Blog de Marketing de Resultados

Como terceirizar o conteúdo da empresa e ter o máximo de resultados

Entenda se vale a pena ou não terceirar o conteúdo do blog da sua empresa e aprenda a tirar o máximo proveito dessa estratégia de marketing.

Muitos empreendedores e analistas de marketing concordariam que um dos maiores desafios de suas estratégias digitais é produzir conteúdo relevante semana após semana. Atualizar o blog corporativo, os canais no Facebook, Twitter, Google+ e mais newsletter e email marketing não é tarefa fácil. Quem ainda não iniciou, mas não vê a hora de começar a gerar e nutrir novos leads e oportunidades, também relata que o conteúdo é o principal entrave.

Assumir essa tarefa internamente é uma opção para seguir adiante. Mas como superar esse obstáculo quando nem você nem sua equipe são experts em conteúdo ou sequer têm tempo para administrar blogs e redes sociais? Há duas alternativas principais: contratar uma empresa especializada ou buscar freelancers.

Conteúdo por empresas parceiras

A decisão de terceirizar a produção do conteúdo pode parecer arriscada em um primeiro momento. Mas, com o parceiro certo, você amplia as chance de ter sucesso. Isso porque uma empresa dedicada ao Marketing de Conteúdo saberá orientar sua estratégia desde o primeiro momento. Ela irá ajudar a:

  • Definir a persona, que representará o público-alvo que você quer alcançar. A definição da audiência é o primeiro passo para produzir um conteúdo relevante – mas também é um dos mais difíceis de fazer por conta própria.
  • Identificar o tom e a linguagem ideais para se comunicar com o público, levando em conta a imagem da marca e as expectativas dos leitores.
  • Fazer uma pesquisa de palavras-chave que a empresa quer alcançar, incluindo expressões de topo e cauda longa na devida proporção – e atualizando essa pesquisa de tempos em tempos, de acordo com os resultados alcançados.
  • Elaborar temas de interesse do público-alvo para cada momento do ciclo de compra, para atrair mais visitantes, converter visitantes em leads e, por último, ajudar a transformar contatos em clientes. Os temas levarão em consideração as palavras-chave pesquisadas para melhorar o posicionamento nos buscadores, como o Google.

Certifique-se de que a empresa, além de produzir o conteúdo, também vai gerenciar seu calendário e fazer as publicações (se este serviço for do seu interesse) e fornecerá um bom leque de produtos – para quando vocês “passarem de fase” e decidirem escalar a estratégia. Assim, você conseguirá realmente tirar boa parte do peso dessa preocupação dos seus ombros, terá tempo de focar nos negócios e converter os leads gerados em clientes.

Veja nesse fornecedor um verdadeiro parceiro, não apenas para otimizar seu tempo, mas também para ajudar a definir os melhores caminhos com seu conteúdo. Dê feedbacks (tanto positivos e, especialmente, os negativos) e desenvolva uma relação de confiança, com alguém que você julgue capaz de assumir essa tarefa.

Conteúdo por freelancers

Se sua empresa já tem uma estratégia definida (ou irá elaborar uma) e sabe exatamente o que precisa em termos de conteúdo, contratar redatores freelancers pode ser uma boa opção. A busca pode ocorrer off-line, em redes de contatos e conhecidos, ou online, nas chamadas plataformas self-service. A questão aqui passa a ser se certificar de que você está realmente escolhendo o profissional mais qualificado e se receberá conteúdo de valor para trazer o resultado esperado. Para aumentar as chances de sucesso, confira se:

  • 1. O redator está preparado

Um bom redator vai fazer uma série de perguntas e pode até pedir para você preencher um questionário de conteúdo. Entregue informações básicas sobre o projeto com antecedência e reserve um tempo para uma conversa mais significativa. Esteja pronto para fornecer informações não só sobre o seu produto ou serviço, mas também sobre: seus objetivos gerais, o estilo de sua marca e o tom de voz.

Não há como negar: marketing de conteúdo ainda é um assunto novo para muitos jornalistas, redatores publicitários e outros profissionais da área. Certifique-se de que o profissional escolhido vai estar atento à formatação mais adequada para um conteúdo indexável e relevante para o público-alvo.

  • 2. Você vai ter tempo para gerenciar

Mesmo os mais produtivos redatores exigem investimento de tempo, principalmente no início. Tomar esse tempo para treinar e preparar o seu redator no começo do contrato vai tornar sua vida muito mais fácil mais tarde, evitando idas e vindas de conteúdo que não ficou exatamente como você esperava.

Você conhece muito bem a história da empresa, os produtos, serviços, quem são os clientes. Mas o redator que está começando a trabalhar com vocês não tem o mesmo conhecimento. Portanto, seja específico nas instruções. Se depois de um tempo acompanhando o trabalho de perto, o resultado ainda não estiver de acordo, procure alguém mais experiente. Mas se após o período inicial o conteúdo estiver nota 10, você pode ir dando mais liberdade de trabalho para o redator, reduzindo a supervisão para focar nas outras pontas da estratégia de conteúdo.

Dica extra

Independente da escolha, de a produção ser feita internamente, por empresas parceiras ou redatores contratados, o importante é seguir um plano que contemple conteúdo de qualidade para seus clientes atuais e futuros e que seja cumprido com disciplina. Respeitar a frequência das publicações e de divulgação é fundamental para uma estratégia consistente.

Sua empresa produz conteúdo voltado às estratégias digitais com empresas parceiras ou redatores freelancers? Conte para nós como vocês coordenam essa produção no dia a dia. Deixe sua dica ou opinião nos comentários!

Este guest post foi escrito por Emília Chagas, da Contentools.

Crédito da imagem: Shutterstock

Marcadores:

Deixe seu comentário