Blog de Marketing Digital de Resultados

Por onde começar? O ABC dos anúncios nas redes sociais

As redes sociais ainda são a menina dos olhos para muitos negócios. São canais mais que incorporados ao dia a dia das pessoas e que podem gerar um retorno muito bom para as marcas (como já provado em diversos cases).

No entanto, com o aumento da competição é cada vez mais difícil ser um grande destaque e conseguir um resultado desproporcional, principalmente se sua empresa só conta que tudo vá se espalhar e funcionar organicamente.

As principais redes hoje sabem do poder que têm nas mãos e tentam unir o útil ao agradável: rentabilizar em cima de sua base e gerar retorno às empresas que querem extrair mais do canal. Daí surgiram os anúncios nas redes sociais, ferramentas que podem acelerar muito a efetividade de uma empresa por lá.

Nossa ideia nesse post é apresentar as principais opções disponíveis atualmente, indicando como funcionam e quando usar.

Algumas siglas básicas antes de entrar no tema:

Antes de entrarmos de fato no assunto sobre anunciar nas redes sociais, vale a pena explicar algumas siglas importantes para quem anuncia.

CPC – Custo por Clique
O anunciante define o preço por cada clique no anúncio.

CPM – Custo Por Mil impressões
O anunciante define o preço desejado por 1.000 visualizações do anúncio exibido.

CPA – Custo Por Aquisição
O anunciante define o valor que deseja pagar por uma conversão.

CPV – Custo Por Visualização
O anunciante define o valor que deseja pagar por uma visualização de um vídeo.

CPE – Custo Por Engajamento
O anunciante define o valor que deseja pagar por uma interação ao anúncio, exemplo: compartilhar, clicar em algum link, ver um vídeo, favoritar ou curtir.

Essas informações são importantes para descrevermos os custos em cada rede social. Fique atento a essas siglas pois usaremos elas até o fim do post.

Facebook

Hoje é considerada a maior rede social do mundo. Os números ultrapassam os 1,23 bilhões de usuários no mundo com 61,2 milhões no Brasil.

Principais objetivos
Ampliar o relacionamento com clientes, expandir o share of mind da marca (curtidas na Fan Page, comentários em Posts Patrocinados, entre outros) e captar Leads são algumas das grandes oportunidades em destaque do Facebook.

Também já falamos sobre formas mais avançadas de usar os anúncios e conseguir direcionar o usuário na jornada de compra.

Modelo de compra
CPC – CPM – CPA

Custo para investimento
Os lances podem sair a partir de R$ 0,01 por clique, mas o investimento mínimo fica a partir de R$ 1 por dia. Lembrando que o lance varia de acordo com a segmentação, índice de qualidade e histórico.

Como investir
Você pode fazer direto pelo Gerenciador de Anúncios no modo self-service. Com valor acima de R$30.000 é possível ter a ajuda de um consultor do Facebook.

Para saber mais acesse nosso eBook sobre Facebook Ads 

LinkedIn

Considerada a maior rede social de contatos profissionais do mundo com cerca de 340 milhões de usuários. No Brasil a marca supera os 20 milhões de usuários ficando atrás somente dos Estados Unidos e Índia.

Principais objetivos
A rede social é excelente por conhecer muito bem o perfil profissional de cada usuário. Basicamente o LinkedIn tem acesso a informações como cargo, empresa (tamanho, segmento, etc), experiência na função, escolaridade. etc. Dessa forma, é possível segmentar bem e encontrar perfis muito qualificados que dificilmente seriam encontrados com essa precisão em outros canais. Por isso é ótimo para atrair visitantes qualificados e gerar Leads..

Modelo de compra
CPC e CPM

Custo para investimento
Os lances são altos, em média de 7 reais. O lance mínimo para qualquer anúncio é R$ 4 e o orçamento diário mínimo é R$ 20. Contudo, a qualificação é superior as outras redes em se tratando de questões profissionais. Vale a pena o investimento se você quiser adquirir um clique mais qualificado.

Como investir
Você precisa de uma Company Page. O processo de gerar anúncios é no modelo self-service onde você mesmo pode criar. Ao gerar seu anúncio faça testes: crie com imagens e textos diferentes e veja qual funciona melhor. Se tiver alguma dúvida você pode conferir o passo a passo aqui.

Instagram

A rede social hoje possui mais de 300 milhões de usuários. O Brasil está entre os 5 países que mais usam o Instagram. Nele, todos os conteúdos pagos serão marcados com o rótulo “Patrocinado” acima da imagem. Assim, fica fácil para o usuário saber o que é anúncio e o que não é.

Principais objetivos
A rede é um canal aberto para relacionamentos (em geral mais comum no B2C) e divulgação da marca. É possível explorar o conteúdo mas sem links externos, o que dificulta a geração direta de leads pelo canal.

Modelo de compra
Os anúncios estão em fase experimental. Algumas agências já estão em fase de testes. Antes de inserir anúncios para todos os públicos, o Instagram está estudando os tipos de formatos a fim de garantir a melhor experiência para parceiros e usuários.

Custo para investimento
Ainda não divulgado.

Como investir
Ainda não aberto. No site do Instagram há alguns cases de sucesso, mas a forma de investimento ainda não se encontra disponível para os anunciantes.

Waze

Uma mistura de aplicativo de colaboração e rede social, com ele é possível obter informações sobre rotas de trânsito em tempo real. O Brasil é o segundo no mundo em número de usuários do aplicativo atrás dos Estado Unidos. O país já passou a marca dos 6 milhões de perfis na rede.

Principais objetivos
Excelente para negócios locais. O sistema de anúncios funciona como um outdoor com a vantagem que os motoristas podem clicar no seu ícone para saber mais sobre você ou para navegar diretamente para a sua localidade.

Modelo de compra
CPM

Custo para investimento
Mínimo em US$2,50 e mensal de US$50,00.

Como investir
A plataforma é self-service.Você só paga se o seu ícone for exibido para um usuário no mapa. O valor total é cobrado via cartão de crédito após os anúncios serem entregues. A maioria dos anunciantes são faturados mensalmente. Para mais informações é possível acessar o link.

Caso seu investimento seja acima de R$15.000 por mês ou sua escolha for por formatos premium é possível contactar o representante no Brasil.

Twitter

Hoje a rede social possui 200 milhões de usuários onde a média de tweets por dia é de 400 milhões. Uma rede com muitos influenciadores e onde 60% dos usuários acessam via celulares.

Principais objetivos
Criação de ativos como número de seguidores, ampliação do alcance da marca através dos tópicos de assunto e geração de tráfego/Leads através de tweets patrocinados.

Modelo de compra
CPE com cliques, retuites e favoritos. Você define seu próprio orçamento diário, com encerramento automatico da exibição quando o mesmo for atingido.

Custo para investimento
Sua verba de marketing digital precisa estar estipulada acima de R$ 12.500 mensais. O formato self-service ainda não está disponível no Brasil.

Como investir
No momento, os anúncios do Twitter no Brasil estão disponíveis somente via contato direto e contas maiores. Há um botão chamado “Vamos lá” que indica, com preenchimento de campos, se a sua empresa está qualificada para usar os anúncios. Existem 3 formatos de anúncios:

No modo “Contas Promovidas ”, é focado para as pessoas seguirem sua conta.

Já nos “Tweets Promovidos” é possível atingir com tweets regulares, seguidores atuais e potenciais aos quais você se direciona.

O formato “Assunto Promovido” é apresentado no topo da lista durante um dia. A lista de “Assunto” é o lugar certo para lançar uma conversa ou amplificar uma mensagem no Twitter.

Para saber mais estratégias de conteúdo acesse nosso eBook sobre Twitter

Youtube

A maior rede de vídeos do mundo é considerada também a segunda opção como mecanismo de buscas de informações, ficando atrás apenas do Google. Hoje o Youtube já ultrapassou a marca de 1 bilhão de usuários com mais de 48h de conteúdos novos por minuto.

Principais objetivos
Divulgação de marca, geração de leads.

Modelo de compra
CPV.  Só há pagamento caso o usuário opte por assistir ao seu anúncio.

Custo para investimento
Não existe valor mínimo, você pode iniciar uma campanha há qualquer momento colocando o orçamento diário e sugerir um lance para o custo por visualização através da plataforma Google Adwords. Comece por aqui

Como investir
Anúncios em vídeo do YouTube são vinculados ao Google AdWords. Depois de criar uma conta, é onde você vai gerenciar seus anúncios e ver resultados. Para ajuda é possível entrar em contato com a própria equipe do Youtube  clicando aqui ou liguando para 0800 727 0309.

Check list da campanha

Faça uma avaliação da sua campanha, use esse checklist abaixo e defina algumas métricas positivas para ver se as suas KPI’s estão sendo eficientes:

Métricas principais

  • Gera resultados no volume esperado?
  • O custo por ação (custo por Lead, por exemplo), está dentro do projetado?
  • Com as taxas de conversão atuais, o ROI é positivo?

Métricas de resultado

  • Estabeleceu seus objetivos e organizou os processos?
  • O tempo do usuário do site de destino está alto vindo dessa campanha?
  • O CTR da campanha está alto?
  • O valor investido no modelo de compra está abaixo do previsto?
  • Está mensurando os cliques? (veja como rastrear isso aqui e com Facebook Ads)
  • Os anúncios tem variações para fazer teste A/B?
  • Definiu um período para fazer comparaçõea? Ex: Resultado Semana 1 x Semana 2.
  • Está gerando Leads ou vendas através dessa campanha?

Conclusão

Defina o canal de acordo o seu orçamento para o canal que tem mais afinidade de atingir seus objetivos.

Se possível faça uma projeção de quanto seria o investimento de mídia e quanto seria uma estimativa de retorno, no caso se não tiver um histórico de campanha, você pode estimular um número mínimo estimado para ter uma prévia de um retorno (ROI).

 

Marcadores:

Deixe seu comentário