Blog de Marketing Digital de Resultados

Transmissão de webinar ao vivo: Como aumentar os resultados

Webinar é um ótimo formato de conteúdo para geração de Leads. Mas não basta fazê-lo: você também precisa pensar na experiência dos seus Leads, e em formas de melhorar o ambiente online onde seu Lead irá assistir à transmissão.

Webinar é um ótimo formato de conteúdo para geração de Leads. Comparado a um eBook, por exemplo, é um formato relativamente barato de ser feito. No caso de webinar ao vivo, a vantagem só aumenta: é um conteúdo que dificilmente sofrerá atrasos, uma vez que, assumido o compromisso de apresentá-lo, ele deverá acontecer de uma forma ou de outra.

Particularmente, eu gosto de webinars por dois motivos implícitos:

  • É uma ótima forma de engajar diretores e outros especialistas da empresa que dificilmente conseguem alocar tempo para escrever no blog da empresa ou produzir algum outro tipo de conteúdo;
  • É um conteúdo que pode ser reaproveitado para dar origem a outros formatos: eBooks, posts no blog, infográficos, apresentações no SlideShare, podcasts etc.

Acontece que não basta apenas marcar o webinar, lançar para a base, preparar uma apresentação e, no dia, apresentá-lo.

Você também precisa pensar na experiência dos seus Leads, mais especificamente no ambiente online onde seu Lead irá assistir à transmissão.

Neste post, vou compartilhar uma estratégia que apliquei nos webinars da Resultados Digitais em meados de 2015 e que nos permitiu gerar muitas oportunidades de negócio e aumentar o engajamento de nossas transmissões desde então.

Por que se preocupar com o ambiente onde o webinar será assistido

Como disse, os webinars sempre fizeram parte da nossa estratégia – tanto os webinars gravados quanto os ao vivo.

No caso dos nossos webinars ao vivo, a ferramenta que usamos desde o início para transmiti-los é o Hangouts on Air do Google.

Para esses eventos, seguíamos nosso processo padrão de lançamento de um novo webinar, pontuado aqui de forma resumida:

  • Criar a Landing Page para inscrição;
  • Promover a Landing Page por email e mídias sociais;
  • No dia, criar o evento no Hangouts on Air;
  • Enviar por email o link do evento para quem se inscreveu.

Nesse caso, o ambiente padrão onde o Lead assistia ao webinar era uma página dentro do Google+:

Transmissão de webinar ao vivo

Mais recentemente, com a mudança do Hangouts on Air para o Youtube Live, a interface padrão para transmitir um webinar virou o próprio Youtube.

Entra em cena a briga pela atenção

Independentemente da ferramenta que você utiliza para transmitir seu webinar, o importante é o ambiente onde você vai distribuir esse vídeo.

Digo isso porque, em um webinar, é interessante que você mantenha a atenção do seu Lead durante grande parte da transmissão, de preferência até o final.

E, falando em atenção, é especialmente difícil mantê-la quando, em um site como o Youtube, você tem diversos outros vídeos brigando por essa atenção e se aproveitando do tráfego do seu webinar:

Transmissão de webinar ao vivo

Ruim, não é mesmo?

O que fazer para contornar

Com esse problema nas mãos, resolvemos fazer o seguinte teste: embedar (incorporar) o vídeo ao vivo em uma página do nosso site.

A premissa era de que teríamos maior controle sobre o conteúdo da página e, ao invés de levar o Lead para um ambiente externo, ele seria levado para nosso próprio ambiente, onde teríamos controle sobre o que ele vê.

Fizemos, então, uma página para a transmissão utilizando o criador de Landing Pages do nosso software, o RD Station. É importante citar aqui que, se você utiliza outra ferramenta, ou tem um programador para fazer “na unha”, a lógica é a mesma.

A primeira versão da nossa página de transmissão continha, além do vídeo incorporado, um espaço para comentários e um formulário com uma oferta relacionada ao webinar:

Transmissão de webinar ao vivo

Para os comentários, utilizamos o Disqus, mesma ferramenta que utilizamos aqui no blog e que permite comentários ao vivo, que são carregados sem a necessidade de recarregar a página.

O teste foi bom e, pelo fato de podermos duplicar facilmente essas páginas, adotamos esse formato como padrão para nossas transmissões.

Depois desse modelo, nós já tivemos também algumas variações, todas com o mesmo foco: aumentar o engajamento e os resultados a partir do webinar.

Por exemplo, outra variação de página que utilizamos para os webinars foi esta, com um Call-to-Action substituindo o formulário:

Transmissão de webinar ao vivo

Esta, com ofertas relacionadas das três empresas envolvidas na transmissão do evento:

Transmissão de webinar ao vivo

E esta, do Papo de Vendedor, cuja oferta relacionada é um vídeo com um estudo de caso de Inbound Marketing e uma oferta voltada para o fundo do funil:

Transmissão de webinar ao vivo

Outras vantagens de usar o próprio ambiente

Além de conseguir manipular a página para exibir somente os elementos que você deseja, essa estratégia ainda permite coisas como:

  • Utilizar códigos de remarketing como do Facebook Ads e Google AdWords para exibir anúncios a quem assistiu ao webinar;
  • Utilizar ferramentas como o Lead Tracking para saber quem assistiu ao webinar e inserir essa pessoa em um fluxo de automação de marketing;
  • Ainda com o Lead Tracking, caso um Lead qualificado assista ao vídeo, avisar o vendedor que o Lead está consumindo conteúdo naquele momento, aumentando as chances de sucesso na abordagem e na venda.

E muitas outras. É só pensar no que você pode fazer com a API do Youtube e um desenvolvedor.

O que esperar com essa estratégia?

Essa diferença de engajamento com o vídeo fica clara quando comparamos a taxa média de visualização do vídeo incorporado à Landing Page e o vídeo exibido no próprio Youtube:

Transmissão de webinar ao vivo

A duração média da visualização quase dobrou!

E não apenas o engajamento com o vídeo aumentou, como ainda, no caso das páginas com formulário, foram geradas muitas oportunidades de negócio:

Transmissão de webinar ao vivo

No caso acima, a oferta relacionada era um outro material, mas, como mostramos no post, também já utilizamos conversões de fundo de funil, como o bate-papo sobre Marketing Digital com um especialista e o teste gratuito do RD Station, as quais também obtiveram boas taxas de conversão e trouxeram Leads qualificados – e clientes – para o time de vendas.

Marcadores:

Deixe seu comentário