Blog de Marketing Digital de Resultados

Google Keyword Planner passa a limitar dados para alguns anunciantes: como contornar a situação

Recentemente, foi anunciado que a Keyword Planner Tool passaria a mostrar dados limitados para anunciantes com baixos gastos mensais em publicidade. Saiba como você pode contornar essa situação sem prejudicar seu planejamento de SEO.

Uma boa pesquisa de palavras-chave pode ser a diferença entre o seu site aparecer na primeira página do Google ou nas seguintes. Nesse processo, a Keyword Planner Tool, do Google, é uma das ferramentas mais utilizadas para encontrar palavras-chave efetivas, que estejam de acordo com o propósito do seu negócio.

Mas, recentemente, foi anunciado que a Keyword Planner Tool passaria a mostrar dados limitados para anunciantes com baixos gastos mensais em publicidade. Agora, os dados são limitados a variações de volume de buscas em vez de um número específico. Usuários considerados como “low-spenders” verão os valores como variações, por exemplo “1 – 100”, “100 – 1k” etc. Para quem anuncia em larga escala, não haverá mudanças.

O anúncio recebeu críticas de quem trabalha com SEO. Muitos questionam se mostrar menos informações poderia ser benéfico para alguém, especialmente negócios pequenos, que necessitam de dados precisos antes de se comprometerem com um orçamento maior.

A companhia respondeu dizendo que a atualização foi feita “para dar aos anunciantes os dados de que precisam para otimizar suas contas, enquanto previne que robôs e outros serviços façam uso abusivo do Keyword Planner”. O comunicado diz ainda que, apesar de o volume de buscas ser mostrado de maneira aproximada, ainda oferece uma visão precisa e útil de quantos cliques e impressões cada palavra-chave pode receber.

Alternativas

Conforme indicado pelo Search Engine Journal, uma alternativa que tem sido utilizada por quem trabalha com SEO é a ferramenta de previsão (forecasting) que o Keyword Planner possui. Ela ajuda a determinar um orçamento e a selecionar palavras-chave.

Para isso, siga os passos:

1. Faça login no Keyword Planner.

google-keyword-planner-tutorial-1

2. Selecione a opção de procurar novas palavras-chave usando uma frase, website ou categoria.

3. Escreva as palavras que quer pesquisar e clique em “obter ideias”.

google-keyword-planner-tutorial-2

 

4. Veja as palavras-chave sugeridas pela ferramenta, clicando em “adicionar ao plano” naquelas em que deseja focar.

google-keyword-planner-tutorial-3

5. Entre no modo de forecasting clicando em “Plano de análise” no lado direito da tela.

google-keyword-planner-tutorial-4

6. Uma vez na tela de forecasting, você pode conseguir mais dados sobre as palavras-chave das seguintes formas:

  • Entre com apostas e orçamentos para uma previsão das palavras-chave adicionadas ao seu plano;
  • Veja previsões baseadas em locais, dispositivo ou taxa de conversão esperada;
  • Se você não está satisfeito com as previsões, volte para o drawing board. Clique de volta para buscar no canto superior direito e procure por novas palavras-chave para adicionar ao seu plano;
  • Quando estiver satisfeito, faça download do forecast ou salve o plano na sua conta.

Outra alternativa é utilizar ferramentas que oferecem pesquisa de palavras-chave. Um exemplo é o SEMrush, plataforma de análise de palavras-chave de sites, blogs, portais e ecommerce que, dentre outras funções, permite mensurar sua presença do Google e descobrir quais palavras geram tráfego para o seu site, além de consultar o custo por clique de cada termo. O problema, aqui, é que a maioria dessas ferramentas são pagas.

O Google não deu mais detalhes sobre o que considera que seja um anunciante de baixo orçamento mensal. Aparentemente, a maioria dos anunciantes continuarão vendo os dados no Keyword Planner como de costume. No entanto, se você não anuncia em larga escala, vale pensar em alternativas para não perder informações e investir nas palavras-chave corretas.

Marcadores:

Deixe seu comentário