Blog Agências de Resultados

7 Livros sobre Branding que você precisa ler em 2019

Confira sete leituras que irão te ajudar a construir e gerir sua marca da maneira correta

Em vez de ler, que tal ouvir o post? Experimente no player abaixo:

 

Os Millennials, ou Geração Y, como costumam ser conhecidos, estão revolucionando o mercado de trabalho e redefinindo as relações entre empresas e consumidores.

Mais preocupada com questões sociais e ambientais, essa geração demonstra grande interesse em entender o processo de produção das mercadorias que consomem, bem como quais ideias e valores as empresas defendem. Há a necessidade de compreender o que se está consumindo juntamente com o serviço ou produto.

Além disso, a explosão das mídias sociais deu muito poder de voz aos compradores. Se antigamente os meios de comunicação eram os maiores responsáveis por propagar informações sobre produtos e serviços, hoje este papel está muito mais nas mãos dos consumidores.

Nesse contexto, o Branding é cada vez mais fundamental para o negócio. É preciso conseguir elaborar estratégias para gerir uma marca da melhor forma possível, fazendo com que a mensagem seja captada (e divulgada!) de forma correta pelo público.

Para ajudar você nessa missão, separei sete livros de Branding que são leituras obrigatórias para 2019. Confira a seguir!



Arte do pensamento: a teoria que ajudará sua agência a potencializar a criatividade

Confira um guia visual com a explicação dos 4 estágios da teoria criada por por Graham Wallas.

Mas o que é Branding?

Antes de indicar as leituras, acho importante esclarecer do que o Branding se trata, pois vejo muitas pessoas confundirem esse conceito com o conceito de marca.

Brand é a tradução de “marca” para o inglês; logo, brand e marca são a mesma coisa. Branding, por sua vez, diz respeito a um grupo de atividades que visam gerir, divulgar e criar uma identidade para a marca. A variação de Brand e Branding é similar a de Bench e Benchmarking, na qual Bench significa referência e Benchmarking é o processo de fazer uma avaliação comparativa.

O maior intuito de uma estratégia de Branding é fazer com que a marca tenha um impacto positivo na mente dos consumidores, tornando-a memorável.

Dentro do Branding estão incluídas atividades como:

É fundamental fazer com que o público se conecte com a sua marca: lembre que as pessoas estão cada vez mais comprando “por que” você vende, e não “o que” você vende. Destacar seu valor econômico é importante, mas a gestão de marca tem como maior finalidade destacar seu valor simbólico.

Agora que você já está por dentro do conceito, vamos aos livros!

#1: Gestão estratégica de marcas

Escrito por Kevin Lane Keller, professor de Marketing que já lecionou em instituições renomadas como Stanford e Berkeley, o livro é referência sobre o tema.

Marcos Machado, professor da ESPM e criador do comitê de Branding da ABA, adaptou a obra para o Brasil, oferecendo uma ferramenta mais completa de gestão de marcas para o mercado brasileiro.

Leitura obrigatória para profissionais de Marketing e Comunicação, o livro é um clássico. Está sempre presente na bibliografia de disciplinas e cursos sobre Gestão de Marcas, sendo não só um referencial para gestores e empresários, mas também para estudantes e o meio acadêmico. É ideal para quem está buscando um maior apoio em teorias para tomar suas decisões.

#2: On Branding

David Aaker é considerado um Guru do Branding. É professor emérito da Universidade de Berkeley, na Califórnia, e já escreveu diversos livros e artigos sobre marcas e suas estratégias de gestão.

Em On Branding, a linguagem é simples, e a leitura pode ser feita por tópicos (de acordo com o que você quiser saber primeiro) ou linearmente. O livro aborda os 20 principais princípios que, segundo Aaker, contribuem para a construção de uma marca forte.

Muito mais do que um nome e uma logo, [uma marca] é a promessa de uma organização a um cliente para oferecer o que a marca representa não apenas em termos de benefícios funcionais, mas também benefícios emocionais, auto-expressivos e sociais. (David Aaker)

 

#3: Emotionomics

Em Emotionomics, Dan Hill explora a relação entre os sentimentos e as oportunidades de negócio. De forma geral, o autor mostra como as emoções são a chave para qualquer tomada de decisão.

Hill também analisa que muitas vezes o que as pessoas dizem e fazem estão  dissociados, e indica caminhos para identificar os sentimentos de forma correta. De acordo com ele, as emoções são um caminho estratégico para elaborar estratégias de Marketing efetivas.

Como o Branding está diretamente relacionado com a experiência do consumidor e em qual impressão a marca deixará ao público, essa obra tem muito a ensinar sobre o tema.

#4: Branding para Empreendedores

Esse livro é interessante pois, ao contrário da maior parte parte das obras dessa lista, é escrito por um brasileiro que possui muitos anos de experiência no mercado do país.

Bedendo é especialista em marcas não só academicamente, possuindo mestrado em Estratégias de Marketing pela FGV e lecionando em instituições como FAAP, ESPM e Insper, mas também profissionalmente, tendo atuado como gestor de marcas e Marketing por mais de dez anos em gigantes como Bauducco e Unilever.

Devido a essa formação e vivência que se complementam, a obra mescla teoria e prática de um jeito fácil de entender e direto de se aplicar. Seja o seu objetivo criar uma marca do zero ou reposicionar uma marca já existente, tenho certeza que a leitura te proporcionará insights valiosos.

#5: Como construir marcas líderes

Mais um livro escrito pelo Guru David Aaker, mas dessa vez em parceria com Erich Joachimsthaler – autor de diversas obras sobre estratégias digitais, inovação e Branding, e fundador e CEO da Vivaldi.

Inspirado por marcas globais originárias dos Estados Unidos e Europa, o livro constitui um grande estudo dessas marcas e mostra as principais estratégias que podem ser utilizadas para se destacar da concorrência e criar uma marca duradoura.

Embora a obra foque em empresas estrangeiras e de porte muito grande, essa obra possui dicas úteis e relevantes que pode impulsionar a gestão de marca de qualquer negócio. Vale ressaltar que quando estamos falando de Branding, a máxima “agir localmente, pensar globalmente” também se aplica.

#6: Brandjam – O design emocional na humanização das marcas

Nesta obra, Gobé – especialista em Branding e Marketing de Conteúdo – defende que existe um público consumidor muito desgastado e cansado do mercado atual, e que estamos vivendo um momento que pede por inovação na hora de vender algo.

O autor explora meios de associar as marcas e os produtos ao lado emocional e do comprador, buscando entendê-lo melhor a partir da psicologia e dos pensamentos de Spinoza, Carl Jung e William Reich. Segundo Gobé, o consumidor não deve ser interpretado como um alvo, mas sim como alguém com quem será construída uma relação; e o primeiro consumidor deve ser sempre a pessoa que está vendendo o produto.

O legal da obra é que já existem provas reais da aplicação do Brandjam. É o caso da marca Dove, por exemplo, que respondeu muito bem aos conceitos desenvolvidos pelo autor e ganhou a confiança do público.

#7: E se você fosse uma marca?

“E se você fosse uma marca?” é um livro que irá abordar a questão do Branding pessoal, partindo da proposição de que o maior ativo de qualquer profissional, independente da área que atue, é ele mesmo.

Ao longo da leitura, Wandersman aborda as diversas estratégias de posicionamento profissional que podem ser adotadas para se destacar em meio a um mercado tão competitivo. E, no caso das agências digitais, a obra é mais interessante ainda, pois fala bastante sobre como promover sua imagem no meio digital.

Bônus: que tal conhecer uma ferramenta que pode te ajudar na definição do propósito da sua marca?

Neste TED Talk, Simon Sinek fala sobre o porquê de algumas marcas inspirarem pessoas e outras não. Após analisar gigantes como Apple e Google, o autor identificou pontos em comum da comunicação e do Branding dessas empresas. Confira a seguir e descubra o Golden Circle.

Marcadores:

Deixe seu comentário