Blog de Marketing Digital de Resultados

Por que sua empresa deve investir no Facebook (e esquecer o Google+ por enquanto)

Descubra por que sua empresa deve investir no Facebook cada vez mais e deixa o Google+ um pouco de lado. Não perca tempo e confira.

Com tanto barulho em torno do Google+ nos últimos dias, deveríamos pegar carona e falar dele aqui no blog, certo?

Bom, não é como pensamos na Resultados Digitais. Acompanhar de perto as tendências é importante, mas mais importante do que isso é retorno sobre o esforço investido, e nesse caso o Facebook por enquanto está bem na frente.

O Facebook já é a segunda fonte de tráfego do nosso site (atrás somente das buscas no Google), e isso que nós mal começamos as ações na nossa página por lá. (A propósito, que tal curtir e acompanhar os conteúdos que publicamos na página da Resultados Digitais no Facebook?)

A primeira justificativa para isso é simples: números! O Facebook é a maior rede social do mundo e possui 700 milhões de usuários, enquanto o Google+ ainda não possui nem 5% disso. Mais, mesmo as pessoas que já estão no Google+ ainda não têm o mesmo engajamento que possuem no Facebook.

Claro que isso pode mudar em algum tempo, mas por enquanto podemos dizer que sua empresa está deixando dinheiro na mesa se não está investindo no Facebook.

Ainda não está convencido?  Deixo mais algumas justificativas abaixo:

Mais um (ótimo) canal de distribuição

Uma das atividades básicas do Marketing Digital é produzir conteúdo. Porém, não basta publicá-lo no seu site/blog e esperar que as pessoas cheguem por mágica. Sua empresa precisa promovê-lo, e neste ponto quanto mais Alcance (seguidores, fãs, assinantes, etc.) a sua empresa possui, melhor.

Até pelos números apresentados acima, a página da empresa no Facebook é um excelente canal de distribuição de conteúdo e informações da empresa.

(Lembrando: empresas devem ter páginas, e não perfis no Facebook)

Caráter viral

O Facebook investe muito em ferramentas que permitem que os usuários espalhem bons conteúdos para seus amigos, tanto dentro quanto fora do próprio Facebook.

Em particular, há uma que “pegou” de fato: o botão Curtir. É uma forma muito fácil e rápida dos usuários demonstrarem que gostaram do conteúdo (e espalharem para seus amigos), e por isso grande parte blogs hoje já o usam, inclusive a gente ;) (se ainda não reparou, basta olhar na parte de cima deste post).

Comprovação social (social proof)

Quando uma pessoa “Curte” um post, um site ou uma página no Facebook, essa informação fica disponível para seus amigos quando eles visitam aquele endereço.

Isso tem um impacto muito grande no estabelecimento da confiança com o novo visitante. Por exemplo, se eu entro em um post e vejo a recomendação de amigos como na figura abaixo, dificilmente vou deixar de conferir o conteúdo.

Além disso, o Facebook ainda oferece o Like Box, que é uma caixa que você pode colocar no site para mostrar as pessoas que curtiram a sua página. Basta olhar aqui na coluna da direita para conferir como essa caixa funciona.

Espaço menos lotado que o Twitter

Já falamos algumas vezes aqui o quanto o Twitter é bom para negócios. No entanto, acompanhar o conteúdo no Twitter funciona como ver o curso da água de um rio. Só se você está lá na hora, você vê. As pessoas não costumam olhar o que já passou e isso fica perdido. Esse fato tem sido agravado pelo fato das pessoas estarem seguindo cada vez mais gente.

O Facebook, além de ter menos ruído que o Twitter, utiliza um algoritmo para priorizar o que aparece na tela, ou seja, a chance do seu conteúdo ser de fato visto pelas pessoas que Curtem a sua página é maior, especialmente se o conteúdo é bom e foi promovido por outras pessoas.

Mais fácil de gerenciar e expandir conversas

Também comparando com o Twitter, quando você engaja em uma conversa com alguém, a sequência das mensagens fica mais fácil de ser vista e acompanhada por terceiros.

Ou seja, é mais provável que outros entrem e ampliem a conversa.


Apesar do título provocativo do post, a intenção não era comparar o Facebook com qualquer outra rede, mas sim justificar o porquê de se iniciar e intensificar o trabalho por lá.

Em posts futuros vamos falar sobre boas práticas de Marketing no Facebook, mas se sua empresa ainda não tem uma página lá, sugerimos que comece uma o quanto antes.

Marcadores:

Deixe seu comentário