Blog Agências de Resultados

Agile Marketing para agências: como aplicar a metodologia que tornará sua equipe mais produtiva

A gestão ágil de projetos pode ajudar você a gerar mais resultados para a sua agência e seus clientes, veja 3 dicas para utilizar melhor o marketing ágil na sua agência

Você já ouviu falar em “gestão ágil” ou “metodologias ágeis”? Esses termos são comuns na indústria e na área de desenvolvimento de software, mas têm se tornado cada vez mais frequentes no dia a dia das agências de marketing.

A gestão ágil surgiu na década de 80 devido às sucessivas exigências do mercado por inovação, produtividade, flexibilidade e melhoria na qualidade dos projetos de software. Porém foi apenas em 2001 que a expressão “metodologias ágeis” tornou-se conhecida, quando especialistas em processos de desenvolvimento de software criaram o “manifesto ágil”.

Com o crescimento das organizações e as cobranças diárias por resultados, surgiram novos desafios no campo da gerência de projetos nas diversas áreas de negócio, inclusive na realidade das agências. O mercado ficou mais exigente, tornando necessário entregar mais valor aos clientes e responder de forma rápida a mudanças do negócio, reduzindo custos e aumentando a eficiência dos times de projetos.

Prazos de entrega apertados, jobs complexos, campanhas que acabam ficando para a última hora, clientes extremamente exigentes e mudanças repentinas de prazo e prioridade. Você deve enfrentar essa realidade na sua agência também, certo?

Nesse cenário, metodologias e frameworks como Scrum, Lean e Kanban têm crescido e se difundido, pois simplificam a gestão, desenvolvimento e entrega de projetos e produtos complexos.



Agência em Pauta: Como fazer a gestão ágil dos projetos de marketing

Scrum? Lean? Kanban? Conheça as peculiaridades de cada metodologia e os benefícios desse modelo de gestão para você e para seu cliente

Mas o que são metodologias ágeis?

Ágil é um método de gestão e desenvolvimento de projetos que utiliza uma abordagem iterativa e incremental voltada a processos empíricos, dividindo o problema em partes menores e visando entregar um incremento funcional ao final de cada ciclo pré-estabelecido de projeto, conhecido como sprint. De acordo com um dos criadores do Scrum, Jeff Sutherland, “é a arte de fazer o dobro do trabalho na metade do tempo”.

agile marketing

As metodologias ágeis seguem 12 princípios definidos no manifesto ágil. A partir deles, os indivíduos e suas interações, a colaboração com o cliente, o funcionamento do software e sua capacidade em responder de maneira efetiva a mudanças são mais importantes que a utilização de ferramentas, processos, planos, documentação e contratos.

A gestão ágil visa a redução dos riscos relacionados a incertezas de projeto, a colaboração do time de projeto com os especialistas de negócio, responder de forma eficiente as mudanças de projeto e a satisfação dos clientes.

As Metodologias Ágeis são aplicáveis às mais díspares áreas, pois, segundo Jeff Sutherland, são “perfeitas para tarefas complexas e criativas”. Será que na sua agência você possui tarefas complexas e criativas? Totalmente aplicáveis à área de marketing, certo?

Como ser ágil em projetos de marketing?

Ser ágil em projetos de marketing significa oferecer oportunidades de negócio ou soluções para problemas do dia a dia de maneira criativa e efetiva aos seus clientes. Seja por meio da utilização de dados, informações e análises como base para a tomada de decisão ou da implementação de testes, avaliando os resultados das suas campanhas e iterando rapidamente em cada ciclo de projeto.

Ao utilizar um framework ágil, como Scrum, uma equipe de marketing ágil pode executar centenas de campanhas simultaneamente, criar novos conteúdos e facilmente fazer a gestão das novas ideias e prioridades dos clientes.

Tenho certeza de que a gestão ágil de projetos pode ajudar você a gerar mais resultados para a sua agência e seus clientes. Por isso trago aqui 3 dicas que ajudarão você a utilizar o marketing ágil na sua agência.

Utilize times multifuncionais

Os times ágeis de marketing devem ser multifuncionais, ou seja, devem ter todas as habilidades necessárias para que todas as tarefas contidas na sprint sejam realizadas de forma rápida e com qualidade.

agile marketing

Isso não quer dizer que os times devem ser grandes, pelo contrário, os times ágeis são enxutos, geralmente compostos de 3 a 9 pessoas. Além disso, temos a figura do Scrum master e do product owner, também conhecido como marketing owner.

O Scrum master é o “treinador” ágil do time. Ele é o responsável por remover os impedimentos levantados pelo time para que o trabalho possa fluir normalmente, além de garantir que todas as práticas ágeis sejam seguidas.

O product owner ou marketing owner é o representante do cliente. Cabe a ele o contato com o cliente e a priorização das atividades contidas em cada ciclo de entrega. Ele deve ter uma visão geral do que vai ser entregue em todas as sprints e gerenciar o acúmulo de tarefas de acordo com essa visão. É o marketing owner quem diz ao time o que ele tem que fazer e quando.

O time ágil da sua agência deve trabalhar junto, no mesmo lugar e ao mesmo tempo. Isso facilita a comunicação e interação entre os membros do time. Dessa forma, diminuímos a documentação necessária, burocracia e falhas de comunicação.

Para que o time se mantenha engajado e focado nas entregas, utilize a reunião diária, que não deve passar de 15 minutos. Nessa reunião, cada membro do time deve responder a três perguntas:

  • O que você fez ontem?
  • O que você fará hoje?
  • Há algum impedimento no seu caminho?

A reunião diária não é o mesmo que um status report — no qual um chefe fica coletando informações sobre o que e quem está atrasado. É uma reunião na qual membros da equipe assumem compromissos perante aos demais e todos ficam sabendo sobre qual trabalho já foi feito e qual ainda precisa ser feito.

Garanto que, após começar a utilizar as reuniões diárias na sua agência, seu time será muito mais engajado e produtivo!

Customer first

Os clientes são a principal razão da nossa existência como um negócio, por isso eles devem vir em primeiro lugar sempre. Então, estruturamos os nossos planejamentos e trabalhos em torno dos clientes da agência.

Uma maneira de facilitar o entendimento do que o cliente necessita e registrar essa informação para que fique clara para todo o time é através das histórias de usuários. Essas histórias são geralmente registradas em pequenos cartões com o seguinte formato:

agile marketing

Por exemplo: “como um CEO de uma agência de marketing, eu quero ler um artigo sobre marketing ágil para que eu possa aprender e criar times ágeis na minha agência”.

As histórias de usuários são úteis pois permitem que foquemos nas atividades e no incremento que precisamos entregar ao final da nossa sprint, fazendo com que nossos clientes tenham sucesso. Por isso, são uma ótima forma de documentar, de maneira rápida e simples, as necessidades dos nossos clientes para atendermos aos seus objetivos e gerarmos ROI.

Você também pode utilizar esse método para ajudar na composição de um briefing ágil e documentar as reuniões com os seus clientes. Assim, você terá as solicitações e informações dos seus clientes registradas de uma forma que o seu time ágil possa consumi-las.

Entregas iterativas e incrementais

Ao falar de gestão ágil, você deve esquecer os planejamentos de 6, 10 ou 12 meses para Inbound Marketing. Diante de um cenário de constantes mudanças no mercado, isso normalmente gera desperdício de tempo e dinheiro. Devemos ter a mentalidade lean e evitar perdas desnecessárias.

Aqui na RD, buscamos sempre a forma mais rápida, ainda que prezando pela excelência. Nós iteramos e buscamos feedback rápido em cima de coisas concretas — inclusive, isso também faz parte de nossa cultura.

Então, pense em pequenas entregas de até 30 dias. Dessa forma, você poderá verificar o que está funcionando, alterar o que não está funcionando e adaptar o que pode ser melhorado.

agile marketing

 

agile marketing

 

Ao utilizar um modelo ágil, com entregas iterativas e incrementais, você disponibiliza um pacote pronto para uso ao final de cada sprint.

Um dos princípios básicos do Scrum é a inspeção e adaptação. Então, por que não fazer paradas regulares para verificar se estamos seguindo na direção correta e se os resultados obtidos são os esperados pelos nossos clientes? Dessa maneira conseguiremos minimizar os riscos através do feedback imediato, em vez de esperar até o final do projeto para verificar que o que foi entregue não será útil ou deixou de fazer sentido para o nosso cliente.

As tarefas que compõem a Sprint são priorizadas segundo as necessidades do cliente e de acordo com o time de projeto.

Dica extra: utilize o P.A.R

Você não conhece o nosso Projeto de Aceleração de Resultados?

O P.A.R. é uma metodologia para ser aplicada nos novos clientes, mas também em clientes antigos que ainda não atingiram o primeiro sucesso com o Inbound Marketing.

Utilizando o P.A.R em conjunto com o marketing ágil com certeza você conseguirá atingir o primeiros resultados nos primeiros 60 dias.

Conclusão

Devido ao ritmo acelerado das mudanças nas áreas de negócio, concorrência acirrada e pressões por constantes inovações, estamos vivendo uma tendência para a gestão ágil de projetos.

Vale salientar que há uma curva de aprendizado para que a equipe de marketing ágil da sua agência performe e produza da maneira esperada. Esse tempo de aprendizado e ajustes costuma durar em torno de 3 meses.

Quer acelerar esse processo na sua agência? Busque por um Scrum master experiente que possa lhe ajudar a replicar a metodologia e organizar o seu time de marketing ágil.

Com isso, você aproveita os aprendizados trazidos pela aplicação das metodologias ágeis na área de TI para, como diz Jeff Sutherland, “fazer o dobro do trabalho na metade do tempo”.

Quer aprender mais? Então assista ao episódio 17 do Agência em Pauta, que fala sobre Como fazer a gestão ágil dos projetos de marketing.



Agência em Pauta: Como fazer a gestão ágil dos projetos de marketing

Scrum? Lean? Kanban? Conheça as peculiaridades de cada metodologia e os benefícios desse modelo de gestão para você e para seu cliente


Post publicado em abril de 2017 e atualizado em junho de 2018.

Marcadores:

Deixe seu comentário