Blog Agências de Resultados

Anitta: 4 lições de marketing da diva que estão bem na sua cara

Pre-pa-ra a caneta e dê aquela paradinha nas tarefas para entender o que a Anitta pode ensinar para sua agência sobre Marketing Digital

Em vez de ler, que tal ouvir o post? Experimente no player abaixo:

 

 

Não importa se você gosta de rock, MPB, sertanejo, música pop ou clássica: todo mundo conhece ou já ouviu falar de Anitta. Claro, com exceção de uma ou outra tribo indígena isolada nos confins da amazônia (ou daquele seu tio que insiste em viver em um mundo sem internet e TV a cabo), praticamente todo brasileiro sabe quem é a funkeira que conquistou o mercado da música nacional nos últimos anos.

Se um dia se apresentava como Mc Larissa nos bailes funk das favelas cariocas, hoje Anitta coleciona números que não a deixam por baixo de nenhuma celebridade norte-americana.

A cantora é a brasileira mais seguida do Instagram (com mais de 30 milhões de fãs na rede social), é umas das artistas mais ouvidas do Spotify e seus videoclipes beiram a casa dos bilhões de visualizações (um de seus últimos singles, Na Sua Cara, em parceria com a drag queen Pabllo Vittar e o grupo Major Lazer, conquistou a marca do quarto vídeo mais visto no YouTube em um dia).

Tudo isso saindo do anonimato e, desde 2014, assumindo a gestão de sua própria carreira. Sim, Anitta é sua própria empresária.



Infográfico: Processos criativos em agências

Confira a teoria da Arte do Pensamento dentro de um guia visual e comece já a aplicar essa estratégia!

Tá bom, legal. Já entendi que a moça é um fenômeno. Mas o que isso tem a ver com a minha agência?

O Case Anitta vem sendo abordado como parâmetro de sucesso por diversos canais especializados em marketing. O portal Meio e Mensagem, por exemplo, apontou os ensinamentos da cantora sobre branding e teve até um artigo que viralizou ao explicar por que devemos olhar para Anitta como se estivéssemos analisando uma marca.

Trazendo essa perspectiva para o universo de agências, trouxemos 4 lições de marketing utilizadas pela musa que podem (e devem) ser aplicadas o quanto antes na estratégia de divulgação e comunicação de sua empresa.

Então dê aquela paradinha nas atividades e pre-pa-ra a cadeira de leitura porque o show está só começando!

anitta marketing

1. Quem não é visto, não é lembrado

Se existe algo que Anitta sabe fazer bem é manter sua imagem sempre ativa na mídia. E, para isso, ela não depende de notas de fofoca sobre sua vida pessoal ou tentativas desesperadas por atenção. A cantora sabe como, onde e por que aparecer.

anitta marketing

A musa está sempre com algum novo projeto em andamento, participando de programas de televisão, gravando (e divulgando) novas músicas ou videoclipes e se apresentando na agitada agenda de shows pelo Brasil. E tudo isso sem mencionar sua presença realmente ativa nas redes sociais: a cantora sabe que seu público tem ânsia por informações a seu respeito e por isso vive criando ações de engajamento nas plataformas digitais.

Anitta produz notícias e por isso é pauta recorrente  Sua última estratégia de marketing foi espalhar peças de xadrez em várias capitais para promover o “Xeque-Mate”, projeto que promete um videoclipe novo por mês. Só com isso já conseguimos identificar outro ponto forte na estratégia da cantora: a recorrência.

Para ser visto (e lembrado), é preciso produzir conteúdo de forma constante e recorrente. Passou-se o tempo em que os veículos de comunicação eram os únicos canais com capacidade de atingir grandes públicos.

Hoje uma marca pode ser seu próprio canal, produzindo conteúdos que sejam interessantes para seu público e criando um senso de autoridade em cima da própria estratégia de Inbound Marketing. Use isso a favor tanto dos seus clientes como da sua agência.

Confira mais: Agência que faz Inbound Marketing para si: os diferenciais na conquista de novas contas

2. Featuring para música, cobranding para negócios

Fazer parcerias não é novidade no mundo da música. Quantas vezes já não vimos algum cantor de MPB produzir uma canção com outro cantor de MPB? Ou ainda uma banda de axé tocar com outra banda de axé nos carnavais mais animados da Bahia?

Até aí nada de novo — bem, pelo menos até olharmos novamente para o caso de Anitta

Será que faz sentido colocar uma funkeira para colaborar com uma dupla sertaneja, um cantor de forró, uma estrela colombiana de reggaeton, uma popstar australiana e uma drag queen brasileira? É claro que faz: Anitta provou cada uma das suposições com o sucesso das músicas Loka (com Simone e Simaria), Você Partiu Meu Coração (com Wesley Safadão e Nego do Borel), Sim Ou Não (com Maluma), Switch (com Iggy Azalea) e Sua Cara (com Pabllo Vittar e Major Lazer).

A estratégia da cantora é evidente: atrair públicos que estão associados a outros gêneros musicais e, com isso, aumentar sua própria visibilidade em um jogo em que ambas as partes saem vitoriosas. Isso sim é cobranding.

anitta marketing

A efetividade dessas ações só prova o quão inteligente pode ser traçar uma estratégia de marketing que envolva a colaboração de duas marcas como forma de promover um objetivo em comum. Por isso, deixe o preconceito de lado e faça uma listagem com todas as possíveis empresas (ou personalidades) que podem contribuir de alguma maneira para aumentar a visibilidade do seu negócio.

E não deixe de colocar no papel os nomes que, pelo menos à primeira vista, não tenham relação com seu produto. Afinal, você nunca sabe qual colaboração pode resultar no seu mais novo hit.

Confira mais: Como construir boas parcerias para sua agência

3. Seu público são seus fãs: saiba se relacionar com eles

O relacionamento é uma parte fundamental do processo de vendas para qualquer tipo de negócio. É nessa fase que o consumidor tem um contato mais intenso com o fornecedor, o que muitas vezes influencia diretamente na decisão de compra de um potencial cliente.

Essa mesma lógica, que é recorrente nos ensinamentos de boas práticas de Inbound Marketing, também se aplica no contexto musical. Então por que não dar uma espiadinha do outro lado do muro para ver se esse pessoal não está fazendo algo que também podemos utilizar por aqui?

Como já dissemos antes, Anitta sabe exatamente quem é seu público, onde ele está e o que deseja. Por isso, a cantora faz questão de manter sua imagem constantemente presente seja na mídia tradicional ou nas suas redes sociais.

lições de marketing anitta

Mas além de produzir conteúdo de forma constante e recorrente, Anitta tem clareza de seu core business e se preocupa com a forma com que dialoga com seu público. A cantora sabe que seus fãs são de uma geração que não desgruda do celular e que estão constantemente conectados no Facebook e no Instagram.

Por isso, ao invés de anunciar alguma grande novidade em um programa de televisão, a funkeira prefere criar uma campanha de engajamento em seu próprio canal nas redes sociais com direito a transmissões ao vivo e postagens constantes, como feito no lançamento do single Paradinha, por exemplo.

A questão aqui é saber como, onde e quando o seu público se relaciona e consome seu conteúdo. Sabendo disso, fica muito mais fácil ter uma comunicação efetiva com ele.

Confira mais: Por que sua agência deve produzir conteúdo pensando na Jornada de Compra

4. Driblando preconceitos, educando mercados

Por vir de um gênero marginalizado, Anitta teve que enfrentar preconceitos para conquistar seu espaço no cenário da música pop. Afinal, o imaginário que identifica o funk como um estilo musical de menor valor ainda persiste por inúmeros fatores, sendo o mais evidente a sua origem e popularização em comunidades periféricas.

De certo modo, Anitta teve que educar o grande público e mostrar que seu trabalho poderia proporcionar experiências diferenciadas para seus consumidores. Além, é claro, de se manter fiel ao público que a acompanhava desde o início da carreira.

Aos poucos a cantora foi apresentando seu trabalho de forma recorrente, com uma estratégia de comunicação bem integrada e, assim, conquistou públicos cada vez mais interessados e engajados.

anitta marketing

A imaturidade de alguns mercados em relação aos serviços de Inbound Marketing também exige das agências um processo de educação dos consumidores. Afinal, nem todo cliente entende o que faz um anúncio segmentado de Facebook funcionar mais que uma propaganda em horário nobre na TV Globo.

Por isso, pensar em estratégias de educação de mercado serve tanto para a Anitta quanto para sua agência. Basta entender melhor seu mercado e avaliar quais são as melhores formas de atingi-lo.

Confira mais: Como agências podem educar o mercado sobre Inbound Marketing

E aí, o que sua agência está fazendo para ser a Anitta do Marketing Digital? Conte para a gente nos comentários abaixo! E, se quiser ainda mais dicas, assista ao vídeo complementar.

Preencha os campos abaixo para assistir


Marcadores:

Deixe seu comentário