Blog de Marketing Digital de Resultados

10 erros que acabam com o engajamento no seu Facebook

Veja as falhas que apontamos neste texto e certifique-se de não deixar que elas atrapalhem mais o desempenho da sua página

Você criou uma fan page para a sua empresa, mas ela não tem gerado muitas reações, comentários, compartilhamentos ou conversões? Então é hora de ligar o sinal amarelo!

Esse é o momento de parar para analisar a sua estratégia de Marketing Digital no Facebook e as razões pelas quais ela não traz o retorno esperado.

Pode ser um problema de planejamento, de qualidade do conteúdo publicado, de falta de investimentos dentre outros detalhes que, muitas vezes, passam despercebidos aos nossos olhos.

Por essa razão, preparamos uma lista com os 10 erros no Facebook que acabam com o engajamento da página da sua empresa. Falaremos sobre suas consequências e possíveis soluções.

“Ah, mas eu não tenho enfrentado problemas desse tipo em minha fan page…” Leia texto do mesmo jeito! Ao conhecer as principais falhas, você já saberá como evitá-las em sua gestão.

Para estudar com mais profundidade sobre o assunto, baixe gratuitamente o eBook Introdução ao marketing no Facebook.



eBook gratuito: Introdução ao Marketing no Facebook

Um eBook para sua empresa começar a gerar resultados reais no Facebook

Vamos à lista!

1. Não levar em conta a sua persona

Quando você publica alguma coisa no Facebook da sua empresa, o perfil da sua persona é considerado?

Você verifica se aquele conteúdo é de interesse dos seguidores, se tem uma linguagem próxima a deles ou se a abordagem pode agradá-los?

Bem, pode ser que você esteja escorregando nesse ponto. Levar em conta as suas personas é recorrer às suas características para adotar um estilo adequado àquele de que elas gostam.

Por exemplo: uma página que fala para um público mais jovem e descolado não terá a mesma linha editorial e comportamental de uma fan page que dialoga com empreendedores de micro, pequenas e médias empresas.

Por mais que se possa imprimir um tom mais informal na linguagem, ambas possuem públicos com perfis e interesses distintos.

Logo, estude bem suas personas e seus respectivos objetivos, problemas, hábitos de uso da rede social (pode ajudar saber a melhor hora para postar), assuntos de interesse, entre outras características.

Leia também: Persona: como e por que criar uma para sua empresa

2. Ignorar as participações dos seguidores

Apesar de ser um erro inacreditável, há muitas marcas e empresas que insistem em cometê-lo. Ora, se o Facebook é uma rede social, não faz nenhum sentido não ser sociável com as pessoas que interagem com você.

Na maioria das vezes, quando os seguidores comentarem em seus posts, publicarem mencionando sua página, marcarem sua fan page em outros comentários ou enviarem mensagens privadas, responda-os.

Eles podem ter dúvidas, elogios e sugestões que podem gerar insights interessantes para a sua empresa.

Detalhe importante: você não precisa responder todo mundo! Afinal, tem muita gente fazendo spam em comentários e criando polêmicas desnecessárias. Portanto, filtre essas participações!

3. Evitar ou excluir as críticas e reclamações

Receber comentários negativos está longe de ser agradável, mas eles também não precisam ser combatidos com exclusões.

Por isso, jamais exclua qualquer crítica ou reclamação fundamentada. Se um seguidor ficou insatisfeito com o seu produto ou não concordou com um conteúdo apresentado, resolva o problema com profissionalismo.

Procure entender as razões dessas insatisfações e auxilie o público a solucioná-las. Mostre para a sua audiência que sua empresa não foge dos problemas e que está disposta a resolvê-los.

Além do mais, toda reclamação é uma forma de aprimorar as suas ofertas e os seus conteúdos. Valorizar outros pontos de vista é importante para melhorar e para ampliar a sua presença no Facebook e, com isso, engajar uma base maior de seguidores.

Leia também: Como fazer a gestão das redes sociais de sua empresa

4. Falar muito sobre si mesmo

Publicar muitos posts que exaltam sua marca, empresa, produtos ou serviços é algo que nem sempre interessa ao público.

Pense nos valores que conteúdos autopromocionais como esses trariam aos seus seguidores. Será que esses posts os divertem, educam, informam ou entretêm?

É preciso levar em conta que suas publicações dificilmente alcançam 10% dos usuários que curtem a sua página. Além disso, os posts estarão disputando espaço com as atualizações e as novidades de familiares, amigos e grupos mais próximos.

A disputa pelo feed é muito acirrada para não trazer conteúdos altamente relevantes para seus seguidores. Dicas, explicações, tutoriais, avaliações, memes e novidades do mercado são alguns tipos de post que podem gerar um engajamento bacana para a sua fan page.

Claro que você também não precisa deixar de se promover, mas faça isso em uma escala menor. Que tal aplicar a Lei de Pareto? 80% dos conteúdos que agregam valor aos usuários e 20% de posts mais comerciais. É um princípio indicado e usado em muitas páginas.

Leia também Como funcionam os algoritmos do Facebook, Twitter e Instagram

5. Exagerar na frequência de posts

Pior que ser narcisista, é ser chato! Nenhum usuário gosta de páginas que ficam fazendo spam, isto é, que publicam as mesmas coisas repetidamente.

Mesmo que uma página não repita os posts, é importante que ela controle o seu ímpeto. Sair publicando uma coisa diferente a cada hora é desperdício de conteúdo e de tempo.

Em vez de quantidade, pense na qualidade e na consistência das suas postagens. É melhor trazer 5 conteúdos valiosos por semana do que postar 6 coisas aleatórias por dia. O público poderá se afastar da sua página e deixar de segui-la com o tempo.

Você pode criar um calendário editorial para a fan page da sua empresa. Estabeleça dias e horários prévios e, se possível, programe os seus posts para facilitar um pouco sua vida.

6. Não variar nos formatos de publicações

Essa é outra prática que costuma atrapalhar o crescimento de uma página. Se você publica somente fotos e links dos seus blog posts, como saberá se não teria mais engajamento com outros formatos de conteúdo?

Além do mais, as pessoas possuem gostos e formas de uso diferentes no Facebook. Alguns usuários podem preferir fotos, outros podem gostar mais de vídeos, outros participam mais de lives… Enfim, há uma certa heterogeneidade em uma base de seguidores.

Por isso, aposte na diversificação dos seus posts. Adapte seus conteúdos em diferentes formatos e explore isso com sua audiência. Depois de um tempo, você descobrirá quais tipos de publicações mais provocam reações no público.

Leia também 5 dicas para você extrair mais da distribuição de conteúdo nas redes sociais

7. Não pensar nos usuários de dispositivos móveis

Esse é um detalhe para o qual muitos não se atentam, mas nem sempre os conteúdos postados em uma página são amigáveis para o mobile.

Como se sabe, a forma como uma pessoa usa o Facebook pelo smartphone é bem diferente de quem acessa pelo computador.

Além da tela menor, há o fator mobilidade na história. O público pode visualizar os seus conteúdos de onde estiverem (em casa, no carro, no transporte público, na escola, no trabalho, na rua etc.).

E esse é um ponto que deve ser levado em conta ao preparar um conteúdo. Por exemplo: se você postar uma imagem que contém texto, será que esse trecho seria bem lido em um smartphone?

Portanto, reflita melhor sempre que postar algo em sua fan page. As informações sobre as suas personas ajudam nesse momento.

8. Faltar timing para abordar certos assuntos

O Facebook, assim como outras redes sociais, é uma plataforma que repercute bastante os assuntos que são de interesse geral.

Volta e meia é possível ver um meme, uma polêmica, um boato ou uma notícia que começou a se espalhar com muita facilidade.

Por exemplo: quem não se lembra do viralizado jogo das “9 verdades e 1 mentira” que lotou o feed de milhões de usuários pelo Brasil durante poucos dias?

Muitos desses temas, como esse jogo, podem representar boas oportunidades para a sua página criar conteúdos ou ofertas sobre elas.

No entanto, tudo que é viralizado tem um pico de crescimento tão alto quanto a sua queda. Por isso, aproveite essas novidades e tendências enquanto elas repercutem, pois você conseguirá pouco engajamento se falar sobre algo defasado, não é mesmo?

Leia também: Como produzir conteúdo original sobre temas atuais (e gerar mais tráfego!)

9. Deixar de investir em anúncios no Facebook

Um erro muito comum de vários empreendedores no Facebook é esperar que a sua página cresça apenas de forma orgânica.

De uns anos para cá, o alcance orgânico das fan pages tem reduzido bastante. Os motivos? O Facebook, além de querer faturar uma grana, quer melhorar a experiência dos seus usuários ao priorizar os conteúdos de amigos e de pessoas próximas.

Portanto, separe um orçamento para investir em Facebook Ads. Você conseguirá aumentar o alcance e o engajamento dos seus posts, atrair seguidores, converter Leads, levar visitas para o seu site, gerar vendas… Enfim, são diversos objetivos com os quais a plataforma pode ajudar.

A ferramenta de anúncios do Facebook também é um investimento interessante pela segmentação que ela oferece. Você pode encaminhar as suas peças de acordo com a localização, idade, gênero, status de relacionamento, nível educacional, páginas curtidas, hábitos de compra e demais interesses pessoais.

Isso sem contar o controle sobre o orçamento e o funcionamento da campanha. Você gasta o quanto quer e termina de anunciar quando bem entender.

Tudo isso garante mais eficiência para as suas campanhas e transforma a sua página em uma ferramenta produtiva dentro de uma estratégia de Marketing de Conteúdo.

10. Não monitorar os seus resultados

Os motivos para sua fan page não ter um bom engajamento podem estar nos números. Sabe aquela aba de informações da sua página? Então, é ali que pode estar a solução dos seus problemas.

Nessa aba, várias informações sobre as atividades da página da sua empresa estarão dispostas para monitoramento. São dados como engajamento por posts, conversões em campanhas de anúncios, demografia dos seus seguidores etc.

Você poderá descobrir, por exemplo, os tipos de publicação que mais geram comentários e compartilhamentos. Isso ajudará a definir os melhores formatos, os melhores horários e dias de publicação, os melhores conteúdos, entre outros pontos que ajudarão sua fan page a adequar-se às preferências do público.

Se você fecha os olhos para as métricas de desempenho, não vai conseguir medir as reações dos seguidores e entender por que eles não se engajam com seus conteúdos.

Leia também O Funil das Mídias Sociais: como acompanhar com eficiência os resultados em social media


As falhas de marketing no Facebook possuem diversas origens, como a má preparação dos conteúdos ou a falta de interação com o público.

O principal problema está no dimensionamento equivocado desses problemas, pois muitos administradores de página percebem um erro e não notam como ele pode ser prejudicial para a sua estratégia.

Daqui em diante, reveja as falhas que apontamos neste texto e certifique-se de não deixar que elas atrapalhem mais o desempenho da sua página.

Afinal, você não vai querer perder mais engajamento e oportunidades de negócio porque desalinhou o seu conteúdo das suas personas ou porque exagera na frequência de posts, não é mesmo?

Se você gostou de conhecer os principais erros no Facebook relacionados à falta de engajamento em fan pages, então vai adorar saber mais 50 dicas de marketing que farão a presença da sua marca ser mais produtiva nessa rede social.

Marcadores:

Deixe seu comentário