Blog de Marketing Digital de Resultados

Os títulos caça-cliques estão com os dias contados no Facebook

A empresa criou filtros similares aos de spam que irão identificar páginas e domínios que estão fomentado essa prática, considerada nociva pelo Facebook.

Você não vai acreditar na surpresa que essa mulher fez para o aniversário de seu namorado.

Dois homens conversam durante a abertura da Copa e o que acontece depois é inacreditável.

A receita secreta para você emagrecer 5kg em uma semana sem fazer exercício físico e sem sair de casa.

Você já deve ter visualizado muitos links no Facebook com títulos parecidos com os exemplos acima. Esses são os títulos popularmente conhecidos como click-baits, ou caça-cliques, como falamos no Brasil.

Durante muito tempo, algumas fan pages utilizaram dessa estratégia para gerar mais tráfego para um site via Facebook. É uma estratégia que realmente funcionou muito durante um tempo, pois instiga a curiosidade da audiência, que é obrigada a clicar no link para entender o que esse título está querendo realmente dizer.

Mesmo funcionando para algumas empresas, o Facebook nunca escondeu que essas publicações não fazem parte da experiência que a rede social quer entregar para seus usuários.

Em 2014, o Facebook já começou a diminuir o alcance desses links no feed de notícias.

E agora, em agosto de 2016, anunciou em um comunicado oficial que está tomando medidas ainda mais drásticas para combater essa estratégia.

Essa atualização não aconteceu “do nada”. O Facebook analisou inúmeros feedbacks dos usuários e identificou que as pessoas querem ver menos publicações com títulos caça-cliques.

São, segundo o Facebook, publicações que intencionalmente omitem informações cruciais ou enganam as pessoas, forçando-as a clicarem no link para descobrir a resposta. Muitas vezes, a publicação nem mesmo dá a resposta, gerando expectativas frustradas para o usuário.

Isso vai contra os valores do Facebook – que é, segundo a própria empresa, criar uma comunicação autêntica na plataforma.

Como o Facebook vai reduzir as publicações caça-cliques

Tudo começou com a atualização em 2014, quando o Facebook começou a reduzir a distribuição de posts nos quais as pessoas clicavam e rapidamente voltavam para o feed de notícias.

Mesmo com a ajuda da atualização, a empresa continuou vendo páginas publicando manchetes caça-cliques e continuou recebendo o feedback das pessoas. Os usuários querem decidir como querem gastar seu tempo e não perder tempo com um clique inútil, de acordo com o comunicado.

Para aprimorar esse filtro, o Facebook criou essa atualização no news feed. Agora, há um sistema que identifica frases que são comuns em títulos caça-cliques.

Primeiro, foram identificadas dezenas de milhares de manchetes como caça-cliques, considerando dois pontos:

  1. Títulos que omitem informações necessárias para a compreensão do conteúdo do artigo;
  2. Títulos forçados e que exageram na dose, criando expectativas enganosas para o leitor.

Exemplos:

  • Ponto 1: Você não vai acreditar quem escorregou e caiu no tapete vermelho…
    • O que aconteceu? Quem caiu?
    • Em vez disso, use: Jennifer Lawrence escorrega e cai durante a cerimônia do Oscar.
  • Ponto 2: Bomba! Maçãs fazem mal para a saúde.
    • Maçãs podem fazer mal? Sim, mas só se você realmente devorar diversas maçãs diariamente.
    • Em vez disso, use: Saiba por que maçãs em excesso podem prejudicar sua saúde.

Partindo desse princípio, o sistema implementado pelo Facebook passará a identificar se um post tem essa característica de caça-cliques.

Além disso, o sistema identifica quais fan pages e quais domínios estão envolvidos nessas publicações. Dessa forma, tanto links postados ou compartilhados por páginas ou domínios que frequentemente publicam manchetes caça-cliques terão um menor alcance orgânico. Será algo similar aos filtros de spam.

A fórmula será usada no momento apenas para publicações em inglês. Mas, em breve, deverá ser adaptada para outros idiomas.

Qual o impacto da atualização em sua fan page

O Facebook antecipou dizendo que a maior parte das fan pages não sofrerão mudanças significativas no alcance de suas publicações.

Entretanto, como foi falado, se a sua página compartilha qualquer conteúdo caracterizado como caça-clique, aí sim, sofrerá uma queda no alcance.

A recomendação é que as páginas evitem essa estratégia. Por mais que, no início, gere bastante tráfego para o site de sua empresa, a longo prazo não se sustenta. Não só pela restrição que sua página poderá sofrer como também pela péssima experiência que isso passa aos seus leitores.

Para ajudar, o Facebook tem uma cartilha de melhores práticas de publicação. Algumas recomendações:

  • Use títulos que informem (e não omitem);
  • Use títulos que gerem expectativas apropriadas (e não frustradas);
  • Compartilhe links com notícias claras e precisas.

Aqui na Resultados Digitais, sempre que falamos das melhores práticas para o Facebook, falamos também da criação e compartilhamento de conteúdo autêntico e que passe uma boa experiência ao leitor.

Algumas dessas práticas foram publicadas no eBook Introdução ao Marketing no Facebook, disponível aqui para download gratuito. Leia e saiba como sua empresa pode começar a gerar resultados reais com o Facebook.

Marcadores:

Deixe seu comentário