Blog Agências de Resultados

Tartarugas Ninjas + DISC: aprenda a montar um super time usando perfis complementares

Entenda o porquê que o equilíbrio de perfis é tão importante para o sucesso de uma equipe quanto suas competências técnicas

Em vez de ler, que tal ouvir o post? Experimente no player abaixo:

 

Você provavelmente conhece máximas como “juntos somos mais fortes”, “se quiser ir rápido, vá sozinho; se quiser ir longe, vá acompanhado”, “ninguém chega a lugar nenhum sozinho”, entre outras que exaltam o trabalho em equipe e o poder dos relacionamentos.

Também deve conhecer diversos bons times no mercado de trabalho, nos esportes e, é claro, na ficção.

Um desses grandes times é o das Tartarugas Ninjas, sucesso infanto-juvenil que explodiu nos anos 80 e 90 e que teve remakes recentes.

Como alguém que foi criança na década de 90, esse é um dos meus desenhos favoritos. Mas algo que notei apenas recentemente e trago aqui hoje é o porquê das Tartarugas Ninjas serem um time de heróis tão bom!

E a resposta é curta: por causa do DISC.



Episódio #18 - Como estruturar uma equipe de excelência

Neste episódio, abordamos sobre como sua agência pode atrair e capacitar talentos, prezando pela cultura e a qualidade das entregas para os clientes

DISC e os perfis de comportamento observáveis

Já reparou como as pessoas possuem certos padrões de comportamento? Alguns de nós são mais extrovertidos, outros menos. Alguns pensam mais, já outros partem direto para a ação.

O DISC é uma metodologia largamente utilizada no mundo corporativo e no coaching para mapear perfis de comportamento observável (como costumamos agir) tanto com a finalidade de autoconhecimento e autodesenvolvimento, quanto para que saibamos lidar cada vez melhor com diferentes perfis de pessoas e extrair o melhor de nossas interações. Vale conhecê-la como referência para gestão de pessoas dentro da sua agência!

Os 4 perfis do DISC são:

Dominância

Pessoas com este perfil tendem a ser muito objetivas, práticas e voltadas para a ação. O foco está sempre no resultado!

Influência

Aqui estão as pessoas mais voltadas aos relacionamentos e à comunicação, e que acabam tendo bastante influência social. O que mais importa para elas são as pessoas e as emoções!

Estabilidade (o S vem do inglês Stability)

Esse é o grupo das pessoas que prezam por segurança, estrutura e até mesmo uma certa rotina. São aqueles que possuem sempre um plano!

Conformidade (não confunda com conformismo!)

Conformidade diz respeito a padrões e detalhes. Está tudo nos conformes? Para essas pessoas, as coisas precisam ter lógica, fazer sentido e estar organizadas!

Atenção: Esse é um resumo rápido para contextualizar a metodologia. É importante lembrar que ninguém é 100% isso ou aquilo e que o DISC não deve ser utilizado para estereotipar ninguém!

O que torna as Tartarugas Ninjas um time de heróis tão… cowabunga?

Primeiro: se você não sabe o que é cowabunga, pause a leitura, assista a um episódio ou filme destas cascudas e depois retome o post.

Segundo: não vale dizer que é porque elas são personagens fictícias, ok?!

Pronto? Primeiro e segundo pontos resolvidos? Vamos lá!

Então é porque elas são tartarugas mutantes super fortes, super resistentes e altamente treinadas em artes marciais, certo?

Também. Mas não é isso que estamos buscando neste post. Queremos analisar mais o lado psicológico e como elas se comportam em equipe.

E aí a resposta é simples: elas são uma equipe extremamente boa porque cada tartaruga é a personificação de um perfil DISC!

Não acredita? Acompanha comigo.

Rafael – o que usa a vermelho

A própria cor já é um spoiler. Rafael é o dominante do grupo. O esquentadinho, que está sempre disposto a destruir as coisas e cair na porrada para salvar o dia, mesmo quando essa não é a melhor opção.

Michelangelo – o que usa laranja

O mais descolado e sociável do grupo, sempre por dentro do que está na moda, obviamente é o I dessa galera e um dos elos que mantém o time sempre unido.

Leonardo – o que usa azul

O líder do grupo, sempre sensato e ponderado. Usa seu perfil S para que o time aja sempre de maneira estratégica para derrotar seus inimigos.

Donatello – o que usa roxo

O nerd do grupo possui um clássico perfil C, domina várias áreas do conhecimento e está sempre pronto para resolver os quebra-cabeças e desarmar as bombas e dispositivos de destruição em massa dos vilões.

Como cada tartaruga representa um perfil DISC, a equipe é extremamente complementar e pode usar e equilibrar as melhores características de cada membro de acordo com o que cada situação pede. Essa diversidade de perfis pode ser uma ótima diretriz na estruturação da equipe da sua agência também!

Coincidência ou não, na batalha final contra Krang no filme “Tartarugas Ninjas – Fora das Sombras”, as próprias tartarugas ninja deixam isso claro ao dizer que para vencer o vilão, elas precisarão de “instinto, coração, estratégia e lógica”.

Ao dizer isso, a câmera passa por cada uma das tartarugas de acordo com a característica mais forte do seu perfil:

  • Rafael, o D, é o instinto;
  • Michelangelo, o I, é o coração;
  • Leonardo, o S, é a estratégia;
  • Donatello, o C, é a lógica.

Leve o DISC em conta para montar (e desenvolver) sua equipe

Já escrevi sobre como é importante que seu time seja complementar e multidisciplinar e o DISC é uma das maneiras de buscar essas características.

Quando falamos de hard skills e competências técnicas, uma equipe multidisciplinar possibilita realizar entregas de início ao fim sem que haja dependência de terceiros, o que evita gargalos, atrasos, desalinhamentos etc.

Já quando falamos de perfis de comportamento, conseguimos atingir um bom equilíbrio entre “instinto, coração, estratégia e lógica”, tanto ao lidar com projetos internos da equipe, quanto ao lidar com stakeholders externos.

Vantagens de cada perfil ao integrar uma equipe:

Perfil D – Dominância

Como pessoas de perfil D são muito objetivas, elas ajudam o time a estar sempre atento aos resultados e puxam a realização das ações necessárias para buscar estes resultados, contribuindo muito com a performance da equipe. Também são ótimas para negociações ou alinhamentos que precisem ser francos e diretos, pois não têm problema em se posicionar de maneira firme.

Perfil I – Influência

Como são ótimos comunicadores, têm grande capacidade de circular entre diferentes ambientes e stakeholders e uní-los em torno de um objetivo. Também possuem muito tato para lidar com pessoas, o que é ótimo tanto para momentos de motivação quanto para situações de crise.

Perfil S – Estabilidade

Ótimos avaliadores de riscos e, por isso, muito sensatos e estratégicos. Enquanto o perfil D puxa o time para agir logo, o perfil S ajuda o time a entender os melhores momentos e as melhores maneiras de agir e se posicionar, sempre lembrando do contexto mais amplo. Também por isso, pode ser um ótimo negociador, tendo facilidade de encontrar situações ganha-ganha.

Perfil C – Conformidade

Por ser muito lógico, este perfil garante que as decisões e ações do time estejam sempre bem embasadas. Pessoas de perfil C analisam se existem informações e dados suficientes e adequados. Assim, puxam o time para conectar o pontos de maneira lógica e com base em fatos. Também costumam ter bastante paciência e didática, o que pode ser muito útil para treinamentos e negociações técnicas.

Lembre-se que seu time terá necessidades de performance, rapport, motivação, negociação, análises, processos, comunicação, controle, inovação etc. Procure entender quais demandas casam mais com cada perfil e com os interesses de cada pessoa para delegar adequadamente. Ao fazer isso, você pode subir tanto o desempenho da sua equipe quanto o desenvolvimento e a satisfação de seus membros.

Bônus: encontre seu Mestre Splinter!

É importante notar que o DISC nos ajuda a identificar perfis de comportamento, mas não a experiência dos indivíduos.

É possível que uma pessoa tenha um perfil S, mas seja inexperiente e acabe tomando decisões pouco estratégicas. Assim como é possível que uma pessoa seja D, porém bastante experiente e madura e, consequentemente, tenha atitudes mais ponderadas hoje do que teria anos atrás.

Por isso não bastam as tartarugas ninjas. O ideal é também encontrar seu Mestre Splinter: o mentor da equipe!

Dificuldades surgirão e ter um bom mentor a quem recorrer nessas horas fará toda a diferença! Ele pode dar direcionamentos preciosos e ajudar o time (individual e coletivamente) a tomar as melhores decisões e encontrar os melhores caminhos para lidar com seus desafios.

Às vezes ele é o líder direto da equipe, às vezes não. Às vezes ele está na mesma área funcional, às vezes não. Aliás, pode ser que ele nem trabalhe na mesma empresa. Entretanto, sempre vale ficar atento aos mestres do caminho e cultivar essas relações.

E aí? Pronto para montar e aprimorar sua equipe de heróis?

Marcadores:

Deixe seu comentário