Blog de Marketing Digital de Resultados

[Palestra RD Summit 2014] Rodrigo Lóssio: Como criar uma estratégia de conteúdo de sucesso

Assista à palestra de Rodrigo Lóssio no RD Summit 2014, e saiba quais passos seguir para criar uma estratégia de Marketing de Conteúdo para sua empresa.

Você sabe quais passos seguir para criar uma estratégia de Marketing de Conteúdo para sua empresa? Ou a importância de ter toda uma estratégia documentada para acompanhar os resultados futuros?

Os principais benefícios de realizar essa documentação e saber não só por onde começar, mas também por qual caminho seguir, é o que Rodrigo Lóssio, diretor da Dialetto Comunicação Estratégica, falou no RD Summit 2014 em sua palestra “Como criar uma estratégia de conteúdo de sucesso”.

Rodrigo Lóssio é palestrante confirmado também no RD Summit 2015. Nessa edição do evento, seu tema será “Como alavancar os resultados de inbound marketing com assessoria de imprensa” (confira aqui a agenda completa).

Assista à palestra de 2014 abaixo:

Esse post foi baseado na própria palestra de Rodrigo Lóssio

Basicamente, a ideia da apresentação acima é explicar de forma prática como criar uma estratégia de conteúdo para a sua empresa. É notável que cada segmento tem suas particularidades e seu timing em relação ao conteúdo, mas existem várias iniciativas que você já pode começar a fazer desde o começo.

Implementando uma estratégia, você logo nota a importância de se pensar muito bem no início, e não simplesmente fazer conteúdo à revelia e esperar que isso dê algum retorno depois.

Porém, antes de falarmos de sucesso, é importante falarmos de falhas. Por que um conteúdo falha? Por que, muitas vezes, as pessoas investem um monte em conteúdo, escrevem, trabalham nas redes sociais e, ainda assim, falham nessa estratégia?

Aqui temos alguns motivos:

  • Não conhecer sua audiência, quem são seus clientes e o que eles esperam;
  • Não falar sobre seu mercado, mas só sobre você mesmo;
  • Não promover de forma adequada;
  • Não medir o retorno (ROI);
  • E, principalmente, não ter uma estratégia definida.

O grande desafio é como definir a questão da estratégia. É a estratégia logo no início que vai consolidar lá na frente o que você está pensando agora.

No estudo 2015 B2B Content Marketing Benchmarks, Budgets, and Trends – North America, realizado pelo Content Marketing Institute (CMI), alguns dados interessantes sobre o assunto se destacam:

  • Apenas 38% dos entrevistados disseram que são efetivos no Marketing de Conteúdo;
  • Apenas 35% das empresas B2B entrevistadas dizem que sua estratégia é documentada (e 48% dizem ter, mas não documentam).

Lembrando que a pesquisa acima foi realizada na América do Norte, onde o Inbound Marketing é bem mais presente do que no Brasil.

rd-summit-2014-como-criar-uma-estratgia-de-contedo-de-sucesso-10-638

O melhor caminho para obter sucesso com Marketing de Conteúdo é ter uma estratégia. Sem essa estratégia, não é possível medir os resultados e nem saber se sua empresa está seguindo o rumo certo.

Para isso, veremos 4 grandes etapas de uma estratégia de conteúdo de sucesso:

1 – Planejamento

É a etapa que norteia praticamente toda a estratégia. O primeiro ponto que devemos começar a definir é identificar quais os objetivos que sua empresa quer atingir com essa estratégia.

Gerar visitas? Leads? Clientes? Se tornar referência no assunto com Marketing de Conteúdo? Todos os objetivos descritos no planejamento estratégico irão ajudar a dar uma direção para sua empresa.

Dentro dessa etapa de planejamento, há outras etapas menores:

Planejamento Estratégico

  • Personas: Definir claramente a persona com quem você quer conversar (área, cargo, idade, comportamento, aspectos psicológicos), e identificar os desafios que cada profissional tem para fazer um conteúdo que seja extremamente assertivo ao que ele estiver procurando;
  • Palavras-Chave: Definir em quais keywords você quer ser referência, e criar um estudo para definir também as prioridades de cada uma dessas palavras-chave;
  • Jornada de Compra: Planejar a produção de conteúdo para cada etapa da jornada. É importante que a Jornada de Compra esteja extremamente alinhada com as personas. Não esqueça também que cada persona tem um caminho diferente na compra de um produto ou contratação de um serviço;
  • Análise dos Canais: Analisar quais canais você tem mais seguidores e como você os conquistou, se foi de forma orgânica, em forma de anúncios ou outra maneira. É uma forma de entender como estão os canais atuais para ver depois como isso vai influenciar na produção de conteúdo;
  • Auditoria do conteúdo legado: Essa é uma técnica que consiste em identificar e reunir todo o conteúdo que você já produziu antes da estratégia. Pode ser pesquisas realizadas, estudos técnicos ou qualquer documento produzido por sua empresa;
  • Planejamento editorial: Essa é a etapa em que você faz a combinação de todos os fatores. Todo planejamento de sucesso tem que estar pautado em escrever conteúdo para uma persona específica que esteja otimizado para uma palavra-chave específica e que esteja dentro de uma etapa da jornada de compra. Dessa forma, você consegue direcionar o planejamento editorial de forma estratégica.

Ativação

  • Setup blog: É a etapa onde você identifica quais são as boas práticas para fazer os ajustes do blog. Por exemplo, se vai ser utilizado o próprio domínio da empresa ou um domínio separado;
  • Design: Aqui é onde você define quais peças serão trabalhadas, qual vai ser a identidade da empresa, como será o layout do blog, etc;
  • Plataformas: Por fim, pense previamente em quais plataformas de Marketing Digital serão usadas, como ferramentas de gestão digital, de email marketing e automação de marketing.

2 – Produção

Nessa etapa, fica a pergunta básica: O que produzir?

Há uma infinidade de opções de conteúdo a serem produzidos. Posts, eBooks, whitepapers, infográficos, webinars, animação, planilhas, roteiros, vídeos, manuais, guias, templates, entre outros.

Uma dica para esse processo é que ele precisa ser criativo e plural. Não fique preso a apenas uma forma específica de material rico ou a apenas posts de blog. Variando o processo você se diferencia no mercado e ganha mais autoridade em sua área de atuação.

Depois de definir quais os tipos de conteúdo serão feitos, a próxima questão é “como produzir”. Algumas opções são:

  • Internalizar;
  • Contratar freelancers para cada etapa;
  • Agências (digitais, PR, publicidade, etc).

Não é possível falar qual é a melhor opção, tendo em vista que cada empresa possui uma realidade distinta. Apenas saiba que há diferentes opções para serem implementadas em qualquer estilo de negócio.

3 – Operação

A etapa de operação também pode ser subdividida em outras etapas menores: edição e acompanhamento dos indicadores.

Edição

  • Blog;
  • Landing Pages;
  • Email Marketing.

Na edição é onde você define estratégias de periodicidade do conteúdo, tipo de conteúdo que vai ser postado no blog, como serão estruturadas as Landing Pages, quais conteúdos serão disparados por email marketing, etc.

Acompanhamento e mensuração dos indicadores

  • Análise dos resultados, pontos de conversão;
  • Planos de ação e melhorias constantes;
  • Qualificação de Lead.

No acompanhamento, você analisa o que está convertendo mais para ter uma direção e saber, por exemplo, quais conteúdos valem a pena ser produzidos.

Você pode cruzar hipóteses e analisar em qual palavra-chave você está trazendo mais Leads qualificados, ou em qual etapa de compra a taxa de conversão é maior.

Também cria planos de ação para estar sempre se desenvolvendo e melhorando os resultados.

4 – Promoção

A última etapa, a de promoção, é onde você define como irá divulgar o conteúdo produzido. Dentre as várias formas de realizar essa ação, quatro delas precisam essencialmente estar no planejamento.

Redes Sociais

Defina qual rede social tem o melhor desempenho para o seu segmento. Por exemplo, na área de tecnologia (principalmente B2B), o Facebook é a rede que, em média, traz menos Leads qualificados. Às vezes é o que traz mais buzz, mais gente falando sobre o assunto, mas não necessariamente a rede mais vantajosa se a intenção é gerar Leads.

Isso não significa que uma determinada rede social (como o Facebook) seja deixada de lado. É preciso ter presença social, mas é inteligente fazer com que essa presença seja bem definida. Saber o horário certo para as postagens e como se comunicar com os fãs de cada uma das mídias são formas sensatas de trabalhar.

Mídias Pagas

Essa fonte de promoção é muito importante, sobretudo na etapa inicial, quando você já tem os conteúdos postados e as Landing Pages publicadas, mas ainda não tem autoridade suficiente para gerar um bom tráfego orgânico.

Com a mídia paga você consegue acelerar esse processo, promover um processo rápido de geração de Leads, e depois analisar o que funciona mais para saber quais canais trazem mais Leads qualificados para seu negócio.

Assessoria de Imprensa

Pode ser usada como uma ferramenta para promoção do ponto de vista de usar canais digitais para fazer apontamentos de links para conteúdos. Por exemplo, se você escreve um eBook sobre um determinado assunto, você pode entrar em contato com um portal que fale sobre o segmento do tema do eBook e sugerir uma matéria nova que tenha um link apontando para seu material.

RP e Relacionamento

Essa é uma estratégia que visa desenvolver parcerias como co-branding ou co-marketing.

Isso, como estratégia de promoção, é muito efetivo. Você pode, por exemplo, elaborar um material conjunto com um parceiro e disparar esse conteúdo tanto para a sua base de emails como para a base de emails do parceiro.
_

Você pode se aprofundar sobre o assunto assistindo à palestra de Rodrigo Lóssio no RD Summit 2015, que acontecerá dias 29 e 30 de outubro em Florianópolis.

Ao todo, mais de 100 palestrantes, keynotes internacionais, 8 trilhas paralelas, feira de negócios e outras atividades estão confirmadas no evento.

Acesse http://rdsummit.com.br e garanta a sua inscrição.

Marcadores:

Deixe seu comentário