Blog Agências de Resultados

Como adicionar a oferta de Inbound Marketing ao portfólio da agência

Adicionar uma oferta de Inbound Marketing ao portfólio da agência é uma opção para quem deseja expandir o potencial de negócios

Adicionar uma oferta de Inbound Marketing ao portfólio da agência é uma opção para quem deseja expandir o potencial de negócios. Neste artigo, vamos apresentar aprendizados que tivemos na jornada da E-Dialog, agência de Marketing Digital fundada em 2010.

Inicialmente, o core do negócio era prestar serviço de gestão de redes sociais e desenvolvimento de website.  Com o passar dos anos, o serviço de desenvolvimento foi retirado do portfólio e agência se concentrou na gestão e inteligência de mídias sociais.

Em certo ponto, surgiu a oportunidade e a necessidade de trabalhar ações mais completas de marketing digital, que realmente comprovassem resultados. O Inbound Marketing foi a metodologia adotada pela agência a partir de 2015.

Com essa decisão, surgiram desafios e novas questões estruturais que agência deveria resolver. Com uma estrutura para um serviço de gestão de redes sociais somente, foi necessária uma readaptação dos processos. Vamos a eles!



Passo a passo para oferecer serviços digitais integrados e direcionados a resultados

Aproveite todo o conhecimento que a sua equipe tem sobre Marketing Digital e turbine seu portfólio com ações de Inbound Marketing conectadas a resultados

Primeiro passo: buscar seu primeiro case de sucesso

Cerca de um ano antes de oferecer os serviços de Inbound Marketing, a  agência começou a aplicar a metodologia para a própria marca. Era uma maneira de validar e conhecer mais sobre o serviço.

Os próprios sócios da agência testavam e aplicavam técnicas.  Enquanto isso, a equipe era treinada para conhecer mais sobre o Inbound. Nesta etapa, vale ressaltar que conteúdos e apoio da Resultados Digitais fazem a diferença. Optamos pela metodologia apresentada pela RD devido ao vasto conteúdo disponível.

E aplicar o Inbound para agência gerou resultados acima das expectativas.  Foram reduzidos custos com marketing e houve crescimento nas vendas.

O retorno foi tamanho  que, pouco mais de um ano após iniciar o Inbound internamente, a E-Dialog recebeu o prêmio Espada Ninja na Vitrine,  concedido pela RD à agência que fez o melhor trabalho de Inbound Marketing para a própria agência.

Veja mais: Como fazer Inbound Marketing dentro da sua própria agência

Segundo passo: validar mercado e estruturar de equipe

Uma vez que o serviço foi plenamente dominado pela equipe, chegou a hora de estruturar uma área específica para projetos de Inbound.  Havia a opção de focar totalmente em Inbound mas foi escolhido manter os dois serviços (gestão de redes sociais e Inbound Marketing) em paralelo, com estruturas diferentes.

Inicialmente,  somente uma pessoa na agência executava todo o trabalho de Inbound para os clientes, com apoio dos sócios.  Isso foi necessário para validar a venda do produto e a execução – ou seja, para validar se a agência conseguiria entregar o que prometia.

Veja mais: Afinal até onde deve ir o papel do sócio da agência?

A validação é fundamental quando o novo produto é inserido no portfólio da empresa.  Ela implica em: certificar-se que há competência em vendas para apresentar uma solução,  conseguir um orçamento adequado de clientes e entregar as etapas básicas do serviço com o sucesso.

Uma vez que as primeiras vendas surgem,  o próprio valor investido pelos clientes pode ser revertido para ampliar a capacidade produtiva da agência. Foi essa a escolha da E-Dialog.

Terceiro passo: aprender e expandir

Para consolidar uma área de Inbound Marketing, o passo seguinte foi a expansão de clientes e maior participação do serviço no faturamento da agência. O modelo optado pela E-Dialog foi de desenvolver uma equipe independente, sem afetar as demais áreas produtivas da empresa.  

É como criar uma agência nova. Todos os processos foram desenvolvidos do zero,  especificamente para a área. O aprendizado de negócios da agência em outros serviços prestados foi a base para a expansão da área de Inbound Marketing.

Como não existe uma fórmula pronta e havia capacidade limitada de investimento,  na base da tentativa e erro foi estabelecida a expansão da equipe e dos clientes. Nesse caso, cada agência terá uma realidade e possibilidade. Exemplo: na E-Dialog foram testadas quatro maneiras diferentes de gerenciar projetos (organizar a equipe) até chegar a maneira atual.

Hoje, a agência opta por uma equipe enxuta e um modelo de custos competitivo em Inbound. Para isso, cada projeto conta uma equipe de 4 pessoas:  analista que faz atendimento e planejamento, conteudista, designer e um gestor da área.

Mais de 40% do faturamento da agência já vem do Inbound, um produto que surgiu somente nos últimos 3 anos dentro da história de 8 anos da empresa.

O futuro do Inbound Marketing

Estruturar uma área de Inbound Marketing pode trazer um grande retorno para a agência. Entretanto, não é um processo dia para a noite. No caso da E-Dialog, foram necessários, pelo menos, 2 anos entre aprender e consolidar o serviço.

Ao incorporar o serviço ao portfólio, é possível observar uma melhoria significativa em todos os processos e demais serviços da agência. Ainda que Inbound não seja seu principal produto, ele abre portas e prepara a empresa para modelo de Marketing Digital mais valorizado pelo mercado.

E aí, vamos fazer bons negócios?


Esse guest post foi escrito por Renan Caixeiro, sócio da agência E-Dialog.

Marcadores:

Deixe seu comentário