Growth Hacking: Entrevista com Sean Sheppard


sean sheppard growth hacking

No início de 2015, foi criada aqui na Resultados Digitais a área de Growth Hacking. O objetivo principal da área é conseguir o máximo de resultados em todos os canais de aquisição que trabalhamos, e ajudar a empresa a crescer em alta velocidade. Para isso, realizamos o tempo todo diversas análises e experimentos.

A área de Growht Hacking ainda é bastante nova no Brasil. Gastamos muitos meses estudando como funciona o modelo em outras empresas (em sua maioria estrangeiras), e realizamos testes para adaptar à nossa realidade. Inclusive lançamos o O Guia Definitivo do Growth Hacking – teoria e prática, com entrevistas, conceitos, metodologia e estudos de caso sobre o tema.

Esse post traz uma das entrevistas presentes no eBook, realizada com Sean Sheppard, fundador da GrowthX e que esteve palestrando no RD Summit 2015, em Florianópolis.

A GrowthX é uma empresa venture capital no Vale do Silício, e Sean Sheppard é um empreendedor serial que ajuda dezenas de startups em early stage a encontrar um modelo de marketing e vendas previsível. Muito focado em desenvolvimento de mercado para as empresas investidas.

Confira abaixo a entrevista feita com Sean Sheppard:

Qual a principal diferença entre estratégia de Growth de uma startup e de uma empresa já estabelecida (com lucro mas numa taxa de crescimento pequena)?

A maior diferença é a alocação de recursos. Em uma startup em “early stage” (estágio inicial), você tem que organizar muito bem onde alocar os poucos recursos (pessoas e dinheiro). Para isso, é preciso uma abordagem muito científica para testar diferentes canais de crescimento e medir o sucesso de cada um deles. E é preciso aprender rápido!

Nesse estágio você precisa ser mais “esperto” porque os recursos tendem a acabar muito mais rápido.

Quanto mais você avança e a empresa cresce, mais previsível é a receita e os resultados de alguns canais. Por isso, é possível se arriscar um pouco mais e testar alguns canais por mais tempo.

Qual é o erro mais comum cometido por startups quando tentam achar um canal para ganhar tração e crescer rápido?

O erro mais comum é operar com base em suposições que não foram testadas e provadas. Estas suposições acontecem tanto no desenvolvimento de produto (supondo o que os usuários vão querer) quanto nos canais de aquisição (supondo que um canal é o melhor para aquisição).

As startups e empresas que querem crescer rápido e operam baseadas em hipóteses e não em suposições devem testar essas hipóteses e ter em mente que há uma grande chance de aquilo não se provar. Por isso, acaba sendo mais prudente não colocar todos os recursos em uma coisa só.

Quais as principais habilidades que um Growth Hacker deve ter? E um gestor de Growth?

O Growth Hacker precisa ter uma noção de código para conseguir “hackear” a internet e testar pequenas melhorias. Além disso, ele deve conseguir coletar e analisar muitos dados para conseguir extrair receita dessas análises (seja em forma de melhoria do produto ou canal de aquisição).

O gestor de Growth precisa ter a mentalidade do Growth Hacker, mas o principal deve ser cuidar do processo de crescimento e fazer a gestão das pessoas, extraindo o máximo delas.

Qual o primeiro conselho você daria para empresas que estão começando nesse “mundo” de Growth?

Definitivamente fazer pesquisas sobre o assunto. Primeiro, é necessário fazer o dever de casa e procurar recursos online para tentar descobrir o que é certo para sua empresa. O Growthhackers.com do Sean Ellis, por exemplo, é uma excelente fonte. Além disso, você deve encontrar pessoas no seu mercado ou comunidade com experiências reais, que de fato chegaram ao ponto que você quer alcançar com sua empresa.

__

Para saber mais sobre Growth Hacking, baixe agora o eBook O Guia Definitivo do Growth Hacking – teoria e prática.

Construímos o guia a partir de todo o conhecimento teórico e prático adquirido nos últimos meses aqui na Resultados Digitais. O material conta com entrevistas, como a desse post, e também com conceitos, metodologia, ferramentas úteis e estudos de caso sobre o tema.

Saiba mais:

Veja nesse eBook como potencializar os resultados da sua empresa de forma consistente

Software de Marketing Digital - RD Station


Categorias: Estratégia em Marketing Digital

  • Gustavo Stork

    Excelente entrevista. Só ponderaria o ponto no qual ele se refere as características de um Growth Hacker. Na realidade não é necessário ser um programador, DBA ou qualquer uma desses backgrounds. O mais importante é o Growth ter uma visão macro do todo, ser especialista em algumas áreas, criativo, orientado a dados e ter um time multidisciplinar.
    Por fim você pode criar experimentos, definir hierarquia de metas, adicionar hipóteses, mas sempre vai ter que haver um pintada de ousadia.