Blog de Marketing Digital de Resultados

10 fatos e curiosidades nos 20 anos do Google

O maior buscador do mundo está completando duas décadas tirando dúvidas e oferecendo conhecimento

O Google está comemorando 20 anos de história neste 27 de setembro. Em 1998, Larry Page e Sergey Brin montaram o primeiro escritório na garagem da amiga Susan Wojcicki, hoje CEO do YouTube, para transformar o projeto de pesquisa na Universidade de Stanford em uma empresa. Dali, começaram a mudar o mundo.

Para celebrar, foi ao ar hoje na página principal do Google um doodle lembrando alguns dos principais fatos desses 20 anos. Dependendo da sua idade, vai se lembrar de alguns – ou de todos, no meu caso 👴. Se estranhar alguma referência, pode pesquisar no Google que a resposta vem rapidinho. Dá uma olhada no vídeo:

Curtiu? Legal rever alguns temas que uniram a curiosidade da humanidade, não é? Neste post, vamos apresentar 10 fatos e curiosidades relativos aos 20 anos do Google. Tudo na mais absoluta aleatoriedade, como quando você vai pesquisar a comida ideal para a raça do seu cachorro e acaba virando a madrugada vendo vídeos de doguinhos fofos.



Semana de Webinars sobre SEO

Uma série de webinars com os melhores especialistas para você saber como aparecer nas primeiras posições dos mecanismos de busca, aumentar seu tráfego e ganhar relevância na internet de maneira orgânica.

1. Existe uma página que reúne todos os Google Doodles

Já que o post começou com o Google Doodle de 20 anos, saiba que todos os anteriores estão disponíveis em um só lugar: www.google.com/doodles. Tem, inclusive, o lendário doodle de 30 anos de Pac Man, que permitia disputar partidas do clássico joguinho. Se você quiser acabar com a sua produtividade, é só clicar na imagem abaixo.

google doodle pac man

Os doodles divertidos acabam ficando mais famosos, mas a coisa mais legal deles é que oferecem informação sobre os mais variados temas. Na página que linkei acima, você encontra centenas de pessoas e acontecimentos de diversas culturas e países dos quais talvez nunca tenha ouvido falar.

Se pararmos para pensar, é a essência do Google: trazer conhecimento.

2. Não, nem toda a internet está no Google

Apesar dos seus pais garantirem que dá para achar qualquer coisa no Google, isso não é verdade. Ninguém sabe o número preciso, mas acredita-se que no máximo 5% da internet está por lá. Esse valor inclui todos os sintomas de doenças graves do mundo, que você vai pegar se não sair com um casaquinho.

Bom, mas resto da internet está sabe onde? Isso mesmo, na DEEP WEB!

20 anos do google - deep web

Não, na verdade a deep web não é (completamente) assustadora assim. Nela estão, por exemplo, emails, alguns serviços de notícias que estão atrás de paywalls e o Netflix. Sim, toda vez que você assiste às suas séries favoritas, está entrando na deep web.

Ah, sua conta bancária também fica na deep web. Como eu disse, ela não é completamente assustadora, mas, dependendo da proximidade do fim do mês, pode até ser.

Enfim, o terror está na DARK WEB. Informe-se a respeito no Google, que é seguro, embora possam aparecer algumas coisas aterrorizantes na pesquisa de imagens.

3. O botão “Estou com sorte” custou caro ao Google

Na página inicial de pesquisa do Google em desktops, temos apenas a barra para inserir os temos e os botões “Pesquisa Google” e “Estou com sorte”. Quase nada, mas um desses itens chegou a custar, anualmente, 110 milhões de dólares à empresa. Podiam tirar, né? Então, meio que tiraram.

O “Estou com sorte” leva o usuário diretamente ao primeiro lugar da página de pesquisas. Portanto, não passava pela própria página de pesquisas, onde ficam os anúncios, maior fonte de renda do Google.

Agora, com mais de 50% das pesquisas sendo feitas via aplicativo de celular e com o autocomplete na barra de pesquisa, esse valor deve ter caído bastante.

4. Pesquisas mobile mataram o Google Instant

Falando em pesquisas por celular, você se lembra da época em que os resultados de pesquisa iam aparecendo conforme ia digitando as palavras? Pois é, entre 2010 e 2017, o Google Instant parecia uma grande ideia.

Isso foi antes da popularização dos smartphones. Com eles, mudou o jeito de fazer pesquisa e a própria interação do usuário com a interface do Google. Você sente falta do Google Instant? Eu também não.

Pensando bem, é capaz do Google ter voltado a perder dinheiro com o “Estou com sorte”.

5. O Google é muito mais que uma página de pesquisa

Os 20 anos que comemoramos hoje são da página de pesquisa do Google. Pode ser que você conheça apenas essa faceta dessa gigante da tecnologia. Ela já cresceu bastante e, hoje tem muitos produtos que podem, inclusive, ajudar o seu negócio.

Para conhecer alguns deles, baixe o nosso eBook Ferramentas do Google para o Marketing da sua empresa. Abaixo, tem um GIF mostrando todos os produtos do Google, que você também pode encontrar neste link.

produtos do google

6. Os backlinks foram a base de tudo

Antes do Google, existiam outros buscadores muito populares, como o Yahoo! e o Altavista. Suas páginas de resultados, porém, ranqueavam sites muito com base na recorrência das palavras-chave no texto.

Sergey Brin e Larry Page, acreditavam que a melhor forma de medir a autoridade de um site era a quantidade de links que levavam até ele. Eles se chamam backlinks – o nome original do Google, inclusive, era BackRub.

Além disso, quanto maior fosse a qualidade da página que linkava para o seu site, mais pontos você ganhava no ranking. Até hoje, os backlinks são um dos principais critérios de rankeamento de um site. É como se fossem referências bibliográficas: quanto mais e de maior qualidade, melhor!

7. Você pode otimizar sua página para o Google

Você já ouviu falar em SEO? A gente fala bastante do assunto aqui no blog do RD, mas entende que nem todo mundo sabe do que se trata. É a sigla em inglês para otimização para motores de busca – como o Google.

Os backlinks, como citamos acima, são apenas um dos fatores levados em consideração para auferir a autoridade de uma página sobre um assunto. Você pode aplicar essas técnicas ao site da sua empresa, por exemplo, para conseguir mais clientes.

É um assunto bem interessante, que tem um certo nível de complexidade, mas não é nenhum bicho de sete cabeças. Convido você a ler a nosso Guia Completo de SEO para saber tudo sobre o tema. Nem precisa fazer download, é só ler no seu ritmo.

8. Neymar é o jogador de futebol mais pesquisado do mundo há dois anos

Outra coisa que o Google lançou para comemorar seus 20 anos foi uma ferramenta de insights. Nela, você pode descobrir, entre outras coisas, que Neymar foi o jogador de futebol mais pesquisado em 2013, 2014, 2015, 2017 e 2018.

Isso quer dizer alguma coisa? Talvez. O mais legal dessa ferramenta é mostrar que as pesquisas do Google são um retrato da sua época. As pessoas querem se informar sobre o que está acontecendo, e cada vez mais em tempo real.

Leve isso em consideração na hora de construir a sua estratégia de Marketing de Conteúdo. Procure entender o que as pessoas estão pesquisando sobre o mercado em que a sua empresa está inserida. O próprio Google tem uma ferramenta gratuita que pode te ajudar: o Google Trends.

9. A pesquisa avançada do Google

Pode ser que você queira dar uma aprofundada na sua pesquisa. O Google oferece várias opções avançadas para te deixar feliz. Colocar uma frase entre aspas, por exemplo, vai trazer sites que apresentam as palavras exatamente naquela ordem.

O blog da RD tem um post com outras 9 sugestões de pesquisas avançadas. Dá para eliminar um termo da busca ou mesmo encontrar um formato específico de arquivo.

Ah, caso você esteja em pânico achando que tem uma doença grave, a pesquisa avançada pode te ajudar a se acalmar. Ainda assim, é melhor procurar orientação médica.

10. O segundo maior buscador do mundo também é do Google

Existe um ditado que diz que “grandes amizades nascem em pequenas garagens”. Não, na verdade não existe, mas lembra que falei lá no começo que a CEO do YouTube foi quem emprestou a garagem para os fundadores do Google? Pois então, o segundo maior buscador do mundo é o YouTube, que, por sua vez, pertence ao Google.

Tá tudo dominado, então? Basicamente sim. O Google está, inclusive, fazendo movimentos no sentido de exibir cada vez mais resultados de vídeos em sua busca nativa. Como as pessoas estão consumindo cada vez mais vídeos, faz sentido, não é?

Falando nisso, conheça o canal da Resultados Digitais no YouTube! Tem ótimos conteúdos sobre Marketing Digital para você entrar nesse mundo e gerar mais vendas para o seu negócio.

Convido você também a se inscrever para a Semana do SEO, que acontecerá entre os dias 8 e 11 de outubro. Serão 7 webinars ao vivo falando sobre o tema, nos quais você poderá encontrar ideias para rankear melhor o site da sua empresa. Basta se inscrever abaixo!



Semana de Webinars sobre SEO

Uma série de webinars com os melhores especialistas para você saber como aparecer nas primeiras posições dos mecanismos de busca, aumentar seu tráfego e ganhar relevância na internet de maneira orgânica.

Marcadores:

Deixe seu comentário