Blog de Marketing Digital de Resultados

Ferramentas de SEO: o que pensar e como avaliar a contratação

O assunto “ferramentas” é sempre um dos mais discutidos em rodinhas e fóruns de Marketing Digital e a ideia do post de hoje é falar mais especificamente sobre ferramentas para SEO (não é familiar a SEO? Baixe nosso eBook de introdução aqui).

SEO é uma das disciplinas mais dinâmicas do Marketing Digital. É incrível o quão rápido práticas que funcionavam e eram grandes trunfos de alguns especialistas deixam de funcionar e passam a ser inúteis ou até a atrapalhar.

Nesse cenário, muitas pessoas (e empresas) ficam receosas em investir em SEO, seja com uma consultoria ou uma ferramenta. Nossa ideia hoje é falar um pouco mais sobre essa decisão e de como fazer uma avaliação (de ferramentas em específico) para ajudar sua empresa a tomar decisões melhores no assunto.

O que pensar sobre ferramentas de SEO  em um contexto tão dinâmico

Um número tão grande de mudanças como as que tivemos em SEO nos últimos anos pode causar impressão ruim aos que querem começar a investir e deixar muita gente na dúvida se realmente vale a pena ou se o risco é alto demais para compensar.

O que vale observar, no entanto, é que embora de fato tenham ocorrido tantas mudanças, todas elas caminham em uma mesma direção. O que o Google continua buscando a cada nova atualização é entregar uma ótima experiência para o seu usuário, a melhor possível.

Antigamente os primeiros resultados não eram necessariamente de quem entregasse a melhor experiência ao usuário. Eram de quem conhecia bem como funcionava SEO e seus truques.

artificialidade das otimizações passou a ser combatida a cada atualização e com muitos testes, inteligência artificial e estudos, cada novo algoritmo do Google consegue ficar melhor em “entender” o que é um bom resultado, capaz de oferecer uma boa experiência.

Se essas atualizações caminham em uma mesma direção, a forma de agir deveria ser óbvia: seguir o mesmo caminho do Google, entregar exatamente o que ele vem buscando. Ao invés de procurar os truques, procurar entregar de fato uma boa experiência e um conteúdo excelente.

tweet isso Tweet: SEO: Ao invés de procurar os truques, procure entregar de fato uma boa experiência e um conteúdo excelente.

Essa deve ser a tônica na hora de avaliar e planejar seus investimentos.

O que buscar em uma ferramenta de SEO

Traçado esse contexto inicial, vamos indicar algumas coisas que podem ser buscadas quando sua empresa for avaliar uma ferramenta.

Não são regras prontas e que vão resolver os problemas de qualquer empresa. São pontos que consideramos importantes e que indicamos. Pode ser que você acredite que no seu caso entre algo a mais ou a menos e isso não é um problema.

– Uma ferramenta deve te ajudar a descobrir o que as pessoas querem  tweet isso Tweet

Se o que o Google tem feito é priorizar os sites que oferecem a melhor experiência e que respondem bem às dúvidas dos usuários, o ponto de partida é justamente entender o que as pessoas procuram.

A pesquisa de palavras chave é uma das partes que sempre funcionou e sempre vai funcionar se vista com essa ótica, de entender o que as pessoas querem e usar isso de direcionamento para a sua produção de conteúdo, para que você saiba a quais perguntas responder.

Entender os termos mais buscados do seu mercado e saber quais lacunas você melhor pode preencher continua sendo de grande valia.

– Uma ferramenta deve te ajudar a avaliar seu desempenho atual e a diagnosticar seus próximos passos  tweet isso Tweet

A parte de análise e insights para o planejamento também pode contar com o apoio de uma boa ferramenta.

É verdade que desde que o Google passou a não exibir aos donos de sites os termos de busca usados pelos visitantes – por meio do famoso (not provided) – a qualidade das análises tornou-se pior. Ainda assim, com ferramentas adequadas é possível acompanhar a performance, encontrar oportunidades e fazer otimizações.

Entender quantos Leads estão sendo gerados via Google e quantos se tornam clientes é um passo básico para calcular o ROI.

Mesmo sem as informações do not provided, usando diferentes ferramentas e informações, é possível cruzar dados e descobrir as keywords que trouxeram tráfego, quais ainda podem valer a pena e quais não têm convertido tão bem.

Mesmo com parte do mercado não concordando, acompanhar o ranking dos termos mais importantes para sua empresa também é outra prática que ajuda muito a entender quais oportunidades ainda estão na mesa e quais já são bem sucedidas.

Por fim, checar se uma página já está minimamente otimizada em torno de uma keyword é algo que pode ser feito de forma mais “artesanal”, mas uma ferramenta também pode adiantar o diagnóstico (mesmo que as ideias do que é uma otimização mudem, a organização básica e a busca por clareza na página tendem a se manter).

– Uma ferramenta deve ajudar seu site a entregar uma boa experiência  tweet isso Tweet

Existem aspectos de um site que impactam diretamente a experiência dos usuários. Páginas não encontradas e tempo de carregamento são exemplos disso.

Na parte técnica, falhas na estrutura e código do site também podem ser identificadas de forma mais fácil por uma ferramenta.

– Uma ferramenta deve ir muito além de SEO

Por fim, a última coisa que vale mencionar é que SEO hoje é cada vez menos um conjunto de técnicas prontas e cada vez mais a capacidade da sua empresa encantar o visitante, algo que pode ser abrangente.

É enviar um email com o conteúdo certo na hora certa, é fazer um atendimento perfeito nas mídias sociais, é ter um conteúdo incrível, entre várias outras possibilidades.

Não adianta contratar uma ferramenta pensando em SEO se não fizer bem também todo o resto.

Que ferramentas de SEO usamos na Resultados Digitais

Tendo apresentado o que achamos importante na avaliação, vamos agora para as ferramentas que usamos na Resultados Digitais para fazer esse trabalho.

       – RD Station

Sim, não é surpresa para ninguém que a ferramenta que criamos, o RD Station, seja a principal aqui.

Óbvio que a opinião é um pouco enviesada (afinal a ferramenta é nossa :P), mas me sinto confortável em indicar justamente porque construímos pensando em tudo o que consideramos necessário/adequado.

Lá é possível:

–  Fazer pesquisa de palavras chave e descobrir o volume e competição para cada uma das keywords importantes para o seu negócio.  Nessa mesma funcionalidade, também é possível acompanhar o ranking das palavras que você acompanha;

–  Acompanhar relatórios e ver quem são os Leads gerados via Google e suas respectivas taxas de conversão;

– Checar automaticamente se o básico on-page está feito para um termo que você prioriza;

– Ir muito além de SEO, contando também com automação de marketing, criação de Landing Pages, monitoramento e publicação em mídias sociais, email marketing, entre outros.

 painel-palavras-chave-seo      

– Google Webmaster Tools

As “Ferramentas da Central do Webmaster do Google” são uma opção gratuita e ainda pouco comentada que usamos com frequência.

Basicamente, é o próprio Google dando apoio gratuito para que você tenha um ótimo site e ele fique bem posicionado (já falamos um pouco sobre a ferramenta aqui).

Lá é possível:

–  Ver quais são as palavras chave que estão gerando tráfego orgânico (eles dão a informação completa, mesmo das que aparecem no Analytics como not provided). Isso permite cruzar com as informações do RD Station e fazer algumas estimativas interessantes;

– Ver relatórios de erros de HTML e páginas não encontradas;

– Fazer outras coisas importantes como ver os sites que estão linkando para o seu o enviar ao Google o sitemap.xml do seu site.

Captura de Tela 2014-11-05 às 15.01.21

– Algumas outras

Apesar de o RD Station e a Google Webmaster Tools serem as opções que usamos com mais frequência, também já usamos eventualmente algumas outras para ocasiões e objetivos diferentes.

Entre as grátis, o ubersuggest e o keywordtool.io já serviram muitas vezes para gerar as ideias de palavras chave que alimentaram o painel de acompanhamento do RD Station. A ferramenta de pesquisa de palavras chave do Google Adwords (Keyword Planner) também é muito útil para isso.

Já usamos também ferramentas pagas como Moz e SEMRush e ambas são legais em seus papéis. A combinação RD Station + Google Webmaster Tools acabou substituindo bem a Moz no nosso caso. Já o SEMRush ainda é muito legal para inteligência competitiva e normalmente é usada no começo de um novo trabalho.

A ferramenta pode ser um diferencial e um facilitador na hora de planejar e colocar em prática uma estratégia de SEO, mas é importante lembrar que ela não funciona sozinha. É preciso bastante estudo sobre o tema, dedicação e testes para tirar o melhor proveito de suas funcionalidades e entender o que traz melhores resultados para sua empresa.

Marcadores:

Deixe seu comentário