Blog de Marketing Digital de Resultados

Como validar um tema de post: 5 perguntas que você deve fazer antes de escrever

Esse é o primeiro passo para criar um conteúdo que gere resultados para o seu negócio.

Como você faz para saber se o conteúdo que está produzindo é realmente relevante para sua audiência?

Muita gente não sabe, mas, para criar um conteúdo que realmente traga resultados, é preciso mais do que qualidade; é necessário saber para quem se está escrevendo a fim de criar um material personalizado e segmentado para seu público. Assim, antes de publicar um post sobre determinado assunto, é preciso validar o tema a ser abordado em sua estratégia de conteúdo.

É claro que muita gente simplesmente pula esta etapa, achando que esse tipo de validação não precisa ser feito. É aí que mora um grande perigo, pois caso a validação não seja feita, você pode gastar muito tempo em um conteúdo que simplesmente não serve para sua audiência, o que gerará muito trabalho por nada, sem resultados.

Além disso, criar um conteúdo desalinhado pode trazer pessoas que não tenham relação nenhuma com o que sua empresa tem a oferecer. Assim, além do tempo, esforço e investimento jogados fora, isso pode futuramente complicar seus negócios, já que você pode começar a atrair o público-alvo errado para sua empresa, comprometendo os resultados em vendas e retenção.

Mas muitos desses problemas podem ser evitados se você fizer a validação do seu conteúdo. Por isso, veja algumas perguntas que você pode se fazer para ajudar na validação.

1. Quem é minha audiência?

A primeira coisa que você precisa fazer para validar os temas de seus posts – na verdade, a primeira coisa que você precisa fazer antes de colocar em prática qualquer estratégia de Marketing Digital – é descobrir quem é o seu público-alvo.

E como fazer isso? Uma das formas mais eficientes é realizar pesquisas de mercado quantitativas e qualitativas para mapear as características, gostos e dores da sua audiência. Se você já tem um negócio em andamento, pode fazer essa pesquisa com seus próprios clientes, a fim de identificar quais são as preferências do seu cliente ideal (ou seja, aqueles cuja aquisição apresenta vantagens em relação aos outros, como maior ticket, menor tempo de negociação, maior engajamento com seu produto e sua marca etc).

Caso você ainda não tenha um negócio, pode fazer essa pesquisa com possíveis clientes (prospects), pessoas que de alguma forma se relacionam com o mercado ou lançar pesquisas gerais, como em redes sociais.

Trabalhando com um público-alvo já é possível direcionar algumas ações de marketing, mas, para ter um conteúdo ainda mais certeiro, invista na criação de personas, ou seja, uma representação fictícia do seu cliente ideal. Depois de colher os resultados, comece a selecionar as características dos seus clientes ideais e crie uma ou mais personas. É importante perceber que criar uma persona é diferente de identificar seu público-alvo. Observe:

Público-alvo: Homens e mulheres, de 24 a 30 anos, solteiros, graduados em arquitetura, com renda média mensal de R$ 3.500. Pretendem aumentar sua capacitação profissional e gostam de viagens.

Persona: Pedro Paulo tem 26 anos, é arquiteto recém-formado e autônomo. Pensa em se desenvolver profissionalmente fazendo um mestrado fora do país, pois adora viajar, é solteiro e sempre quis fazer um intercâmbio. Está buscando uma agência que o ajude a encontrar universidades na Europa que aceitem alunos estrangeiros.

Depois que você criar sua(s) persona(s), utilize-as como base para escrever seus conteúdos.

Para saber mais como criar personas, acesse nossos posts:

E use nossa ferramenta Fantástico Gerador de Personas para começar a defini-las.

2. O que a minha audiência quer?

O próximo passo é descobrir o que sua audiência quer ver em seu conteúdo. E há várias formas de fazer isso.

Você pode, por exemplo, monitorar o comportamento dos seus seguidores nas redes sociais, através do engajamento deles ou de seus comentários em posts. Outra forma é realizar pesquisas de opinião, que podem ser tanto objetivas (dar algumas alternativas e pedir para que o leitor escolha) quanto subjetivas (deixar a pergunta aberta para que ele escreva o que quiser).

O email também é uma maneira de conseguir que seus visitantes interajam com você para deixarem suas opiniões. Você pode pedir que eles façam isso tanto no campo de contato do site quanto divulgar algum email para que eles mandem sugestões ou reclamações.

Comentários no blog também são fontes preciosas de informação pois, além de os usuários deixarem suas percepções, eles ainda podem interagir um com o outro, enriquecendo a discussão.

Por fim, aproveite também os campos de busca interna do seu site (onde o visitante pode colocar um termo para buscar o conteúdo que procura) para validar seus temas: aquilo que é muito buscado provavelmente tem potencial para gerar conteúdos relevantes para seus leitores.

3. O tema está relacionado às dores e interesses das minhas personas?

Quando você criou sua(s) persona(s), deve ter não só atribuído uma série de características a ela(s), mas também feito uma relação de alguns problemas e preferências que elas têm.

Agora, é hora de utilizar essas informações para desenvolver conteúdos. E você pode aproveitar essas informações para produzir diferentes conteúdos de acordo com o estágio da jornada de compra em que sua persona se encontra.

Digamos que sua empresa é uma agência de viagens, que tem como persona o Pedro Paulo (veja exemplo acima). Observando as preferências atribuídas a ele, vemos que é uma pessoa que gosta de viajar e que quer fazer mestrado no exterior.

Sendo assim, você pode criar conteúdos sobre os melhores países para fazer mestrado, quais universidades aceitam alunos estrangeiros, como obter visto de estudante, qual é o melhor formato de mestrado para fazer no exterior etc.

É essencial que não só os temas, mas também a linguagem, estejam adequados à(s) sua(s) persona(s). Isso também faz parte de adaptar sua estratégia à sua persona.

Caso você perceba que as dores e interesses da sua persona não se encaixam aos assuntos abordados por você, provavelmente um dos dois precisa ser revisto. Faça essa análise e realize as alterações necessárias.

4. Eu estou priorizando a qualidade do conteúdo sobre a quantidade?

Quando começamos a produzir conteúdo para nossas personas, é normal ficarmos entusiasmados e querermos criar a maior quantidade de materiais possível para melhorarmos nosso ranqueamento nos mecanismos de busca, atendermos a todas as dúvidas dos visitantes e Leads, nos tornarmos referência etc.

De fato, criar um grande volume de conteúdo é bom, mas você precisa se certificar de que não está colocando quantidade na frente de qualidade. Se for esse o caso, repense seus temas e produza menos, mas com mais qualidade. Você verá que um conteúdo com mais qualidade gerará mais engajamento e mais resposta de sua audiência, o que consequentemente trará mais insights para próximos conteúdos.

Mas o que define um conteúdo de qualidade?

Essa não é uma pergunta fácil de responder. Isso porque ela depende tanto do seu mercado – e aquilo que você deve abordar para falar sobre ele – quanto das técnicas que você utiliza para que seu conteúdo fique bem posicionado no Google, passando pelos formatos que você usa etc.

Mas, basicamente, criar um conteúdo de qualidade é responder às dúvidas e anseios de seu público, fazendo um material acessível e de fácil compreensão.

Leia mais sobre conteúdos de qualidade nos posts:

5. Usei alguma ferramenta para fazer uma pesquisa prévia sobre o tema?

Além de todas as dicas acima, é muito importante que você utilize algumas ferramentas antes de definir os assuntos abordados para entender quais temas têm mais potencial para gerar resultados para seu blog e para o seu negócio. Por isso, veja abaixo algumas delas e como usá-las:

  • BuzzSumo: O BuzzSumo analisa quantas vezes uma URL foi compartilhada em diversas redes sociais ou quantas vezes recebeu links de outro domínio. Uma das sugestões é analisar alguns de seus concorrentes e ver como eles performaram em temas que você está pensando em abordar.
  • Quora: O Quora é um site de perguntas e respostas mas, ao contrário de muitos outros fóruns deste tipo, como o Yahoo! Respostas, o Quora está cheio de especialistas nos mais diversos assuntos e profissionais bem informados (além, é claro, de moderadores), o que faz com que a rede funcione muito bem. Uma boa ideia é colocar ali um esboço do que você gostaria de escrever e esperar a resposta das pessoas. Assim, você saberá se o tema tem potencial ou não e se está adequado ao seu público-alvo.
  • Instagram: Sabemos que o Instagram é uma ótima rede para gerar engajamento para seu negócio, mas poucos o utilizam para gerar bons insights de conteúdo para seus posts. Uma das formas de fazer isso é criar uma imagem simples, como um mini-infográfico, e postá-la. Se gerar um bom engajamento, é sinal de que tem potencial para virar um conteúdo de blog. Outra forma é escrever uma espécie de mini-post e publicá-lo no Instagram com uma imagem. Novamente, se gerar engajamento, é provável que este conteúdo também se saia bem no blog.
  • Planejador de palavras-chave do Google: Para validar o seu tema de post com o planejador de palavras-chave do Google, pense em palavras-chave relacionadas ao assunto e busque-as na ferramenta. Fique atento ao número de pesquisas mensais que essas palavras recebem. Se a procura for alta, aposte no tema. Nem sempre o Google vai permitir que você saiba o número exato do volume de buscas, mas ele mostrará uma média, o que já ajuda na validação do assunto.
  • Reddit: O Reddit é uma mídia social de fóruns em que os usuários podem votar no conteúdo. Como é formado por uma comunidade bem diversificada, você vai encontrar pessoas dos mais diferentes nichos, e iniciar discussões para saber se suas ideias de post valem a pena ou não.
  • Twitter: Como microblog, o Twitter é bastante conhecido, mas poucas pessoas utilizam essa rede para validar suas ideias de post. Você pode utilizá-lo de duas maneiras neste sentido: pode pedir para seus seguidores votarem em tópicos que interessem a eles usando o Twitter Polls (e usar esses dados para ter ideias de tema) ou encontrar um Twitter Chat que esteja relacionado aos assuntos do seu blog, clicar em uma hashtag e ver que tipos de perguntas há. Isso dará uma ideia das lacunas de conteúdo que seu post de blog pode suprir.
  • Comentários do blog: Como dissemos, analisar comentários de blog pode ser uma ótima estratégia para validar temas de post. Se você ainda não permite comentários, faça isso agora. E não se esqueça de interagir com o público para gerar ainda mais insights.
  • Title Tester: O Title Tester é uma ferramenta que permite que você sugira diferentes opções de título para analisar qual tem a maior taxa de cliques. Use a ferramenta para abordar diferentes ângulos de um tópico e ver qual gera mais interesse.

Conclusão

Apesar de muitas empresas pularem a fase de validação, ela é o primeiro passo para criar um conteúdo que gere resultados para o seu negócio. Por isso, ela é essencial e deve entrar no processo de planejamento e produção de conteúdo, devendo ser realizada de forma constante.

E, mesmo depois que um conteúdo for validado, produzido e publicado, continue monitorando-o sempre, a fim de gerar novos insights ou corrigir a rota sempre que necessário.

E você, usa outra estratégia para validar os temas de seus posts? Compartilhe com a gente!

Marcadores:

Deixe seu comentário