Blog de Marketing Digital de Resultados

Conteúdo vale mais que dinheiro nas mídias sociais

Já falamos aqui sobre por que ter um blog para sua empresa e demos sete motivos para uma empresa usar o Twitter. É possível que você já tenha se convencido dos benefícios e talvez até criado sua conta. Surge, então, uma dúvida comum: que tipo de coisa devo falar nessas novas mídias?

Um dos maiores erros de empresas ao iniciar sua atuação nas mídias sociais é tratar esse canal da mesma forma com que as empresas tratam a mídia tradicional, “empurrando” sua promoção para os clientes. Na mídia tradicional o Marketing é centrado na oferta: apresenta-se um carro, um perfume, um restaurante etc.

Nas mídias sociais, os usuários escolhem o que querem ver, quanto tempo ficar e o que recomendar. Seu papel é dar munição boa o suficiente para que ele retwite, fale sobre seu blog, coloque um link etc. Se seu site, seu twitter, seu blog ou qualquer outro conteúdo for feito somente de propaganda, é muito pouco provável que você obtenha sucesso. Nas mídias sociais quem manda não é o dinheiro investido em publicidade, quem manda é a relevância do conteúdo.

Nesse sentido, a maior sugestão que temos para você trabalhar o conteúdo é ENSINAR.

Ensine para o seu cliente algo relacionado ao seu negócio. É algo que você acredita, conhece e tem capacidade de produzir um bom conteúdo sem colocar investimento financeiro nenhum.

Descubra problemas do seu público alvo e ensine-o a resolver. Veja sobre quais assuntos seu público escreve, twitta e pesquisa. Analise os comentários no seu blog, leia as dúvidas que você recebe por email. Converse com clientes. Há inúmeras formas de descobrir problemas do seu mercado.

Ensinar gera conteúdo relevante e interessante para o público, é uma mensagem que se espalha mais facilmente e atrai mais potenciais clientes. Ensinar também gera recorrência e ajuda a criar relacionamento. Se você apenas anuncia seu produto, alguém que visualiza a propaganda tem duas opções: comprar ou não. E quando não compra, não há mais relação com a sua empresa. Já quando o usuário cai no seu site e você está ensinando, ele também pode comprar ou não, mas há uma diferença: se ele não compra, há ainda uma considerável chance de ele continuar acompanhando seu conteúdo ou até de indicar para amigos. Cria-se um vínculo, independente do momento de compra do cliente.

Ensinar ainda ajuda o cliente a mudar seu estágio de compra. Uma câmera profissional geralmente é comprada por quem já conheceu o básico da fotografia. Uma consultoria só é contratada por quem já identificou um problema ou necessidade. Só se decide visitar um país ou cidade quando se sabe sobre suas atrações turísticas. É possível que diversos leitores do nosso blog não tivessem interesse em Marketing Digital no primeiro post e agora passaram a considerar investir nesse meio. Ensinar ajuda a criar demanda no cliente.

Por fim, ensinar traz credibilidade. Para ensinar é preciso conhecer. Quando pergunto para amigos sobre um cozinheiro famoso, cerca de 80% citam Jamie Oliver. A razão: Jamie Oliver ensina, portanto temos a imagem que ele domina a culinária. O interessante de criar essa credibilidade é que, quando os clientes entram em contato com você, já estão vendidos. Você não precisa mostrar muitas razões para escolher a sua empresa, o cliente já sabe que você é bom.

A nossa última dica para você avaliar se o conteúdo que está produzindo é relevante o suficiente é a seguinte: pare e observe todo o conteúdo produzido pela sua empresa – o site, o Twitter, o blog, o canal no Youtube, comunidades nas redes sociais. Você, imaginando-se como um potencial cliente, seguiria esse conteúdo? Se a resposta for não, por que, então, alguém seguiria você?

Marcadores:

Deixe seu comentário