Blog de Marketing Digital de Resultados

ūüďä M√©tricas para blog: o que medimos e como analisamos os resultados do blog da RD

Confira alguns dos indicativos que mensuramos no blog da Resultados Digitais ‚ÄĒ e por que os utilizamos

Est√° sem tempo de ler agora? Que tal ouvir o artigo? Experimente no player abaixo!

 

 

 

Para manter um blog de qualidade √© preciso ir al√©m da qualidade do conte√ļdo: √© preciso entender os resultados que esses conte√ļdos est√£o trazendo para o seu neg√≥cio. E a melhor maneira de fazer isso √© metrificando esses resultados.

Como j√° falei em outro artigo aqui no blog, ‚Äúseja um cara do conte√ļdo, mas aprenda a gostar de n√ļmeros‚ÄĚ.

Ao contr√°rio das a√ß√Ķes de marketing tradicional, as estrat√©gias de Marketing Digital podem ‚ÄĒ e devem ‚ÄĒ ser mensuradas para entendermos os resultados e podermos trabalhar em melhorias quando necess√°rio.

Mesmo que voc√™ pense que os posts do blog de sua empresa s√£o de √≥tima qualidade, voc√™ vai precisar metrificar para comprovar os resultados. Aqui entra um pouco de ci√™ncia e de ‚Äúexatas‚ÄĚ que o profissional de conte√ļdo precisa ter. √Č preciso que voc√™ encontre as m√©tricas para identificar o sucesso dos artigos.

Mas √© preciso tomar cuidado para n√£o se prender apenas √†s chamadas ‚Äúm√©tricas de vaidade‚ÄĚ ‚ÄĒ que n√£o influenciam nos resultados da empresa ‚ÄĒ e mensurar aquilo que realmente √© um indicativo importante.

Neste post, vou mostrar alguns dos indicativos que mensuramos no blog da Resultados Digitais ‚ÄĒ e por que os utilizamos.

Caso você queira saber mais sobre outras práticas internas do blog da RD, baixe o eBook Como a RD faz: o dia a dia do blog.



Como a RD faz: O dia a dia do blog

Descubra como fazemos o planejamento, produ√ß√£o, distribui√ß√£o e an√°lise de nossos conte√ļdos e veja como criar um blog de sucesso para o seu neg√≥cio

1. N√ļmero de posts

√Č a quantidade de posts que publicamos em determinado per√≠odo de tempo.

No caso da RD, medimos o n√ļmero de posts por m√™s. Essa m√©trica nos ajuda a controlar a produ√ß√£o de conte√ļdo e tamb√©m a planejarmos o calend√°rio e as demandas do pr√≥ximo m√™s.

Quando percebemos que o n√ļmero baixou, √© preciso organizar melhor as demandas do m√™s para que n√£o falte conte√ļdo em nenhum dos dias nos quais nos comprometemos a publicar.

2. N√ļmero de autores

√Č a quantidade de colaboradores/convidados que publicam no blog. Tamb√©m mensuramos este dado mensalmente.

√Č outra m√©trica que ajuda a entender como est√° o engajamento dos colaboradores e parceiros. Um baixo n√ļmero de autores pode indicar que h√° falta de engajamento e/ou de organiza√ß√£o na demanda por pautas.

Fazemos essa mensura√ß√£o pois temos uma cultura de out-teach muito forte aqui na Resultados Digitais. Acreditamos que o conte√ļdo que ‚Äúvem de dentro‚ÄĚ, aquele que parte do aprendizado e da experi√™ncia pr√≥pria, √© muito mais valioso do que o conte√ļdo ‚Äúpesquis√°vel‚ÄĚ na internet.

Leia mais sobre isso no post Como engajar toda a empresa na produ√ß√£o de conte√ļdo.

3. Pageviews

S√£o as visualiza√ß√Ķe de p√°ginas de um site ou blog.

Atenção: pageviews são diferentes de visitas!

Para ficar claro: em uma visita, voc√™ pode ter mais de um pageview em uma mesma p√°gina ‚ÄĒ isso vai apenas depender de quantas vezes o usu√°rio entrou nela.

De qualquer forma, mensurar pageviews é importante para identificar, por exemplo, quais são as páginas mais acessadas.

Isso nos d√° insights sobre quais tipos e temas de conte√ļdos devemos focar e o que podemos fazer para melhorar aqueles cujas pageviews n√£o est√£o satisfat√≥rias.

4. Usu√°rios √ļnicos

Usu√°rio √ļnico √© o visitante que, se j√° entrou em determinado site e teve um cookie instalado em seu computador, contabilizar√° como o mesmo visitante em diferentes ocasi√Ķes.

Dessa forma, é possível saber quantos visitantes um site teve sem contar o mesmo usuário mais de uma vez.

Usamos essa m√©trica para acompanhar o n√ļmero de visitantes no blog, detectar quando h√° altera√ß√Ķes bruscas e qual o motivo destas altera√ß√Ķes.

5. Convers√Ķes

O n√ļmero total de convers√Ķes que o post gerou, tanto via links internos como via pop ups.

Essas convers√Ķes variam e podem ser tanto o download de um material rico como a inscri√ß√£o em nossa newsletter.

6. Taxa de convers√£o

A taxa de convers√£o √© a porcentagem de visitantes que realiza uma convers√£o. Por exemplo, se um post teve 100 visitantes e 20 convers√Ķes, isso significa que a taxa de convers√£o √© de 20%.

Aqui é válido lembrar que nem todos os posts serão reis da conversão. Mas há algumas técnicas que você pode aplicar para aumentar essa taxa em seu blog.

Falamos mais sobre isso no post Content Upgrade: Como produzir posts com altas taxas de convers√£o + 6 dicas e exemplos reais.

7. Taxa de rejeição

A taxa de rejei√ß√£o ‚ÄĒ ou bounce rate ‚ÄĒ √© um n√ļmero expresso em porcentagem e indica quantos visitantes acessaram uma √ļnica p√°gina do site de sua empresa e em seguida sa√≠ram, sem continuar a navega√ß√£o em uma pr√≥xima p√°gina. Cada vez que isso acontece √© contabilizada uma rejei√ß√£o.

Leia mais sobre isso nos posts:

8. Tr√°fego por canal

Quando alguém acessa o seu site, certamente veio de algum lugar da internet. Buscamos saber de qual canal os visitantes do blog da RD são provenientes. Isso é importante para podermos priorizar os canais que necessitam de otimização.

Aqui na RD, medimos sempre o tr√°fego dos seguintes canais:

  • Busca org√Ęnica
  • Social
  • Refer√™ncia
  • Email
  • Direto

Com os resultados voc√™ consegue acompanhar quais canais tiveram crescimento e quais tiveram queda, e a partir desses n√ļmeros tra√ßar estrat√©gias de otimiza√ß√Ķes.

Leia mais sobre isso no post Como aproveitar melhor cada canal de Marketing Digital

Conclus√£o

Essas métricas são analisadas semanalmente no Google Analytics e no RD Station e reportadas mensalmente para a diretoria de marketing. A análise é feita de forma geral (dados de todo o blog) e específica (dados de cada post publicado no mês).

Al√©m de analisar os resultados dos posts do m√™s, analisamos tamb√©m os melhores posts, independentemente da data de publica√ß√£o. Assim, conseguimos identificar quais posts est√£o gerando mais tr√°fego org√Ęnico, quais est√£o tendo uma taxa de convers√£o baixa (ou alta) e tirar insights para otimiza√ß√Ķes futuras.

Outra ação que realizamos aqui é, sempre no início do mês, enviar um relatório resumido para toda a empresa com os posts publicados e quantos acessos cada post teve. Assim, os colaboradores conseguem visualizar qual foi a repercussão de seus artigos.

E você? Quais métricas você usa para mensurar os resultados de um blog? Compartilhe com a gente nos comentários!

Marcadores:

Deixe seu coment√°rio