pegue sua estratégia de vendas, cada uma das fases, como você está abordando e entendendo o seu cliente, como está pesquisando ou fazendo as perguntas, como está apresentando.

Na medida em que você se autoavalia e olha as suas conversões, você aprende muito. Eu aprendo muito comigo, vejo o que está certo e o que está errado e vou otimizando para ampliar meu potencial de fechamento.

Para saber mais sobre Vendas:

Conclusão

Anotou os quick wins? Então é hora de colocar a mão na massa!

Não fique parado como se o ano já tivesse acabado. As pequenas ações que falamos nesse post – e que você pode começar a fazer hoje mesmo – podem render alguns resultados e servir como base para ações maiores no ano seguinte.

Essas ações podem ajudar, inclusive, em seu planejamento para o próximo ano. E se você precisar de ajuda para isso, confira nosso Kit Planejamento e Análise de Marketing Digital, disponível para download gratuito, e saiba como fazer um diagnóstico da sua estratégia de Marketing Digital e planejar as ações e projetos para 2017.

Marcadores:

Deixe seu comentário