Blog de Marketing Digital de Resultados

De movimentos a foguetes: como o Marketing Digital tem ajudado o mercado brasileiro [Palestra de Eric Santos no RD Summit 2016]

CEO da Resultados Digitais falou sobre mudanças no mercado de Marketing Digital nos últimos anos e sobre planos para o futuro, além de apresentar o novo RD Station.

Em 2011, a situação no mercado de Marketing Digital era muito diferente. Entendia-se que era necessário fazer muita educação e evangelização – e os eventos, assim como a produção de conteúdo, eram maneiras de atingir esses objetivos.

Atualmente, o Brasil está em terceiro lugar no número de empresas que usam automação de Marketing Digital – são 6.979 negócios utilizando esse tipo de estratégia, o que deixa o país atrás apenas dos Estados Unidos e do Reino Unido. Para Eric Santos, essa posição ocupada pelo país se deve também ao movimento do qual os participantes do RD Summit fazem parte. “Basta olhar para o lado e ver a quantidade de pessoas reunidas aqui para discutir Marketing Digital e vendas, o que era impensável em 2011”.

Eric Santos acredita que, para ter resultados com Marketing Digital, é preciso uma melhoria contínua e incremental – não necessariamente com saltos grandes, mas com trabalho contínuo durante meses. O processo de vendas mudou de forma irreversível, e as empresas que querem conversar com seus clientes e consumidores têm que adaptar seu processo de vendas e atendimento a esse novo cenário.

“Avaliando esse movimento, as empresas aprenderam a adaptar seus processos para gerar valor e educar os clientes nesses primeiros 5 anos”, diz. “A provocação que queria fazer e que vejo ainda em alguns casos de empresas que não implementam Marketing Digital é justamente crescer: a gente precisa de mais empresas crescendo de forma sustentável e coerente.”

empresas que usam automação de marketing

Como criar mais crescimento com o Marketing Digital?

Eric Santos identificou quatro pontos que podem contribuir para continuar gerando crescimento nos próximos anos. O primeiro é ampliar esse movimento – são 16 milhões de empresas no Brasil, mas apenas 10 mil utilizando soluções de Marketing Digital.

Para quem já utiliza a estratégia, um desafio é a paciência – fazer Marketing Digital leva tempo, é uma construção de ativos em que os resultados não vêm da noite para o dia. É preciso persistência, como frequentar uma academia. É comum que muitas empresas caiam no “vale da morte”, ou seja, desistam de gerar resultados principalmente entre o terceiro e o sétimo meses por não fazerem o trabalho que precisa ser feito desde o início. Mas os que passam desse período têm resultados duradores.

Outra questão é a da metodologia, tema da palestra de Eric Santos no ano passado. “Lançamos a metodologia da máquina de crescimento para tentar fazer um passo a passo para os clientes. É um compromisso que temos, de continuar aprendendo e tirar insights cada vez mais relevantes para vocês utilizarem em seus próprios caminhos.”

Além disso, é importante informar que só fazer Marketing Digital não funciona – não é à toa que durante o RD Summit também são abordados temas sobre vendas e Customer Success. “Isso aprendemos para o nosso próprio business: se a gente não tivesse uma estrutura proativa de entrega de sucesso para os clientes, estaríamos criando um gargalo no crescimento.” Da mesma forma, uma estrutura de vendas proativa consegue converter cada vez mais as oportunidades que o marketing gera.

Novo RD Station

O crescimento é difícil de gerenciar sem tecnologia. “Todo foguete precisa de uma estação de controle, e a RD investiu muito em produto em 2016, mais do que todos os outros anos somados.” Neste ano, foi criado um playbook interno, houve reestruturação interna do time e da arquitetura e uma série de melhorias. A série de mudanças era tão ampla que passou a se chamar de Novo RD Station.

A nova versão do RD Station inclui uma série de mudanças, como novo dashboard, mais integrações e a internacionalização do produto, que ganhou versões em inglês e espanhol. Você pode ver todas as mudanças implementadas no Station neste post.

Planos para o futuro

“Para mim, esse nosso ecossistema, que aprendeu a transformar o processo de marketing e vendas para educar clientes, agora precisa crescer”. Por isso, a missão da RD mudou também – agora, é mais ampla, e consiste em ajudar empresas a crescerem de forma previsível, sustentável e escalável, criando seus próprios foguetes.

Neste ano, estão nos planos o lançamento de uma comunidade para discutir temas de Marketing Digital e institucionalizar os seminários executivos – que já são feitos de maneira informal, quando as pessoas vão visitar a RD para ver como a empresa funciona -, tornando-os mais estruturados.

No programa de parcerias – que hoje tem 800 agências parceiras e é fundamental para entregar sucesso para determinados tipos de clientes -, tem-se identificado necessidades específicas, que devem ser melhor atendidas. Além disso, a RD deve continuar investindo no seu time de talentos.

A ideia é triplicar o investimento em cima do time de produto no próximo ano. “Isso porque comemos da nossa própria ração, também somos usuários do RD Station e dependemos disso para viver, então várias dores que vocês vivem no dia a dia nós também vivemos”. O plano também está alinhado com o exercício que a RD tem feito de pensar a empresa para 2020 – uma das ambições é ser a plataforma líder em automação de marketing para países emergentes.

Eric Santos também anunciou o aporte de R$ 62 milhões de investimentos recebidos pela RD. Juliano Seabra, da Endeavor, uma das empresas que participaram da rodada de investimentos, acrescentou: “a gente fala muito de crescimento em um país em que cada vez que se fala de crescer vem alguém dizer que não é legal. Só que a gente tem dados que falaram que menos de 1% dos empreendedores é responsável pela criação de quase a metade das novas empresas brasileiras – 30 mil empresas que geram 3 milhões de empregos”.

Para ele, essas novas empresas enfrentam dificuldades como a falta de pessoas a fim de empreender no Brasil, falta de conhecimento, trabalho solo e falta de capital. Ele acredita que é importante entender que a criação de novas empresas traz benefícios para a sociedade em geral, pelos empregos e pelas tecnologias que elas geram.

“Acho que é importante para a gente como movimento e para o ecossistema de empresas de tecnologia do Brasil. Isso permite que a gente invista mais e ajude a crescer esse movimento. Quanto mais forte ele for, melhor será para todas as empresas envolvidas, porque a maré sobe e leva todas as empresas junto. A gente quer ajudar você no seu plano de empresa 2020, ajudar você a crescer e a fazer seu próprio foguete”, concluiu o CEO da Resultados Digitais.

Este texto foi baseado na palestra de Eric Santos no RD Summit 2016. Veja abaixo a palestra na íntegra:

Marcadores:

Deixe seu comentário