Persona: Como e por que criar uma para sua empresa


ilustração sobre criação de personas


Quem trabalha com marketing, publicidade ou já anunciou na mídia, certamente foi questionado alguma vez sobre quem é o público-alvo da empresa. Isso porque compreender o comprador é fundamental não só para o desenvolvimento de produtos, mas também para a produção de conteúdo que orientará a aquisição de novos clientes.

Na produção de material para o blog ou para as redes sociais de uma empresa utilizamos um recurso interessante que facilita o direcionamento dos temas: a criação de uma Persona, ou seja, a definição do cliente típico, com todas as principais características dos compradores.

Cumprir esse desafio de criar e montar uma Persona, ou várias Personas, pode ser mais fácil quando você consegue fazer as perguntas certas. Depois, basta utilizar essas informações de uma forma produtiva para que toda ação e tomada de decisão sejam direcionadas àquele perfil.

Hoje vamos abordar o conceito de Persona e como criar um modelo de Persona ideal para orientar corretamente as ações de sua empresa. Confira!

Conheça nosso gerador de personas

Afinal, o que é Persona?

Uma boa definição de persona passa justamente pelo contato com o seu público-alvo, de modo que em uma rápida análise você possa identificar características comuns entre os potenciais compradores.

Se você possui uma base de clientes, esse será o lugar perfeito para começar suas investigações. Mesmo que você tenha perfis diferentes de pessoas ou empresas que consumiram seu produto, alguns deles tendem a exemplificar a sua Persona.

Uma dica importante é focar tanto em clientes satisfeitos quanto insatisfeitos. Em ambos os casos, você certamente aprenderá algo sobre a percepção do seu produto e quais desafios seus clientes estão encarando.

Questões que vão ajudar a definir uma Persona

Depois de levantar algumas informações, você vai precisar orientar-se pelo perfil de seu cliente típico, ou seja, pela maioria, para responder a algumas questões que vão ajudar a definir o perfil comportamental de sua Persona:

– Quem é o seu potencial cliente? (características físicas e psicológicas do responsável pela compra)
– Que tipo de assunto interessaria para ele sobre o seu setor?
– Quais são as atividades mais comuns que ele realiza (tanto pessoalmente quanto profissionalmente)?
– Qual seu nível de instrução? Quais seus desafios e obstáculos?
– Que tipo de informações ele consome e em quais veículos?
– No caso de produtos B2B, qual é o tipo de empresa que compra a sua solução? E qual o cargo de quem compra?
– Quem influencia suas decisões?

Resumindo: você precisa ter em mente o que a pessoa responsável pela compra de seu produto ou serviço busca na área de atuação de sua empresa. Pense nos assuntos em que ela pode estar interessada, como por exemplo os problemas que ela enfrenta no dia-a-dia relacionados ao seu setor.

Uma vez encerrado esse processo, você terá uma boa quantidade de dados brutos sobre os potenciais consumidores.

Como criar a sua Persona

O próximo passo é detalhar o perfil do cliente à partir das respostas obtidas. Com isso, você poderá unificar as informações e elaborar o personagem em um documento a ser disponibilizado para todos na empresa que possam se beneficiar do estudo que você fez.

Ao finalizar o processo, você pode até dar um nome para a sua persona. Isso facilitará os debates internos colocando o persona como alvo: “Mas você acredita que o João Carlos se interessaria por isso?”.

Outra possibilidade um pouco além é utilizar algum modelo gráfico para representar a persona. Para ilustrar isso um pouco melhor  demonstramos a seguir uma criação que desenvolvemos com o pessoal do Blog da SipPulse, empresa que fornece software de telefonia de alto volume para operadoras e entidades governamentais. O nome escolhido para a persona foi João Pulse. Confiram:

Criação Persona Sippulse

Um item que pode ajudar bastante nesse processo de definição é o pôster gratuito de Personas, oferecido pelo pessoal da BMGen Inovação em Modelos de Negócios.

Lembre-se de considerar também que a Persona pode ser um visitante que acabou de chegar, que não conhece, nem está procurando sua empresa. Ou seja, se você falar apenas de seus produtos ou dar somente informações institucionais sobre sua empresa, a chance desse visitante sair correndo de seu blog ou perfil é grande.

Então, reflita: como pode ser a abordagem e a exposição do conteúdo relacionado ao seu mercado para esta pessoa?

Saiba mais:

Blog para negócios - eBook grátis

Software de Marketing Digital - RD Station


Categorias: Atrair, Blog, Produção de conteúdo