Blog de Marketing Digital de Resultados

Desmistificando o Email Marketing

Foi só as redes sociais se popularizarem que começaram a pipocar palpites como “o email morreu”, “ninguém mais lê email”, “email é coisa do passado”. Pode-se dizer que as mensagens pessoais via email diminuíram bastante com o uso do Twitter, do Facebook e afins, e até mesmo do SMS, mas, essa mudança de comportamento não se aplica ao meio corporativo.

O email continua sendo o principal meio de comunicação empresarial, seja internamente ou com o público externo. E isso vale tanto para empresas B2B como B2C.

Nesse post procuramos desmistificar algumas ideias equivocadas a respeito do uso do Email Marketing. Fique à vontade para deixar seu comentário ao final desse texto!

As pessoas leem, sim, mensagens corporativas

É verdade que hoje em dia recebemos muito mais emails marketing do que recebíamos há algum tempo. É exatamente por isso que o marketing de permissão é tão importante. Com as caixas de email lotadas, as pessoas estão mais seletivas quanto às mensagens que merecem sua atenção.

Quando alguém assina sua newsletter, está dando um voto de confiança. Significa que seu conteúdo tem valor para ele. Se não interessar mais, ou se ele já não tem contato com a sua empresa há muito tempo, o destinatário simplesmente dá opt-out (cancela a assinatura). Mas, claro, continuará dando atenção às empresas com as quais teve – e mantém – um bom relacionamento.

Exatamente por isso, o Email Marketing permite construir uma relação sólida com o público-alvo. É possível enviar mensagens personalizadas, que vão além do simples nome do destinatário no cabeçalho. Com uma boa ferramenta de CRM, você consegue saber as preferências do seu Lead e enviar a ele somente o que o interessa.

As mídias sociais não substituíram o Email Marketing

As redes sociais permitem contatos casuais. Seja no Twitter ou no Facebook, quem segue sua empresa pode – ou não – ver suas mensagens no momento em que foram publicadas. É muito difícil as pessoas voltarem atrás na timeline para ver mensagens antigas, da mesma forma que fazem na caixa de entrada de seu serviço de email.

Além da questão de estar ou não presente próximo ao horário do post, outro fator que conta muito é a alta capacidade de dispersão. Ainda que seu público esteja conectado no momento em que você publicou, seu conteúdo vai competir com vários outros posts, inclusive com o de amigos próximos aos de seus seguidores. Fazê-lo prestar atenção no seu material é uma batalha árdua e constante.

Já no Email, o contato é mais próximo, pois a atenção é exclusiva.

Sendo assim, uma tática complementa a outra. Enquanto usa as mídias sociais para buscar novas oportunidades, divulgando seu conteúdo para uma base mais abrangente – seus seguidores podem recomendar seu conteúdo e aumentar seu poder de alcance -, você utiliza também o Email Marketing para fortalecer os relacionamentos já iniciados e aprofundar os novos contatos conquistados pelas redes sociais.

Jovens usam email

Há quem diga que os jovens entre 18 e 24 anos não tenham mais o hábito de responder emails. O grande ponto na ausência de respostas dos jovens está relacionada ao tipo de email que costumam receber. Se eles recebem só SPAM e nada relevante, é natural que passem a ignorar o canal.

À medida que as mensagens que eles recebem possuem uma importância e atratividade maior, o email passa a fazer parte do cotidiano.

Geralmente, no momento que esses jovens se inserem no mercado de trabalho ou mesmo começam uma faculdade, a importância do email aumenta, já que é um canal extremamente utilizado nesses novos universos. Com isso, o Email Marketing pode sempre pegar carona.

Email Marketing tem valor

O Email Marketing vem provando que é uma ferramenta de valor que se adapta e valoriza novas tecnologias e estratégias. E, se bem utilizado, está entre as opções de marketing digital capazes de gerar um excelente retorno.

Enviar uma newsletter com conteúdo relevante ou uma campanha promocional pode ajudar a gerar vendas mas, mais ainda, a manter um bom relacionamento com clientes atuais e em potencial, diminuindo consideravelmente os custos com aquisição de clientes.

Tenha em mente que quando alguém clica em sua mensagem, ela entra no seu mundo, você capta a sua atenção mesmo que por um breve instante. Valorize isso, enviando mensagens pertinentes e personalizadas, pois esse momento é de ouro.

Marcadores:

Deixe seu comentário