Blog Agências de Resultados

Planejamento de Inbound Marketing: uma das chaves para sua agência entregar sucesso aos clientes

Entenda como fazer um planejamento de Inbound Marketing e baixe um modelo de cronograma gratuito para ajudar

Uma grande dificuldade de muitas pessoas é organizar os pensamentos e ideias e colocá-los no papel (ou no Word, no Excel ou qualquer bloco de notas) de uma maneira que faça sentido tanto para quem escreve quanto para quem lê.

E no Inbound Marketing isso não é diferente: você conhece o funil, sabe os serviços que pode oferecer, mas na hora de organizar todas as estratégias de uma maneira lógica (e cronológica) parece um bicho de sete cabeças.

Por isso, para ajudar você a se planejar melhor, neste post vamos usar o funil de vendas para a estruturação de um cronograma. Assim, facilitamos a vida da agência e dos nossos clientes, que conseguirão ter uma visão clara e objetiva do que estará acontecendo, além de compreenderem o que cada etapa irá gerar de resultado.



Modelo de cronograma para Inbound Marketing

Obtenha agora uma planilha que ajudará você a estruturar suas ações de Marketing Digital

Quais as vantagens de ter um planejamento de Inbound Marketing?

Antes de partir para a prática, vejamos quais são as vantagens de ter um planejamento de Inbound Marketing.

1. Planejamento fluido

planejamento de marketing digital

Antes de tudo, um cronograma detalhado é fundamental para que o planejamento da sua agência flua entre todos os departamentos e colaboradores. Uma vez que você tem detalhadas todas as ações, quem são os responsáveis e qual o prazo que cada um tem para entregar o trabalho, além de conseguir ter uma visão macro do negócio você também evita ruídos e desentendimentos entre os funcionários — o que só traz benefícios para o clima e para a eficiência da agência!

Se você não tem vários colaboradores e departamentos na sua agência, não tem problema: o cronograma vai ajudar você a ser mais eficiente, mais produtivo e a não ter aquela sensação estranha de “será que eu não estou esquecendo de nada?”.

2. Gerar valor para as entregas

planejamento de marketing digital

Garanto que grande parte dos seus clientes não têm noção da metade das atividades que são necessárias para implementar uma estratégia de Inbound Marketing. Por isso, não é culpa deles acharem que você está cobrando muito caro na sua proposta (por mais que a gente saiba que mesmo assim aquela choradinha de preço no final vai acontecer!).

Você precisa gerar valor para todas as entregas que a agência vai fazer e explicar por que elas são fundamentais para o atingimento das metas.

Se você não explicar que no primeiro mês você estará criando Personas, Jornada de Compra e definindo as palavras-chave, e que sem isso não será possível ter uma estratégia eficiente, não é de se espantar que ele ache que você está enrolando por não entregar resultados consideráveis no primeiro mês de contrato.

Apresentando um cronograma com as atividades a serem desenvolvidas durante os 12 meses em que estarão juntos, você fará com que ele enxergue valor e tenha menos medo de se comprometer a longo prazo.

3. Alinhar expectativas

planejamento de marketing digital

Como nos relacionamentos amorosos, o velho ditado que diz expectativa só gera decepção acontece (e muito) também em negociações comerciais — mas esse não precisa ser o caso da sua agência!

Talvez mais fácil do que nos casos amorosos, no nosso mundo, se você fizer uma reunião de briefing bem estrurada e apresentar um cronograma detalhado, você conseguirá colocar na mesa a sua proposta comercial, abrindo espaço para o cliente questionar o que for preciso.

Com todas as expectativas alinhadas, você tem espaço para tocar o seu planejamento com tranquilidade e ainda, quem sabe, surpreender o seu cliente (veja neste post como encantar os seus clientes).

4. Controlar ansiedade

Temos que estar preparados para lidar com clientes ansiosos para que eles não atrapalhem o andamento da sua agência — e deixem todo o time ansioso junto!

Com um cronograma detalhado (listando as atividades, meses e semanas de entrega) o cliente não terá argumentos para cobrar de você resultados, relatórios e follow-ups antes do tempo: ele também terá uma visão macro da estratégia e terá que lidar com os prazos acordados previamente.

Por onde começar?

Já que a base do Inbound Marketing é o funil de vendas, nada mais claro do que estruturarmos o cronograma distribuindo as atividades de acordo com cada etapa do funil: atrair, converter, relacionar, vender, analisar e reter.

Sabemos que nem todos os clientes são iguais: cada um tem o seu objetivo e as atividades poderão (e deverão) ser adaptadas para atender as necessidades de cada um — e é por isso que reforço, novamente, a importância da reunião de briefing.

Entendendo as dores do cliente, você conseguirá identificar para qual etapa do funil terá que dar mais atenção ao começar a sua estratégia, influenciando diretamente toda a estrutura do cronograma.

Por exemplo, há clientes que já contam com um volume significativo de visitantes em seus sites, mas que não conseguem converter em nenhuma venda. Nesse caso, o objetivo do cliente provavelmente será otimizar o seu funil de vendas e não haverá necessidade de demandar tantos esforços para atração de novos visitantes, e sim nas suas demais conversões.

Todavia, tendo um modelo de cronograma de uma estratégia de Inbound Marketing completa, fica mais fácil você fazer as devidas adaptações, conseguindo ter uma visão macro de todas as atividades que são possíveis e quais delas você precisará priorizar.

E agora, como colocar tudo em prática?

Desenvolvemos um modelo para você usar como base e guiar o cronograma de cada cliente da agência!

Mas lembre-se: cada cliente tem uma dor, um perfil diferente. Não se esqueça de fazer as devidas adaptações!

Clique aqui para fazer o download da planilha.


Esse post foi publicado originalmente em maio de 2016. Em maio de 2018, foi atualizado e republicado.

Marcadores:

Deixe seu comentário