Blog de Marketing Digital de Resultados

Inbound Marketing e Marketing de Conteúdo: qual a diferença?

Você já se perguntou qual a diferença entre Inbound Marketing e Marketing de Conteúdo? Saiba já como esses dois conceitos se relacionam!

Você já se perguntou qual a diferença entre Inbound Marketing e Marketing de Conteúdo? Melhor, você já questionou se há de fato alguma diferença entre essas duas definições?

Tanto Inbound Marketing como Marketing de Conteúdo são conceitos relativamente novos, e a consolidação do Marketing Digital no mercado brasileiro tem contribuído para que essa discussão floresça. Afinal, tem diferença ou são sinônimos?

O que vamos ver nesse post é que os dois conceitos não devem ser tratados nem como “diferenças” e nem como “sinônimos”, mas como cada um sendo um complemento do outro.

A verdade é que Marketing de Conteúdo é uma das estratégias de Inbound Marketing. No entanto, não há Inbound Marketing sem Marketing de Conteúdo.

Vamos explorar melhor cada um desses dois conceitos e como eles se relacionam:

O que é Inbound Marketing

inbound marketing

Usando uma tradução livre, podemos definir Inbound Marketing como Marketing de Atração. A ideia por trás do Inbound é, em vez de a empresa ir atrás do cliente utilizando técnicas ortodoxas de Marketing, fazer com que o cliente voluntariamente encontre-a por meio de mecanismos de busca, sites de referência, redes sociais, etc.

No Inbound Marketing é o cliente que chega até o site da empresa, mas não imediatamente para comprar, e sim para primeiro buscar respostas que ele precisa. Ou, eventualmente, para matar uma curiosidade e, sem querer, descobrir que precisa de uma solução.

É uma técnica que se encaixa perfeitamente em tempos atuais porque é cada vez mais comum que pessoas utilizem os mecanismos de pesquisa para encontrar respostas para suas dúvidas.

Outro detalhe importante em Inbound Marketing é que a relação não se resume a apenas visitante e cliente. Diferente do Marketing tradicional, há um funil de vendas que segue uma ordem um pouco mais complexa e detalhada:

  • Visitante: Está conhecendo seu site e ainda não compartilhou nenhum dado de contato com sua empresa;
  • Lead: Assinou uma newsletter ou baixou gratuitamente um material rico, deixando algum dado de contato como “moeda de troca”, como nome, nome da empresa e email;
  • Oportunidade: São Leads que estão prontos para compra e que foram educados com o passar do tempo com conteúdo gerado pela empresa. É só nesse momento em que o vendedor entrará em contato direto com o futuro cliente. Saiba mais assistindo ao webinar “Gestão de Leads”;
  • Cliente: Agora sim, a pessoa depois de conhecer e estudar bastante sobre seu problema, finalmente adquiriu seu produto.

Ou seja, não é aquela relação em que a pessoa vai até a loja e já se torna cliente diretamente. Em Inbound, as vendas não são “empurradas”, elas acontecem para pessoas que já conhecem a empresa, já sabem dos problemas que têm e das soluções que podem ser entregues.

Além disso, existem basicamente 5 etapas fundamentais que fazem parte de uma estratégia de Inbound Marketing. Isso torna da metodologia um processo sistemático, escalável e previsível de aquisição de clientes:

  • Atrair: Trazer visitantes para seu site através de conteúdo criado. A atração pode ser, principalmente, por busca orgânica, busca paga ou redes sociais;
  • Converter: Coletar os contatos dos usuários para poder iniciar um relacionamento com eles, transformando-os em Leads. A conversão pode ser feita através de uma oferta gratuita de um produto em uma Landing Page. Aprenda mais no Webinar “Como criar Landing Pages efetivas”;
  • Relacionar: É a chave para conduzir os Leads até o momento da compra. Use as mídias sociais, trabalhe suas listas de emails e prepare para a venda usando nutrição de Leads;
  • Vender: Após um relacionamento prévio com os Leads já mais próximos, o momento da compra se torna muito mais fácil e gera mais resultados. Alinhe equipes de Marketing e Vendas e qualifique seus Leads para vender seu produto às pessoas certas;
  • Analisar: Para manter a máquina funcionando e se desenvolvendo, examine cada etapa e identifique o que precisa de ajustes. Aprenda mais em nosso eBook “Web Analytics na prática”.

O que é Marketing de Conteúdo

marketing de conteúdo

 

Indo direto ao ponto, Marketing de Conteúdo é todo o conteúdo feito para educar, informar, entreter um futuro cliente. É o combustível do Inbound.

A ideia consiste em informar as pessoas para fazer com que futuramente elas não só respeitem a marca e a tenham como referência, mas também se tornem clientes.

O conceito “Marketing de Conteúdo” é relativamente novo. No entanto, suas aplicações já aconteciam antes mesmo da era digital. Sim, Marketing de Conteúdo offline existe. E faz tempo!

Contextualizando historicamente, em 1895 a John Deere publicou a primeira edição da revista “The Furrow” com foco em assuntos relacionados à agricultura. A revista cumpre exatamente o propósito do conceito: é voltada para pessoas interessadas em agricultura e que um dia poderão ter a necessidade de comprar um trator, por exemplo. É um dos primeiros registros de Marketing de Conteúdo, e desde então, várias marcas têm feito o uso disso.

Aqui na Resultados Digitais, nossa estratégia de Marketing de Conteúdo consiste em publicar posts no blog (como esse e também nos blogs Agências de Resultados e RD Station) e materiais ricos como eBooks, kits, ferramentas e webinars, sempre relacionados a Marketing Digital e Vendas, que é nosso foco.

Para exemplificar, vamos supor que seu negócio seja uma agência de turismo. Você pode criar um blog sobre viagens e começar a produzir conteúdo sobre o assunto para atrair futuros clientes.

Diferente de uma Assessoria de Imprensa, o Marketing de Conteúdo não é sobre falar da empresa em si, mas sobre o que a empresa pode entregar (ou fazer) para os clientes.

Existe Inbound Marketing sem Marketing de Conteúdo?

O objetivo do Inbound Marketing está atrelado a atrair as pessoas para uma oferta, trocar essa oferta por seus dados e educá-las até que se tornem clientes.

No entanto, esse processo de Inbound entra diretamente em contato com o Marketing de Conteúdo pois não há como gerar Leads sem bons conteúdos.

Podemos resumir brevemente como o Marketing de Conteúdo sendo uma estratégia de relacionamento com o consumidor e o Inbound Marketing como uma estratégia de conversão e vendas.

A verdade é que não há Inbound Marketing ou Marketing de Conteúdo, e sim Inbound Marketing e Marketing de Conteúdo. Nenhum sobrevive sem o outro.

Marcadores:

Deixe seu comentário