• Marcus

    Acabou a era dos MAD MAN, onde a via de comunicação era unilateral!

    Hoje a forma de se comunicar e muito mais pela receptividade do seu conteúdo, pois não adianta termos profissionais que pensem em ser a voz da marca.

    Uma coisa que se pode ser usada e as mídias de massa promover seu conteúdo on-line! Pois os 30′ ainda tem muito efeito na forma trazer mais usuários para suas ações.

  • Marcos

    Sem dúvida essa é a tendência. No entanto, como fazer é a questão. Falar de um produto e uma marca sem fazer publicidade é coisa difícil pois sempre que há uma notícia o sujeito não se preocupa muito em tomar decisões de compra.

    Um caminho poseria ser de, ao invés de falar do produto, contar uma experiência que ele trouxe diferente.

    Abs

    • http://twitter.com/andresiqueira André Siqueira

      Oi Marcos!

      Sua observação foi bem interessante. A gente tem falado mais sobre o “porquê” do que o “como” aqui no blog, mas vamos chegar lá.

      Não acredito que haja grandes problemas em citar o produto. O que não faz mais sentido é atuar em um blog ou mídia social como se atua nas mídias tradicionais: empurrando o produto, mostrando porque ele é melhor que a concorrência, etc.

      Se sua mensagem for relevante, não há problema em expor o produto.

      Exemplificando, a Gillette ensina a fazer a barba em um vídeo do Youtube: http://www.youtube.com/watch?v=JWZdEbnWN8M

      Ela foi realmente útil para o usuário, é uma abordagem diferente da propaganda que eles costumam usar na TV por exemplo, com a mensagem de que as lâminas fazem um barbear mais rente e suave, vendendo claramente o produto.

      Mesmo para casos em que o produto não aparece claramente no post, vídeo, twitt ou que quer que seja, o potencial cliente já vai convivendo com a marca. Quando ele se depara com o produto, há aquele sentimento de familiaridade e confiança.

      Recomendo esse post que escrevi alguns dias, é complementar a este e dá mais algumas dicas sobre como fazer:
      http://sistemarketing.com.br/blog/conteudo-vale-mais-que-dinheiro-nas-midias-sociais/

      Abcs,

      André Siqueira
      SisteMarketing

  • Maria da Conceição Santos Soares

    Marcos,
    Concordo em tudo que você disse. Eu só uso o e-mail e também repasso alguns que recebo, quando os acho interessantes.
    Conceição

  • Pingback: Como desenvolver um aplicativo iPhone – Parte 2 – Conteúdo | Praesto Convergence

  • Marcelo – guroo

    Interessante o texto… realmente, temos sentido na pele esta mudaçna de cultura inclusive. Estamos lançando a plataforma social de eventos, o guroo, e estamos tendo que aprender com os erros de divulgação. Dia apoś dia a gente entende, refaz, planeja, altera nossa estratégia de publicidade e divulgação. http://www.guroo.com.br

  • marcilio guimaraes

    Só achei que o título está errado, talvez pra chamar a atenção. Isso tudo que foi falado trata-se de publicidade ou marketing 1.0 e nao de Marketing tradicional.

    • http://twitter.com/andresiqueira André Siqueira

      Obrigado pelo comentário, Marcilio.

      É só questão de nomeclatura mesmo. Chamamos de marketing tradicional porque é o modelo mais utilizado nas mídias tradicionais.

      Um abraço,

      André Siqueira
      Resultados Digitais

  • Denis

    A mídia tradicional ainda detém o poder, mas o artigo faz muito sentido, visto que esta ocorrendo uma mudança comportamental, mas mesmo na internet ainda há muita “intromissão” (banners invasivos, anúncios em lugares inusitados, e-mails, enfim) práticas antigas em um ambiente novo. Sinceramente me irrito com certas práticas na web…

  • Pingback: Os 10 erros mais comuns de empresas iniciantes no Twitter

  • Pingback: Os 10 erros mais comuns de empresas iniciantes no Twitter | Sites e E-commerces BIG HOUSE WEB

  • http://twitter.com/MauroLeray Mauro Leray

    Concordo com o Marcílio. Nota-se total falta de conhecimento sobre o real conceito de Marketing e acaba-se partindo do senso comum. É lógico que o marketing tradicional não se encaixa na internet. O modelo mais efetivo para este canal, por ora, continua sendo os 8 P’s do Conrado Adolpho. Mas Marketing não é apenas propaganda! Passa por fários fatores chaves como desenvolvimento de produtos, segmentação e clusterização, administração da demanda e dos ambientes de Marketing, gerenciamento de CVP, desenvolvimento de estratégias de diferenciação e posicionamento e etc. No Marketing, se cria, comunica e entrega bens, serviços ou idéias. Não pode-se tratá-lo apenas como a comunicação destes. Abraços.

    • http://twitter.com/andresiqueira André Siqueira

      Oi Mauro,

      Com certeza o Marketing vai muito além da propaganda e dá pra dizer inclusive que, diferentemente da publicidade, muitas das coisas que o marketing envolve tiveram pouquissimas modificações ao longo do tempo.

      No entanto, é muito comum no mercado de marketing digital falar de marketing tradicional como sendo a publicidade de antigamente. Não é a nomeclatura adequada, mas é utilizada e as pessoas entendem. Foi por esse motivo que usamos no post.

      Pode relevar e encarar como publicidade mesmo.

      Valeu pela participação!

      Abs

  • Guest

    Na verdade, eu não acho que seja assim. Na internet você pode ser interrompido sim. Muitos sites abrem pop-ups com propagandas, isso com certeza é uma interrupção, mesmo

    • http://sophiamadchen.tumblr.com/ Sophia Madchen

      mas muitas vezes podem ser driblados por bloqueadores, muito comuns hjs em dia

  • Pingback: 7 Blogs e autores que respeito!

Back to top