Blog AgĂȘncias de Resultados

Game of Thrones: 4 aprendizados de liderança retirados da sĂ©rie đŸ—Ąïž

É possĂ­vel retirar ensinamentos valiosos sobre liderança de Game of Thrones, uma das sĂ©ries mais famosas dos Ășltimos tempos; confira 4 deles neste post!

Em vez de ler, que tal ouvir o post? Experimente no player abaixo:

 

 

É muito difĂ­cil encontrar uma pessoa que nunca tenha ouvido falar da sĂ©rie Game of Thrones. Se vocĂȘ nĂŁo reserva um tempinho no domingo a noite para acompanhar os novos episĂłdios, com certeza vocĂȘ pelo menos conhece alguĂ©m ou tem um amigo que faz isso. NĂŁo Ă© Ă  toa que ela Ă© uma das sĂ©ries mais assistidas de todos os tempos.

A princĂ­pio, quando comecei a acompanhar a sĂ©rie no inĂ­cio de 2011, notei que poderia retirar dali alguns aprendizados de liderança e colocĂĄ-los em prĂĄtica no meu cotidiano. Nessa saga podemos encontrar liçÔes de superação, resiliĂȘncia, postura, aprendizado
 Enfim, a lista Ă© enorme.

Mas hoje o assunto Ă© liderança! Confira agora as 4 maiores liçÔes de liderança da sĂ©rie mais famosa dos Ășltimos tempos:

Os 6 principais desafios de gestĂŁo de agĂȘncias

Organização de processos? Sobrecarga dos sĂłcios? Contratação de profissionais? Saiba quais sĂŁo os maiores problemas enfrentados pelas agĂȘncias digitais brasileiras e como rebatĂȘ-los para ter sucesso em 2018

Lição 1: Não tome decisÔes baseadas exclusivamente na emoção (Jon Snow)

aprendizados de liderança com Game of Thrones

Para quem nĂŁo conhece ou nĂŁo se recorda, em Game of Thrones, a personagem Ygritte foi o calcanhar de Aquiles do nosso querido Jon Snow (vocĂȘ tambĂ©m pode chamĂĄ-lo de JoĂŁo das Neves, se preferir).

Resumidamente, Jon Snow sai para uma patrulha noturna com outros soldados mais experientes e são capturados pelos Selvagens. Nisso, ele acaba se apaixonando pela Ygritte, o que é contra o juramento que ele havia feito anteriormente quando iniciou como membro da patrulha da noite (atitude baseada na emoção).

Nesse exato momento, Jon colocou em cheque toda a sua lealdade, confiança e liderança, justamente por acabar de tomar uma decisão baseada totalmente pela emoção. Com isso, ele consequentemente colocou em risco a vida de vårias pessoas e a sua própria.

Posteriormente ele se vĂȘ em outra difĂ­cil decisĂŁo, na qual ele tem 2 opçÔes:

  1. Matar seu prĂłprio amigo e provar sua lealdade aos Selvagens
  2. Deixar que ele escape e avise a patrulha da noite que os Selvagens estĂŁo chegando

Para ser sincero, eu acreditava que ele optaria pela primeira opção, jå que sua paixonite se encontrava presente na cena e ele estava inteiramente apaixonado por ela. Mas não é isso que acontece. Jon Snow honra o seu juramento e deixa o soldado escapar para avisar a patrulha da noite que envie reforços o mais råpido possível.

Eles conseguem se proteger do ataque dos selvagens, mantendo todo o povo vivo. PorĂ©m, Ă© nĂ­tido os resquĂ­cios de uma Ășnica atitude mal tomada.

Dentre elas podemos citar:

  • Perda de soldados/colaboradores
  • Perda da confiança dos lĂ­deres e liderados (no decorrer da sĂ©rie ele sempre Ă© questionado por outros soldados)
  • Falta de confiança em si mesmo

Uma decisĂŁo mal tomada pode desencadear uma lista enorme de malefĂ­cios. Por isso, na sua agĂȘncia, Ă© muito importante ponderar todas as decisĂ”es, pois mesmo que consigamos remendar a situação, as consequĂȘncias sĂŁo inevitĂĄveis. Jon Snow que o diga, nĂŁo Ă© mesmo!

É sempre importante ponderar a razão e a emoção.

Lição 2: “Todo homem que precise dizer ‘eu sou o rei’ nĂŁo Ă© um rei de verdade” (Tywin Lannister)

aprendizados de liderança com Game of Thrones

Uma das frases mais marcantes da sĂ©rie Ă© de Tywin Lannister. Quando o jovem Rei Joffrey Baratheon ainda estava governando o reino de Westeros, era nĂ­tido o quanto ele necessitava dizer a seguinte frase “eu sou rei
” sempre que precisava justificar alguma atitude ou posicionamento expressivo.

Sempre ficou claro que o reinado dele foi construído através de medo, insegurança, falta de equilíbrio e também falta de sabedoria.

Isso ficou ainda mais claro quando seu avĂŽ Tywin teve que intervir na guerra chamada A Clash of Kings. Joffrey simplesmente sumiu do campo de batalha, causando danos Ă  moral da tropa da qual “governava”. EntĂŁo, Tywin e Tyrion Lannister tiveram que intervir com algumas tropas e estratĂ©gias de guerra, para que conseguissem vencer a batalha.

Trazendo para contexto das agĂȘncias

Utilizar a frase “eu sou o seu chefe e por isso vocĂȘ deve fazer isso ou aquilo” Ă© totalmente ineficaz, desestimulante e traz uma insegurança enorme para o liderado. É como se vocĂȘ estivesse fardado e precisasse dizer que Ă© um policial.

É necessĂĄrio ter postura, enfrentar as batalhas de frente, ser o primeiro a pensar em uma solução, colocar a mĂŁo na massa, reconhecer que estĂĄ errado, estar ciente das responsabilidades e nĂŁo hesitar em tomar determinadas decisĂ”es.

Enquanto na postura autoritåria (eu sou o rei/chefe) nós encontramos insegurança, medo, covardia, imposição e autoridade, em uma postura de líder podemos encontrar respeito, segurança, conquista de autoridade e confiança.

Quando o assunto é liderança, hå uma enorme diferença entre conquistar e impor o respeito da sua equipe.

Lição 3: Honre suas palavras e seus compromissos (Tyrion Lannister)

aprendizados de liderança com Game of Thrones

A famosa frase do próprio Tyrion Lannister já fala por si só: “Um Lannister sempre paga suas dívidas”.

Em praticamente todos os episĂłdios que o pequenino Tyrion aparece, ele sempre deixa bem claro que, nĂŁo importa o que aconteça, ele honrarĂĄ com seus compromissos – nem que isso lhe custe a sua vida, ou a de seu pai.

Especialmente quanto vocĂȘ estĂĄ em uma posição de liderança, Ă© muito importante que vocĂȘ honre com todas as suas palavras. Por isso, muito cuidado ao prometer algo a alguĂ©m.

Na sua agĂȘncia, a partir do momento em que tudo aquilo que vocĂȘ disser for realmente verdadeiro, vocĂȘ passa a ter trĂȘs fatores jogando a seu favor:

  • Comprometimento dos liderados
  • Confiança de todo o time
  • Segurança em saber que tudo aquilo que vocĂȘ disse Ă© vĂĄlido

Comprometimento, confiança e segurança Ă© o que vocĂȘ passa a conquistar a partir do momento em que sua palavra nunca volta atrĂĄs. Foi assim que Tyrion Lannister conseguiu chegar onde chegou.

ApĂłs uma longa jornada na sĂ©rie, depois de ter passado poucas e boas, ele passa a ser o braço direito da Daenerys Targaryen (MĂŁe dos dragĂ”es) e, ao meu ver, Ă© nĂ­tido que ela deposita nele essas trĂȘs virtudes.

Esse Ă© um fator muito importante, se vocĂȘ quer trazer seu time ainda mais pra perto de vocĂȘ.

Lição 4: Faça com o que os seus liderados tenham a mesma visĂŁo que vocĂȘ (Daenerys Targaryen)

aprendizados de liderança com Game of Thrones

Era bem nĂ­tido o enorme respeito que todos os soldados tinham por Daenerys; nĂŁo sĂł pelo fato de ela ter trĂȘs dragĂ”es sobre seu poder, mas pela postura e clareza em seus objetivos.

Em todas as cenas em que ela aparece, quando algum povo Ă© tomado pelo seu exĂ©rcito, ela sempre deixa bem claro aos prisioneiros trĂȘs coisas:

  1. Qual o seu objetivo;
  2. Por que estĂĄ conquistando outros reinos;
  3. Qual a sua decisĂŁo.

Ela oferece às pessoas do exército dominado a oportunidade de escolha: segui-la e ajudå-la a conquistar todos os outros reinos, ou tomar seu próprio rumo sem sofrer dano algum.

Veja mais: Planejamento estratégico: o passo a passo completo [+ Infogråfico]

Trazendo pro nosso contexto

É necessĂĄrio que constantemente haja diĂĄlogo para que todos estejam alinhados em uma Ășnica visĂŁo e saibam para onde estĂŁo indo.

TransparĂȘncia Ă© uma peça fundamental nesse processo, tornando bem claro qual Ă© o objetivo final, para que no meio do caminho ninguĂ©m se frustre e diga “nossa, se eu soubesse que seria dessa forma, e que o destino final seria esse, eu nĂŁo teria aceitado esse desafio”.

Ao ter um time muito bem alinhado e com a mesma visĂŁo, vocĂȘ acaba contando com pessoas engajadas com o processo e com isso consegue diminuir o turnover (rotatividade da equipe).

ConclusĂŁo

Quando se trata do assunto liderança, trĂȘs palavras brotam na minha mente instantaneamente, sĂŁo elas: confiança, segurança e respeito.

Se conseguimos fazer com que os liderados depositem essas trĂȘs virtudes em nĂłs, entĂŁo obtemos controle sobre o time e Ă© um grande indĂ­cio de que o trabalho estĂĄ tomando um bom rumo.

Se vocĂȘ acompanha a sĂ©rie e tem mais insights para compartilhar conosco, deixe nos comentĂĄrios! 🙂

 

Marcadores:

Deixe seu comentĂĄrio