Blog de Marketing Digital de Resultados

Como ser um bom líder e servir de inspiração para o seu time de marketing

Conheça as principais atitudes que um líder precisa ter para ajudar seu time de marketing a se desenvolver e a atingir os resultados desejados.

Já faz um tempo que o mundo vem se transformando, trazendo muitas mudanças!

Dentre elas, destaca-se a maneira como as empresas estão se preocupando com o seu ambiente de trabalho, com plena consciência de que isso é essencial para o seu bom funcionamento.

Nesse sentido, uma mudança marcante é a eliminação da figura do chefe para substituí-la pela do líder.

Na área de marketing isso não é diferente, e até acabou acontecendo de forma mais rápida que nas demais. Afinal, ela vem se tornando uma área cada vez mais estratégica, atuando fortemente em quase toda a jornada do cliente.

Por isso que a figura do líder é cada vez mais necessária. É preciso que haja alguém com capacidade de motivar a equipe para que ela consiga entregar os resultados desejados.

E, para que isso seja possível, é preciso que essa figura reflita em suas ações e atitudes no dia a dia.

Ou seja, há o desafio de como ser um bom líder e não um chefe, principalmente para empreendedores que estão tocando a área de marketing de suas empresas.

O que é ser um bom líder

É possível diferenciar o líder do chefe observando suas atitudes enquanto gestor de uma equipe.

Para facilitar a compreensão e o entendimento de como ser um bom líder, vamos diferenciar o comportamento de ambas as figuras, logo abaixo:

Líder

A principal função do líder é garantir que os objetivos da sua área sejam atingidos. A melhor maneira para que isso seja feito é guiar a sua equipe em busca desse feito.

Por isso, é importante que ele assuma um papel essencial tanto na parte operacional, ajudando na execução das atividades, quanto em ações para motivar seu time e proporcionar um bom ambiente para trabalhar.

Nesse sentido, ter confiança na equipe é essencial, pois só assim conseguirá fortalecer o seu relacionamento com ela. Isso pode ser facilmente demonstrado, delegando tarefas sem pestanejar nem centralizar tudo somente para si.

Além disso, é importante que o trabalho em equipe seja estimulado, incluindo feedbacks em sua rotina, sabendo fornecê-los de forma construtiva e também recebê-los de ouvidos abertos.

O líder também precisa garantir que não ocorram falhas de comunicação. Então é preciso que ele se comunique de forma clara e objetiva, explicando a importância de cada atividade a ser executada.

Por fim, ele atribui todas as conquistas da área à sua equipe de colaboradores, demonstrando humildade e que possui um interesse genuíno em seu desenvolvimento profissional.

Chefe

A principal função do chefe também é garantir que os objetivos de sua área sejam atingidos, porém ele dificilmente conseguirá conquistar isso de forma saudável, pois sempre coloca a si mesmo em primeiro lugar.

Ou seja, ele não consegue motivar e auxiliar a sua equipe em sua rotina diária.

Ele é visto como alguém que somente dá ordens, tendo como consequência a criação do medo pela sua pessoa por parte de sua equipe, fazendo com que o relacionamento entre ambos não seja bom.

Outra característica marcante entre os chefes é a centralização de grande parte das atividades e responsabilidades para si.

Afinal, ele prefere não delegar muitas coisas pois não quer dar oportunidade para seus funcionários crescerem, já que tem medo que tomem o seu lugar algum dia.

Na maioria das vezes, os resultados conquistados são atribuídos somente a si e nunca ao grupo, fazendo com que o ambiente de trabalho fique desgastado mesmo nos melhores cenários.

Feedbacks construtivos não fazem parte de sua rotina. Ele está mais preocupado em criticar as coisas que não saem do jeito que gostaria, apontando erros, procurando culpados e fugindo de suas responsabilidades.

Como ser um bom líder para a sua equipe de marketing

Depois de entender claramente as diferenças entre o líder e o chefe, cremos que você não vai querer ser um chefe, não é mesmo?

Pois bem, para ajudá-lo nesse processo de ser cada dia mais um líder e inspirar sua equipe de marketing, listamos aqui as principais atitudes de um bom líder. Confira:

  • Incentivar e fornecer feedbacks construtivos diariamente para que não haja falha de comunicação entre a equipe;
  • Delegar o máximo de atividades possíveis e mostrar a sua importância para empoderar o time em relação às suas entregas;
  • Buscar liderar pelo exemplo, mostrando que suas ideias e princípios não ficam somente no discurso, mas refletem em ações;
  • Não fazer da reclamação um hábito, prezando por um ambiente de trabalho leve, tranquilo e que foque em encontrar soluções;
  • Alinhar as expectativas sobre o trabalho de seus liderados para não gerar futuras decepções para alguma das partes;
  • Comunicar-se de forma eficiente com sua equipe. Afinal, é essencial que uma área de marketing seja referência nessa questão;
  • Auxiliar na formação de novos líderes, deixando um legado para a empresa e a si mesmo.

Como se tornar um líder de marketing

Agora, vamos aprofundar no processo para que qualquer empreendedor saiba como ser um bom líder, atuando no marketing, através de habilidades técnicas e também relacionadas à gestão de pessoas. Acompanhe!

Saiba montar uma equipe

A primeira coisa que um líder precisa saber é formar uma equipe que seja competente e que tenha condições de encarar qualquer desafio.

Afinal, será preciso cercar-se de gente boa para que a área de marketing consiga caminhar da melhor maneira possível.

Sendo assim, entenda quais são as necessidades da área, juntamente com os objetivos que a empresa tem em relação a ela.

A partir daí será possível definir as vagas que poderão ser abertas, além do perfil e competências exigidas para assumi-las.

É importante também ter visão de longo prazo, levando em consideração um planejamento relacionado à demanda de trabalho que pode surgir no futuro e se será preciso abrir mais vagas.

Aproveite esse desafio de pensar no futuro e defina como as habilidades de cada membro do time se encaixam entre si para que o trabalho em equipe flua normalmente. Por isso, é importante recrutar pessoas que saibam trabalhar em equipe.

O próximo passo é criar um processo seletivo. O foco principal, deverá ser avaliar o candidato de forma completa.

Tome cuidado com os currículos super elaborados e também com candidatos que conseguem ter um bom desempenho na fase de entrevistas.

Na teoria e no discurso tudo é muito perfeito, porém muitas vezes isso não acontece no momento da ação. Por isso, é importante colocar atividades práticas nesse processo para mitigar qualquer falha no momento de analisar o seu desempenho no processo.

Aprenda a escalar a sua equipe de forma estratégica

A medida em que as metas são batidas e a operação de marketing começa a ganhar cada vez mais velocidade, é preciso entender em como escalar tudo isso para continuar crescendo com produtividade e um bom custo-benefício.

Por isso, é preciso entender quais são os sinais de mudança para dar esse passo. Geralmente isso ocorre quando os colaboradores já não estão dando mais conta de todas as suas demandas, ou seja, a contratação de novas pessoas é indispensável.

Porém, antes de sair contratando mais gente, verifique se organizar e priorizar atividades não resolveria esse desafio.

Junto a isso, entenda se há novas necessidades da área que podem torná-la mais produtiva. Caso sim, avalie se faz sentido abrir novas vagas para cobri-las.

A medida em que a equipe crescerá, será preciso de um tempo para que a ela possa se reorganizar e criar um novo ritmo de trabalho em conjunto.

Por isso, forneça todo o suporte necessário, principalmente em relação ao direcionamento sobre o papel de cada um.

Gerencie bem o seu time

De nada adianta montar uma boa equipe se o líder não sabe conduzi-la e gerenciá-la, prezando pelo seu bom desempenho a fim de focar nas entregas referente aos objetivos da área.

Por isso, é preciso entender o perfil de cada colaborador e trabalhar as suas forças e fraquezas de cada um. Será preciso direcionar todos eles a utilizarem o máximo potencial de suas forças e desenvolver suas fraquezas.

Associe o estilo de trabalho de cada um com a sua respectiva produtividade. O grande desafio na área de marketing é encontrar maneiras de manter um desempenho de alto nível conforme a intensidade de tarefas cresce.

Fazer um acompanhamento semanal de como cada liderado está lidando com suas demandas é essencial. Com ele será possível entender como está o ritmo de entrega de atividades, além de identificar possíveis falhas operacionais que podem ser corrigidas.

Por fim, é preciso promover a colaboração entre todos, incentivando a troca de experiências e o compartilhamento de boas práticas de trabalho, através de reuniões e treinamentos dados pelos próprios colegas.

Utilize o feedback a seu favor

Ao longo desse post, reafirmamos muitas vezes a importância do feedback. Sabemos que essa é uma das atividades mais desconfortáveis para qualquer pessoa, porém ela tem uma grande importância para o gestor.

Essa importância se deve ao fato de que o líder deverá ser o grande mentor para que cada colaborador possa aprimorar seu trabalho.

Para que isso seja feito da melhor maneira, qualificando a equipe e diminuindo a possibilidade de conflitos, nesse momento, siga esses passos:

  • Crie um ambiente seguro no qual o colaborador se sinta à vontade para ouvir o feedback;
  • Não espere muito tempo para dar o feedback – se possível, adote essa prática diariamente;
  • Foque também nos pontos positivos para motivar o colaborador a contornar seus pontos fracos;
  • Seja o mais específico possível, fornecendo informações claras sobre a situação;
  • Ouça também a opinião e a reflexão dos seus liderados sobre a situação para compreender o seu lado;
  • Incentive a equipe a fazer isso com você e com eles mesmos sempre que possível.

Entenda o momento de promover alguém

É muito comum que você veja profissionais do seu time se destacarem e mostrarem que estão preparados para desafios maiores, almejando uma promoção. Porém, essa é uma ação que precisa ser feita com cautela.

Primeiramente é preciso incentivar os colaboradores que estão se destacando, oferecendo mais responsabilidades e demonstrando confiança em seu trabalho.

Tente fazer dessa prática algo que motive toda a equipe constantemente, tomando cuidado com competições desnecessárias que possam surgir.

Durante esse processo, analise se os motivos para a promoção de um funcionário estão de acordo com a cultura e regras da empresa. Afinal, você não vai querer promover alguém que obteve os melhores resultados porque passou por cima dos colegas várias vezes!

Feita a promoção, prepare a transição do cargo. Ela precisará ser feita de forma saudável, até porque o colaborador não poderá largar suas atividades antigas de uma hora para outra. Isso não pode atrapalhar o andamento das atividades da área como um todo.

Saiba lidar com as demissões

Sabemos que ser líder não é fácil devido à necessidade de ter que tomar decisões difíceis. Uma delas envolve a necessidade de demitir alguém.

Apesar de ser algo não muito agradável, há maneiras de torná-la um pouco menos constrangedora, tanto para você quanto para o funcionário que será demitido.

Uma delas é ser justo e direto com a pessoa, ou seja, assim que a decisão for tomada, não postergue a sua comunicação e explique de forma clara as razões para que ela tenha sido tomada.

Isso irá diminuir uma possível sensação de injustiça e também fará com que o colaborador possa refletir sobre seu desempenho profissional para melhorar no futuro.

Junto a isso, receba os feedbacks do funcionário. Isso é uma boa maneira de entender em quais pontos você pode ter falhado ou deixado de agregar para ele como líder, além de entender a sua visão sobre a situação.

Após isso, seja honesto com toda a equipe expondo os reais motivos do desligamento do funcionário, evitando que haja um possível desconforto com as suas respectivas situações e desempenho na empresa.

A grande verdade é que atualmente não há mais espaços para chefes, e sim para líderes, independentemente de o empreendedor estar começando agora ou não a sua área de marketing.

Entendeu como ser um bom líder? Então veja o que aprendemos sobre Liderança e Motivação em 2016?

Artigo produzido pela equipe do Saia do Lugar.

Marcadores:

Deixe seu comentário