Blog de Marketing Digital de Resultados

Como engajar sua base de emails usando mídia paga

Um rápido tutorial de como usar os principais canais de mídia paga (AdWords, Facebook Ads, Twitter Ads e LinkedIn Ads) para se relacionar com sua base e gerar mais resultados.

Muitas empresas quando iniciam suas estratégias de Inbound e relacionamento por email aproveitam bases que já possuem. Porém, na maioria dos casos, essas bases são antigas, desatualizadas e com baixo número de informações sobre os contatos – possuindo apenas email e nome, por exemplo -, o que dificulta a segmentação e qualificação dos Leads.

Como consultor de marketing focado em mídia paga aqui na RD, atendo muitos clientes com essa dor. Quando identifico esses casos, tento aplicar algumas táticas através de mídia paga – Google AdWords, Facebook Ads, Twitter Ads e Linkedin – para ajudar nos casos de base antiga e acelerar os resultados usando bases saudáveis.

Confesso que na maioria das vezes em que usei esses tipos de campanha foi para limpar bases antigas e desengajadas de email, buscando que esses “Leads” realizem um novo opt-in através de uma nova conversão e tornando assim válido o seu endereço de email.

As táticas que vou mostrar abaixo podem ser usadas com diversos focos. Listei alguns que já apliquei e com os quais obtive ótimos resultados. Se tiver mais algum, envie nos comentários!

  • Limpeza de base antiga de emails;
  • Engajamento de Base;
  • Account-based marketing;
  • Promoções exclusivas para a base de clientes/oportunidades/Leads;
  • Acelerar a jornada de compra  – passar de Aprendizado para Reconhecimento do Problema por exemplo);
  • Upsell/cross-sell;
  • Fórmula de lançamento (vídeo 1 para o 2, por exemplo).

Agora que você já sabe que pode usar suas bases além das campanhas de email, trago um rápido tutorial de como usar os principais canais de mídia paga para ter resultados.

Google AdWords

No Google AdWords podemos criar campanhas de remarketing  para a rede de pesquisa e também display. Para isso, basta adicionar um público em sua conta do Google AdWords e logo após usar esse público em suas campanhas.

Passo-a-passo

  • 1. Faça login no Google AdWords;
  • 2. Clique em Biblioteca compartilhada;
  • 3. Clique em Públicos-alvo;
  • 4. Clique em Email de Clientes;
  • 5. Adicione um nome para seu público e faça o upload de seu arquivo de emails no formato .CSV;

  • 6. Crie uma campanha de Pesquisa ou Display;
  • 7. Volte para a Biblioteca Compartilhada e Clique em Públicos-alvo;
  • 8. Selecione o público que foi criado;
  • 9. Adicione o público dentro do grupo de anúncios de uma campanha de pesquisa ou display criada anteriormente.

Minha sugestão é usar esse público dentro de uma nova campanha, assim você consegue ter um controle maior do investimento e também das métricas.

Facebook Ads

No Facebook Ads as possibilidades são ainda maiores, pois além de campanhas específicas para sua base de emails você pode usá-lo para encontrar novos Leads, criando um Público semelhante.

Os principais objetivos de campanha dentro do Facebook podem ser usados para atingir esse público, porém eu sugiro usar dois especificamente: Conversões (aumentar conversões no site) e Consideração (envie às pessoas), pois são os que focam na geração de tráfego para seu site e também geração de Leads.

Vamos então para o passo-a-passo de como usar o Facebook para atingir sua base de e-mails.

Passo a passo

  • 1. Acesse seu Gerenciador de anúncios;
  • 2. No menu superior, vá até a área de Públicos;
  • 3. Clique em “Cria Público” e Selecione “Público Personalizado”;
  • 4. Selecione a Opção “arquivo do cliente” e depois em “Escolha um arquivo ou copie e cole dados”;
  • 5. Faça o Upload de sua lista de email (o Facebook permite fazer upload de números de celular e ID de usuários também) no formato .CSV;
  • 6. Avance, adicione um nome para o público e salve;

  • 7. Aguarde o público ficar pronto – o que geralmente leva em torno de 5 min;
  • 8. Selecione o público e clique em criar anúncio ou vá direto em criar anúncios e use ele no momento de criação da campanha, como no GIF abaixo.

O Facebook é o canal que permite a maior variedades de anúncios para melhor impactar as bases, pois, além de usar anúncios na timeline, você pode direcionar campanhas para o Instagram ou usar vídeos buscando o engajamento.

Twitter Ads

O Twitter é uma rede social muito utilizada por alguns nichos de negócios e personas como desenvolvedores, estudantes e empreendedores.

Então, apesar de ser uma rede que está em queda no número de usuários, se você busca uma dessas personas vale a pena tentar. :-)

Passo-a-passo

  1. Acesse sua conta de anúncios do Twitter Ads;
  2. Vá no Menu Ferramentas e clique em Gerenciador de Públicos-alvo;
  3. Clique em Criar novo público e escolha a opção Carregue sua própria lista;
  4. Dê um nome para o seu público, selecione a opção de Endereços de emails e faça o upload de seu arquivo no formato .CSV;
  5. Agora clique em Criar lista de público;
  6. Seu público está pronto, agora basta selecioná-lo no momento de criar a campanha.

Linkedin Ads

No LinkedIn existe, sim, a possibilidade de criar campanhas usando uma lista de emails, porém esse tipo de campanha só está disponível para Campanhas de Mídia que você negocia diretamente com os escritórios do LinkedIn, que exige um valor de  investimento mínimo de aproximadamente R$ 20.000*.

Você pode acessar todas as soluções de publicidade do LinkedIn aqui ou saber mais na leitura do post Como fazer anúncios no LinkedIn.

*Valor apresentado na última conversa que tive com o escritório do LinkedIn em São Paulo, porém pode apresentar variações.

Conclusão

Agora você já sabe como extrair mais resultados de sua lista de contatos. Não esqueça que ativar essas bases através de Email Marketing ainda é a forma mais efetiva de extrair resultados.

Se quiser saber mais sobre como utilizar mídia paga para suas estratégias de Inbound recomendo o eBook Guia da Mídia Paga para Inbound Marketing.

PS.: Não vá usar essas táticas para tentar ativar aquela sua base comprada, pois provavelmente estará jogando dinheiro fora. Para entender melhor sobre o assunto recomendo ler o post Por que comprar listas de emails é uma grande furada.

Marcadores:

Deixe seu comentário