Blog de Marketing Digital de Resultados

O que é o Redirect 301 e por que ele é um bom amigo do profissional de Marketing

Post escrito por Cristiano Silveiro:

Em linhas gerais, o Redirect 301 é uma instrução no servidor que informa que a Página A agora é a Página B, de forma que quando o visitante acessar a Página A será automaticamente remetido para o endereço da Página B.

É através desse mecanismo que quando você acessa bancoreal.com.br cai em santander.com.br e também quando você acessa www.resultadosdigitais.com.br cai em resultadosdigitais.com.br.

Mesmo fazendo parte do universo técnico, o Redirect 301 é uma ferramenta que todo profissional de Marketing deve conhecer, já que ela pode ter forte impacto na experiência do usuário e também nos resultados da sua empresa em ferramentas de busca.

O que são esses códigos numéricos como 301, 404 e o que querem dizer

Quando você digita uma URL em seu navegador, ele vai até o servidor web, onde a página esta hospedada, e tem a intenção de buscar o conteúdo que ali estiver. O servidor, por sua vez, retorna com um código para seu navegador. Normalmente este código é HTTP 200, que significa que sua página está ok e dessa forma o site é carregado normalmente. Alguns outros códigos de retorno:

  • 500 – Internal Server Error – indica uma falha interna no servidor. Há diversas razões que podem resultar neste erro, como por exemplo, erros de permissões na leitura ou ainda uma falha na estabilidade do site;
  • 404 – Page not Found – indica que a página não foi encontrada. Isso significa que o arquivo (página) hospedado neste servidor não foi encontrado, comentaremos mais abaixo sobre esse erro e como resolvê-lo;
  • 302 Temporary redirect – é um redirecionamento de uma página para outro endereço, mas com indicação de caráter temporário, não permanente.

Entre esses códigos, está o 301, que informa ao seu navegador que a página ou site acessados mudaram permanentemente de endereço;

Uma forma simples de identificar qual o código que um endereço retorna é inserir esse endereço no HTTP Header Checker, ferramenta gratuita dos nossos amigos da Agência Mestre:
http://www.agenciamestre.com/ferramentas-seo/http-header-checker/

Por que e quais os principais casos em que os Redirects 301 devem ser utilizados

O principal motivo para utilizar o redirect 301 é que ele transmite quase que integralmente a autoridade do antigo endereço para o novo, o que não acontece com o redirect 302 ou com redirecionamentos feitos por meio de javascript.

Por isso, são 3 as situações mais comuns em que o redirect 301 faz todo sentido:

Migração de páginas que não existem mais (erro 404):
Em alguns casos, é natural que você queira que uma página, uma campanha ou algum outro conteúdo do seu site deixe de existir. E só tirar esse material do ar não vai manter o site com a melhor experiencia possível ao seu visitante, já que ao visitar algum desses endereços o usuário vai receber o famoso aviso “páginas não encontradas” (erro 404).

Nesse caso, o ideal é redirecionar o usuário para alguma outra página que seja mais amigável, de preferência com conteúdo relacionado ao antigo.

Migração de sites
Há casos em que a intenção não é mudar só uma página: é mudar um site inteiro!

A SEOmoz há algum tempo mudou seu nome para Moz. Com isso, vem o trabalho de passar todo o site para o novo endereço. Como já tinham muita autoridade no endereço antigo e queriam transmitir isso para o novo, o redirect 301 acabou sendo a alternativa perfeita.

Todos que acessam o endereço antigo já caem na página nova e o Google entende e valoriza o site novo da mesma forma como faria com o antigo.

Evitar conteúdo duplicado
Sabia que www.suaempresa.com.br e suaempresa.com.br são endereços diferentes? Pelos olhos do Google, isso pode ser caracterizado como conteúdo duplicado, além de diluir a autoridade das páginas. Isso não é nada bom, certo?

É por isso que na Resultados Digitais, ao entrar no endereço www.resultadosdigitais.com.br, há um redirect 301 que te leva ao endereço resultadosdigitais.com.br. Dessa forma, conseguimos levar os usuários que digitam de maneira diferente para a mesma página e unificar a autoridade delas perante o Google.

Se o seu site não faz isso, agradeça: são grandes as chances de seus resultados melhorarem muito quando o problema for corrigido.

Como o Google encara o 301 Redirect

No video abaixo temos a explicação de Matt Cuts, o principal responsável pelo time de Webspam do Google (que responde por boa parte das alterações de algoritmo da ferramenta), explicando como o Google enxerga o redirect 301:

Redirecionei corretamente as páginas do meu site?

Uma forma de saber se o redirect 301 está funcionando é utilizar a ferramenta do HTTP Header Checker que indicamos nesse artigo.

Outro diagnóstico eficiente é usar a Google Webmaster Tools, uma excelente ferramenta para análise geral do site.

Se as páginas não forem corretamente redirecionadas, haverá um aumento, indicado no GWT, de páginas não encontradas – erro 404. Este aumento do numero de páginas não encontradas ao longo prazo vai reduzir o ranking do seu site, já que o mesmo não oferece uma boa experiência para o usuário.

Fica fácil identificar ali quais endereços não foram ajustados e precisam ser redirecionados também.

Como fazer o redirecionamento 301

Como indicamos, o redirecionamento 301 é feito no servidor, por isso vai depender bastante do tipo de servidor que sua empresa usa.

Esse aspecto mais técnico os profissionais de marketing não precisam necessariamente conhecer, mas caso queira indicar para o seu desenvolvedor, há um bom guia no endereço abaixo:
http://www.webconfs.com/how-to-redirect-a-webpage.php

Marcadores:

Deixe seu comentário