Blog de Marketing Digital de Resultados

Em números: por que você deve repetir tweets ao longo do tempo

Há 2 semanas escrevemos um post sobre a melhor frequência para postar no Twitter. Em uma parte do texto comentei sobre o fato de mais e mais pessoas estarem enxergando as mídias sociais como um rio, lendo apenas o que está acontecendo agora e ignorando o que passou.

Nosso conselho foi que para essas pessoas é importante repetir posts algumas vezes, já que se o usuário não estiver conectado no momento da publicação, acabará não lendo a mensagem.

Tivemos nessa semana um fato curioso que mostrou na prática como esse tipo de ação funciona.

O experimento: Tweets repetidos 7 vezes em dias diferentes

A professora e palestrante de Marketing Digital Sandra Turchi postou um tweet sobre os nossos materiais educativos gratuitos de marketing digital. Sem combinarmos nada, ela repetiu seu tweet ao longo de diversos dias e os resultados foram interessantes.

Na tabela abaixo mostramos a repercussão de cada uma das vezes que ela postou nosso conteúdo:

Ordem e data dos Tweets

Retweets gerados

1º   28/11

12

2º   29/11

5

3º   30/11

7

4º   01/12

8

5º  02/12

5

6º  05/12

5

7º  06/12

5

Em todos os tweets o texto foi o mesmo, ou seja, a única coisa que poderia alterar o número de cliques ou retweets era mesmo o dia e horário dos tweets. Outro ponto que vale mencionar é que consideramos apenas o retweets que usaram o botão do próprio Twitter, para que seja dado o crédito corretamente a cada tweet. Ignoramos os retweets manuais, aqueles em que escreve-se RT e a mensagem é copiada.

Como o teste foi espontâneo (não sabíamos que isso aconteceria) não usamos uma medição de cliques para cada um dos tweets individualmente. No entanto, com a nova forma do Twitter de computar o tráfego, é possível ver no Google Analytics o gráfico da variação de visitas x dias originadas pelos tweets da Sandra:

Os resultados

Podemos perceber claramente no gráfico que mesmo o tweet sendo repetido, o link continuou atraindo tanto ou mais visitantes ao longo do tempo.

Olhando também para os retweets, podemos perceber que embora o primeiro tweet tenha se espalhado mais (12 RT’s), a soma dos posts seguintes teve muito mais repercussão.

Se a Sandra tivesse parado no primeiro tweet, o gráfico teria uma curva muito mais descendente e nada menos que 35 retweets (pelo botão, some a isso os manuais) teriam sido perdidos.

Ou seja, agora com a matemática em jogo, nosso conselho do post anterior continua válido: desde que os tweets repetidos sejam intercalados com novos e haja um intervalo entre eles, a prática funciona muito bem.

Marcadores:

Deixe seu comentário