Blog de Marketing Digital de Resultados

Como o Marketing de Conteúdo pode ajudar na construção da sua marca

Saiba por que o Marketing de Conteúdo vai muito além da produção de materiais e impacta diretamente na sua marca e nas suas vendas.

O perfil do consumidor tem mudado rapidamente nos últimos anos e, hoje, ele está muito mais conectado e exigente. Mais da metade da população brasileira tem acesso à internet e oito em cada dez brasileiros possuem dispositivos móveis.

Essas mudanças alteraram também seus hábitos de consumo. Por exemplo, uma pesquisa da TNS revelou que 76% dos consumidores pesquisam na internet antes de adquirir algum produto de tecnologia.

Para atender às exigências desse público, o Marketing de Conteúdo surgiu como uma alternativa mais adequada ao novo processo de compra, pelo seu formato menos intrusivo e capaz de criar um relacionamento mais forte com o consumidor, fornecendo informações e educando-o ao longo do processo.

Desde então, muitas empresas passaram a aderir ao Marketing de Conteúdo com um objetivo claro em mente: vender mais. A criação de um blog passou a ser uma estratégia para atrair tráfego para o site; os materiais ricos têm o objetivo de gerar Leads e os Email Marketing servem para nutrir os Leads com conteúdos relevantes para que avancem no processo de compra e se tornem clientes.

A eficácia desse modelo de marketing é comprovada, como podemos atestar aqui na Resultados Digitais. Contudo, ele não se resume a isso. O Marketing de Conteúdo também tem um “efeito colateral” bastante benéfico para as empresas que o praticam de maneira correta: ele ajuda (e muito!) na construção da marca da organização. Veremos a seguir como.

Conecte-se com seu público

A importância da produção de conteúdo já foi percebida há muito tempo por profissionais de comunicação, que enxergaram essa estratégia como uma ponte para encurtar o caminho até os públicos-alvo de uma organização.

Isso ocorreu porque o objetivo da comunicação das organizações é criar um canal de relacionamento entre empresa e público, e esses departamentos perceberam que a criação de conteúdos era uma ótima maneira de engajar seus clientes em um contato mais próximo com a organização. Esse contato, por sua vez, favorecia o relacionamento entre ambos, o que trazia maior relevância e autoridade para a empresa.

Naturalmente, com esse canal de relacionamento aberto, as empresas passam a ter um novo recurso para chegar até seus clientes. E esse novo recurso é muito vantajoso, pois agora a empresa não precisa mais de intermediadores para alcançar seu alvo: ela pode atingi-lo e influenciá-lo diretamente.

Além disso, a possibilidade de esse contato avançar e a empresa conseguir fidelizar o cliente aumenta muito, pois a organização consegue entender muito melhor seu público, seu mercado, seus anseios e suas dores.

Torne-se referência

É claro que a produção de conteúdos não serve apenas para abrir o diálogo e aproximar o relacionamento entre empresas e públicos. O próprio conteúdo em si também agrega valor à esse relacionamento. Isso ocorre porque a criação de conteúdos visando à geração de Leads tem um tom mais educativo e informacional, apresentando um tema de interesse do potencial cliente.

E, uma vez que a empresa conseguiu converter o visitante em Lead, o Marketing de Conteúdo postula que esse Lead deve então ser nutrido. Ou seja, ele deve ser alimentado com mais conteúdos que vão lhe dando informações e conhecimentos importantes para que ele possa se conscientizar sobre aquele tema de que a organização está tratando – e que, portanto, é de seu domínio e está relacionado ao seu serviço/produto – até o ponto em que ele entende que aquilo que a empresa oferece é bom para ele e então se torna um cliente.

Como é possível perceber por esse breve fluxograma descrevendo o processo de conversão e nutrição do Lead, ele é abastecido a todo momento com conteúdo relevante para que possa tomar a decisão de compra.

Para a organização, isso tem um benefício final bem claro, pois gera mais previsibilidade e receitas, permitindo que a empresa tenha mais controle da jornada dos seus Leads e consiga direcioná-los para o momento de compra de forma mais ágil.

Contudo, isso também tem um outro efeito, que é o de impulsionar a reputação e imagem de uma empresa ou marca, pois, com o consumo de conteúdo, é natural que o Lead transfira a relevância e importância do conteúdo que consome para a empresa que o produziu.

Ou seja, se um texto que sua empresa produziu ajudou o Lead a resolver alguma dúvida ou dificuldade que ele estava enfrentando relacionada ao seu mercado, você já conseguiu se colocar numa posição privilegiada perante a esse Lead.

Construa uma marca “top of mind”

Contudo, muitas empresas ainda esquecem que conteúdo bom deve ser compartilhado, e muito! Ao adotar uma estratégia de Marketing de Conteúdo e realmente se engajar para fazer essa estratégia decolar, a empresa está fazendo mais do que criar um pipeline de vendas mais eficiente e previsível: ela está também aumentando sua autoridade e sua reputação. E por que isso é interessante? Porque autoridade e reputação ainda são armas eficientes para conquistar novos clientes.

Uma pesquisa feita pela PwC mostra que confiança na marca é fator decisivo para 45% dos consumidores brasileiros, perdendo apenas para preço, com 60%. Contudo, a mesma pesquisa conclui que “quando uma marca consegue transmitir ao consumidor seus atributos de valor com a relevância e distinção que seu posicionamento requer, o preço torna-se importante sim, mas deixa de ser o fator principal de decisão de compra”.

Portanto, confiança ainda é fator preponderante para os consumidores no momento de decisão de compra, e a melhor maneira de construí-la é através de um relacionamento próximo, honesto e bem planejado.

Cativar seu Lead com conteúdos atraentes e relevantes para ele irá fazer com que ele passe a colocar sua empresa como referência dentro de seu segmento e o faça procurar pela sua marca primeiro. E a consequência disso vai aparecer em outro setor da sua empresa, o de vendas.

Impacto em vendas

Como abordado acima, autoridade e confiança na marca são critérios decisivos para o cliente escolher um produto ou serviço. E, se sua organização estiver fazendo um bom trabalho de relacionamento, você consegue transformar esses critérios em vantagens competitivas e aumentar o número de clientes que procuram você como a primeira, se não a única opção, no seu segmento.

Um exemplo disso é a marca de action cameras GoPro, que tem uma estratégia altamente baseada na produção de conteúdo colaborativo. A empresa adotou a estratégia de estimular seus clientes a compartilharem suas próprias experiências e conteúdos criados com seus produtos, e então passou a compartilhar esses conteúdos em seus canais.

Como consequência disso, a empresa começou a aumentar cada vez mais o engajamento dos usuários, e os seus vídeos foram ficando cada vez mais populares. O resultado? Qual a primeira marca que você pensa quando ouve falar em action cameras? GoPro, certo? Sabia que existem outras dezenas de marcas produzindo câmeras desse tipo? Pois é, mas devido ao bom trabalho feito em Marketing de Conteúdo, a GoPro não só conseguiu se tornar líder de mercado, mas também referência dentro do seu segmento, e qualquer pessoa que pense em action cameras hoje pensará em GoPro.

Conclusão

Como vemos, é possível gerar grandes resultados a partir do Marketing de Conteúdo. Mas, para isso, é fundamental que a empresa tenha atenção aos detalhes: saiba qual é o seu público, seu objetivo, a mensagem a ser transmitida e faça um planejamento condizente à sua estratégia. A criação de conteúdos e a nutrição de Leads são armas muito poderosas, e sua empresa deve começar a tirar proveito delas desde já.

Se você está em dúvida sobre seus conhecimentos sobre Marketing de Conteúdo, realize nosso quiz sobre o assunto e descubra se você é novato ou expert! E para aprender ainda mais sobre esse tema, baixe agora mesmo nosso eBook Marketing de Conteúdo para Resultados!

Marcadores:

Deixe seu comentário