Blog de Marketing Digital de Resultados

As dúvidas mais comuns do Quiz do Marketing Digital

Lançamos em Maio o Quiz do Marketing Digital, uma ferramenta gratuita para ajudar as pessoas a medirem seu conhecimento em marketing digital de forma simples e objetiva e ainda aprender com isso.

Depois de um mês e mais de 5 mil pessoas testando seus conhecimentos, fizemos um estudo dos resultados e analisamos as perguntas que mais tiveram erros.

Como também temos o objetivo de usar o Quiz para ensinar Marketing Digital, separamos as 6 perguntas com maior número de erros e fizemos um post explicando cada uma delas.

07-02 quiz-marketing-digital

 

Qual tag é utilizada para evitar que seu blog tenha links em comentários do tipo Spam que podem acarretar em alguma punição ao seu site?

Opções de resposta:

A) rel=”canonical”
B) rel=”author”
C) rel=”nofollow”
D) rel=”follow”

Resposta certa: C) rel=”nofollow”

É comum vermos em blogs comentários cujo principal objetivo é colocar um link para o próprio site. Geralmente são do tipo “Que legal seu conteúdo. Dê uma olhada no meu site”.

Quando o Google passa por uma página vasculhando os links, ele atribui uma relevância para as páginas de destino desses links. Caso o site linkado seja suspeito de estar infectado ou seja apenas Spam, o Google pode punir o site da sua empresa por fazer esse link.

Ao usar uma tag rel=”nofollow”, você está dizendo ao Google: “não quero que passe autoridade para este link pois não o conheço/não confio”.

Dessa forma você evita qualquer punição e não tem seu tráfego orgânico afetado.

Conteúdo recomendado: Post – Glossário de marketing digital

 

Uma das últimas atualizações do Google está sendo chamada de “Mobilegeddon”. Qual das opções abaixo é o modelo ideal para essa mudança?

A) Ter um site só para mobile
B) Ter um site com template responsivo
C) Não fazer alteração no site atual não preparado para mobile
D) Utilizar plugin de CMS para fazer alteração para mobile friendly

Resposta certa: B) Ter um site com template responsivo

Não fazer alteração em um site que não está preparado para mobile (opção C) é a pior coisa a ser feita.

Essa atualização do Google prioriza a experiência da navegação do usuário por uma página. Caso essa página não seja boa para navegar em um celular, o site perderá relevância nos resultados de busca e, consequentemente, perderá tráfego orgânico.

As opções ‘Ter um site só para mobile’ e ‘Utilizar plugin de CMS para fazer alteração para mobile friendly’ já ajudam bastante com essa atualização, mas o ideal é ter um site responsivo, pois haverá “apenas um site”, o qual se adapta ao tamanho da tela. Isso faz com que cada atualização valha tanto para a versão desktop quanto para a versão mobile do site.

Conteúdo recomendado: Post – Mobilegeddon: Seu site está preparado?

 

Um MQL (Marketing Qualified Lead) é, na prática:

A) Um Lead qualificado por marketing, que vai receber uma abordagem de vendas
B) Um Lead qualificado por marketing, que será analisado por vendas
C) Um Lead qualificado por marketing, que pediu ativamente um contato com vendas
D) Um Lead desqualificado por vendas, que será nutrido pelo time de marketing

Resposta certa: B) Um Lead qualificado por marketing, que será analisado por vendas

É fundamental em todo alinhamento entre marketing e vendas a definição dos conceitos de MQL e SQL. Mas de forma resumida, o MQL é o Lead que cumpre os requisitos mínimos definidos para o Marketing.

Como são requisitos bem objetivos relacionados ao seu perfil e processo de compra (como cargo, segmento da empresa, tipo de material que baixou), esse processo costuma ser automatizado. Especialmente pelo tratamento em maior volume, é muito difícil ter certeza de que estes Leads estão de fato prontos para compra.

Portanto, ainda existe a necessidade de uma análise do MQL pelo time de vendas antes de fazer uma abordagem concreta. Essa análise tem como principal objetivo confirmar se aquele Lead realmente tem potencial de compra. A partir do momento que ele confirma esse potencial, o Lead passa a ser chamado de SQL: Sales Qualified Lead.

Isso é muito importante para não desperdiçar o tempo dos vendedores com Leads desqualificados. Algumas empresas usam um time de pré vendas (Sales Development Reps) para fazer esse processo. Voltando a pergunta, a única opção que comenta que é um Lead que ainda precisa ser analisado por vendas é a opção B.

Conteúdo recomendado: Post – 4 problemas mais comuns no alinhamento entre Marketing e Vendas

 

Sobre alinhamento entre marketing e vendas, qual alternativa é falsa?

A) Quanto melhor o perfil do Lead, maior o meu interesse nele
B) Quanto maior o engajamento do Lead, maior o interesse dele na sua empresa
C) Os critérios de qualificação não são universais e variam de empresa para empresa
D) Quanto mais MQL’s entregues para vendas, melhor

Resposta certa: D) Quanto mais MQL’s entregues para vendas, melhor

Toda empresa com times de marketing e vendas vivem um grande dilema, não importa o tamanho. A grande discussão entre os dois times é da relação  volume x qualidade dos Leads.

Ao aumentar muito o volume de Leads entregue para o time vendas, é inevitável comprometer a qualidade dos Leads entregues (passo a entregar Leads menos qualificados) e isso acaba prejudicando muito a produtividade dos vendedores. Por outro lado, se sou muito rigoroso e passo muito poucos Leads para frente, com certeza deixo boas oportunidades de negócio para trás e ainda comprometo meus resultados por ter poucos Leads para trabalhar.

O maior objetivo é entregar oportunidades de negócio que viabilizem o maior número de vendas. A ideia otimizar o volume de oportunidades de negócio gerados sem desperdiçar o tempo do time de vendas com baixas taxas de qualificação.

Por isso a última afirmação não é correta, pois só considera a entrega de um grande volume de Leads, sem levar em consideração a qualidade dos Leads.

Conteúdo recomendado: 5 grandes dificuldades do marketing na hora de entregar Leads para vendas

 

Qual das dificuldades abaixo é verdadeira em relação ao Google Analytics?

A) A integração com Google Adwords é ruim e não dá para saber por qual palavra veio cada visitante, já que ele indica grande parte do tráfego CPC como “(not provided)”
B) Não é possível estipular um parâmetro adequado para trackeamento de campanhas personalizadas
C) É difícil interpretar corretamente vendas que acontecem com ciclo de vendas longo ou que são fechadas de forma offline
D) Não é possível trabalhar com múltiplos subdomínios em uma mesma conta

Resposta certa: C) É difícil interpretar corretamente vendas que acontecem com ciclo de vendas longo ou que são fechadas de forma offline

O Google Analytics funciona especialmente bem nos casos onde a conversão final ocorre nas primeiras navegações do usuário. No caso de ecommerces por exemplo, isso é muito simples de entender: A maioria das pessoas que vai comprar um livro online, por exemplo, costuma fazer uma pesquisa de preços e ao encontrar uma loja com um bom preço, navega no site e já faz a compra. Ele até pode abandonar o carrinho e depois voltar para comprar, mas dificilmente ele vai demorar 2 meses para tomar essa decisão. Assim é possível fazer análises relacionando fonte de tráfego, navegação no site e conversão.

Esse comportamento já é diferente quando temos um produto ou serviço mais complexo, com ciclo de vendas maior. Antes de contratar um software mais completo ou um serviço de contabilidade, por exemplo, o consumidor precisa interagir com a empresas muitas vezes, ganhar confiança, discutir implementação, falar com vendedor, etc. Portanto, por mais que a compra seja realizada online, não consigo analisar aqueles dados de forma isolada, como no ecommerce.

Se esta venda é fechada de forma offline, é ainda mais difícil relacionar esta venda com dados do Google Analytics pois não consigo saber ‘quem’ é meu visitante.

Conteúdo recomendado – Business Intelligence (BI) para o Marketing Digital

 

Qual dos itens abaixo não deve entrar em um relatório para a diretoria?

A) Resultados e taxas de conversão do Funil de vendas
B) ROI (retorno sobre investimento das ações de marketing)
C) Duração média do Ciclo de vendas
D) Taxa de cliques de campanhas no Google Adwords

Resposta certa: D) Taxa de cliques de campanhas no Google Adwords

Para responder essa pergunta, é importante perceber que existem dois tipos de métricas que o time de marketing deve acompanhar: métricas de negócio e métricas relacionadas aos canais e campanhas.

As métricas de negócio mostram o real impacto que o time de marketing está gerando na empresa. Estas são as métricas mais importantes que a diretoria deve acompanhar para garantir que o que está sendo investido no time de marketing está trazendo um retorno positivo. Nesse caso, algumas métricas são: Resultados e taxas de conversão do Funil de vendas; ROI (retorno sobre investimento das ações de marketing) e Ciclo de Vendas.

Entretanto, são necessárias métricas mais detalhadas para aprofundar as análises e entender exatamente o desempenho de cada canal e campanha. Apesar de fundamentais para o time de marketing, elas não são tão importantes de serem acompanhadas pela diretoria pois é um nível de detalhe muito grande. Além disso, não é tão necessário reportá-las pois de certo modo já impactam nas métricas de negócio.

A grosso modo, a diretoria não precisa saber que o clique da campanha de Adwords custou R$3,50 ou R$5,50. O importante é saber se o trabalho de marketing está trazendo resultados em vendas e se está tendo um bom retorno sobre o investimento.

Conteúdo recomendado: Análises e melhoria constante: o caminho para crescer 30 vezes em 3 anos

 

Se você ainda não fez o Quiz, recomendo testar seus conhecimentos. Acesse: www.quizdomarketingdigital.com.br

Marcadores:

Deixe seu comentário