Blog de Marketing Digital de Resultados

O verdadeiro tráfego vindo do Twitter

Todo mundo que trabalha há algum tempo com Marketing Digital sabe que o Twitter é uma ótima fonte de tráfego para os sites. Da mesma forma, um problema já conhecido por muitos é que era difícil (para não dizer impossível) saber qual era a exata contribuição do Twitter para o bolo total.

Recentemente o Twitter implementou algumas mudanças importantes para consertar isso e que provavelmente vão surpreender quem acompanha periodicamente os relatórios de Analytics.

Por que era difícil saber qual era o tráfego vindo do Twitter?

Sem entrar em muitos detalhes técnicos, pela forma como a grande maioria das ferramentas de analytics funciona – incluindo o Google Analytics – apenas eram computados como tráfego do Twitter os visitantes que vinham do site Twitter.com. Todo o tráfego vindo de pessoas que usam o Twitter através de aplicativos desktop e mobile (ex. do próprio Twitter, Tweetdeck, Seesmic, Hootsuite, etc.) era computado como tráfego direto.

Como estima-se que apenas entre 25 a 40% do uso do Twitter aconteça no site Twitter.com, o tráfego total vindo do Twitter geralmente era subestimado (da mesma forma como o tráfego direto geralmente é superestimado).

Algumas ferramentas como Clicky, Chartbeat ou bit.ly tentavam prover essa informação por outras formas, mas além de não serem 100% precisas, traziam para as pessoas o inconveniente de ter que acompanhar mais uma coisa à parte para saber de fato o que está acontecendo e então tomar decisões.

Como o Twitter mudou isso?

Desde a semana passada o Twitter passou a “empacotar” todos os links que trafegam na sua rede dentro do seu domínio http://t.co , independente de como o link é visto e de onde ele é clicado. Apesar da justificativa oficial ser a necessidade de proteger os usuários de links maliciosos, o efeito colateral foi que agora o Google Analytics passou a computar corretamente todo o tráfego vindo do Twitter.

Isso teve efeito quase que imediato nos relatórios de grande parte dos sites. Do dia para a noite o Twitter (Twitter.com + t.co) passou a aparecer como a principal fonte de tráfego nos sites de referência.

É o que aconteceu aqui no blog da Resultados Digitais, por exemplo. Enquanto o Twitter.com ficava variando entre o segundo e terceiro lugar nas nossas fontes de tráfego via links, sempre atrás do Facebook, agora o Twitter representa mais do que o triplo do tráfego do Facebook. A imagem abaixo ilustra as nossas três principais fontes de tráfego (sites de referência) dos últimos quatro dias.

Fontes de tráfego - Twitter vs Facebook

Bônus: Como saber qual tweet e usuário trouxe mais tráfego?

Como bem frisado neste post do TNW, outra coisa interessante dessa modificação é que agora é possível saber pelo Google Analytics especificamente quais são os tweets que mais trouxeram tráfego no período. Ainda no exemplo acima, ao entrarmos em mais um nível na fonte  t.co , temos o seguinte detalhamento:

Detalhes da fonte Twitter

Só essa informação não ajuda muito, mas agora vem o “truque”. ;)   Para saber quem deu aquele tweet, pegue o link específico e insira na busca do Twitter.  Continuando no nosso exemplo, ao pesquisar o link  http://t.co/MG6yWV7  no Twitter, chegamos ao seguinte Tweet:

(a propósito, obrigado pessoal do @pontomarketing)

E aí? Alguém mais reparou essa mudança nos seus relatórios de analytics?

Marcadores:

Deixe seu comentário