O que é Brainwriting e como usar essa técnica para gerar novas ideias

Brainwriting é uma técnica de geração de ideias que complementa e, muitas vezes, melhora o processo de brainstorming. Entenda a diferença e aprenda a usar


O brainstorming é uma maneira comum de gerar ideias, mas nem sempre é o método mais eficaz. Apesar de ser popular entre empresas de todos os setores, o brainstorming tem algumas desvantagens, que vão desde a ineficiência até a ansiedade social, e que podem não torná-lo a melhor escolha para sua equipe. Felizmente, há outra maneira: o brainwriting.

Brainwriting é uma técnica de geração de ideias que complementa e, em muitos casos, melhora o modelo tradicional de brainstorming. Entenda tudo sobre o assunto a seguir!

O que é brainwriting

O brainwriting é uma técnica de geração de ideias na qual os participantes escrevem suas ideias sobre uma questão específica por alguns minutos, sem falar. 

Existem algumas maneiras diferentes de abordar o brainwriting, mas o método básico é o seguinte:

  1. Cada pessoa escreve suas ideias em resposta a uma pergunta ou problema
  2. Após terminar, cada pessoa passa o papel para a próxima. Ao receber as ideias do outro, as pessoas as usam como gatilho para adicionar ou refinar suas próprias ideias
  3. Depois que os papéis fizerem uma rodada completa, ou seja, depois que cada pessoa receber as ideias de cada um, a equipe compartilha todas as ideias (geralmente em um quadro branco).

Qual a diferença entre brainwriting e brainstorming?

O brainstorming é uma técnica usada para levantar ideias de soluções de problemas. Ou ainda, para criar coisas novas. Seu propósito é o mesmo do brainwriting, o que os diferencia é a forma como esse levantamento é feito.

Em reuniões de brainstorming, é bastante comum as equipes partirem para a exposição, em voz alta e sem filtro, de “toda e qualquer ideia que passar pela sua cabeça”. O termo significa literalmente “tempestade de ideias”, não à toa.

O brainwriting é um método alternativo ao brainstorming. É uma técnica que elimina muitas das armadilhas das reuniões tradicionais de brainstorming, pois é mais organizada e causa menos exposição das pessoas envolvidas.

Durante uma reunião de brainwriting, os envolvidos podem se sentir mais à vontade para compartilhar o que pensam, já que as ideias são escritas e passadas adiante de forma mais “silenciosa”. Como cada pessoa tem a chance de pensar em novas ideias a partir da ideia do outro, também é um método que pode ser mais eficaz, pois gera um volume maior de ideias bem estruturadas.

Os benefícios de usar braiwriting

O brainwriting, como dissemos anteriormente, tem vários benefícios e vantagens sobre brainstorming, como:

  • Geração de ideias de forma mais rápida e eficiente
  • Menos ansiedade social e incitação de concorrência durante a reunião
  • Produção de ideias mais diversificadas e criativas
  • Redução da chance de cair no consenso de pensamento de grupo

Como o brainwriting faz com que todos escrevam suas ideias ao mesmo tempo, o processo geralmente gera mais ideias mais rapidamente.

Além disso, o brainwriting é uma abordagem mais inclusiva para a geração de ideias porque dá a todos uma oportunidade igual de participar e compartilhar seus pensamentos. Se você possui pessoas mais introvertidas e tímidas no time, com certeza essa técnica será mais apreciada por eles do que o brainstorming.

Isso porque em uma sessão de brainstorming tradicional, é fácil para as personalidades dominantes dominarem a conversa. Isso pode desencorajar membros da equipe mais introvertidos de contribuir. Com a escrita cerebral, essa pressão para falar é aliviada e há menos foco nas ideias de qualquer indivíduo.

O brainwriting também ajuda a aumentar a criatividade e reduzir a ansiedade porque as pessoas podem enviar suas ideias anonimamente. Como o nome de ninguém está ligado às ideias, as pessoas tendem a ser menos constrangidas em compartilhar soluções improvisadas. Além disso, quando ninguém precisa disputar os holofotes, há menos ansiedade social por parecer tolo na frente de seus colegas ou chefe.

A técnica de brainstorming às vezes limita a variedade e a qualidade das ideias porque as primeiras ideias muitas vezes se tornam o foco da discussão. Isso pode impedir que os membros da equipe adicionem novas ideias porque o grupo já chegou a um consenso. O brainwriting garante que todas as ideias sejam compartilhadas e consideradas antes que a equipe comece a aprimorar qualquer solução.

Quando usar a técnica do brainwriting?

O brainwriting é uma ótima alternativa ao brainstorming, especialmente quando você tem um grupo misto de tipos de personalidade (ou seja, introvertidos e extrovertidos) ou aqueles que pensam melhor no papel primeiro.

Também é uma boa escolha se você não tiver um moderador experiente para manter uma animada sessão de brainstorming nos trilhos. Com a escrita cerebral, a maior parte do trabalho é feita de forma rápida e silenciosa no papel, por isso é mais fácil manter o foco na questão ou problema em questão.

Como usar a técnica do brainwriting

Como observado anteriormente, a técnica de escrita cerebral é bastante simples. Todos escrevem suas ideias e as compartilham (normalmente passando os papéis para a equipe construir).

Para garantir que sua sessão de brainwriting seja um sucesso, siga estas etapas:

1. Esclareça as regras e parâmetros 

Explique à equipe qual técnica ou processo você seguirá. Existem regras ou parâmetros específicos que os participantes devem seguir ao gerar ideias? Por exemplo, você pode limitar o número de ideias a 5 por pessoa, ou permitir apenas certos tipos de respostas.

2. Identifique o problema ou a pergunta a ser respondida

Em seguida, identifique qual problema você está tentando resolver ou qual pergunta você quer que a equipe responda. Este é o objetivo do processo de brainwriting.

3. Faça com que os participantes escrevam suas ideias dentro de um determinado período de tempo

Como líder de brainwriting, você manterá o tempo. A maioria das sessões de brainwriting são curtas e agradáveis. Se você estiver fazendo com que os membros da equipe passem seus cartões para a próxima pessoa para outra rodada, limites de tempo mais curtos funcionam melhor (por exemplo, 3-5 minutos por rodada).

4. Compartilhe todas as respostas em um só lugar

Depois que as ideias forem registradas, compartilhe-as em um só lugar. Se vocês estiverem todos juntos em uma sala, escrever as ideias em um quadro branco ou colar as anotações na parede é uma maneira fácil de apresentar as ideias de todos.

Você também pode usar uma ferramenta colaborativa como o Miro, para registrar ideias em um quadro branco virtual compartilhado. Um quadro branco online funciona especialmente bem para equipes remotas ou distribuídas que precisam colaborar e permanecer na mesma página. Também é ótimo para equipes internas, onde as pessoas podem adicionar ideias ou anotações a qualquer momento, mesmo após o término da reunião oficial de brainwriting.

O pós-brainstorming: Aprenda a fazer um Planejamento de Marketing na prática

Um guia super completo para criar seu planejamento e ver o seu brainwriting surtir efeito

- Ao preencher o formulário, concordo * em receber comunicações de acordo com meus interesses. - Ao informar meus dados, eu concordo com a Política de privacidade. * Você pode alterar suas permissões de comunicação a qualquer tempo.

E você, já usou essa técnica alguma vez? Conte sua experiência nos comentários!

Deixe seu comentário

Comentários