5 conselhos de especialistas que iniciantes em Marketing Digital devem ignorar

Fique atento para não cometer estes erros só porque tem uma "autoridade" indicando


Não existe ainda receita pronta de como aprender Marketing Digital. O assunto é muito recente, as faculdades não ensinam e sobram basicamente duas opções: testar e arriscar por conta própria ou aprender com quem tem feito isso.

Assim os especialistas de Marketing Digital ganham bastante importância: eles têm a oportunidade de conhecer e aplicar novas ideias o tempo todo em diversas empresas e descobrem na prática o que tem de fato funcionado. A partir dessa experiência seus livros e palestras se tornaram importante fonte de aprendizado para quem quer começar.

O problema, no entanto, é que na grande maioria das vezes a experiência desses profissionais é focada nas empresas que podem pagá-los: as grandes. Neste cenário, existem diversas possibilidades e recursos inacessíveis para quem está em empresas menores. Além disso, os especialistas precisam mostrar alguns conhecimentos mais avançados para justificar sua contratação como consultores, mas que não necessariamente são essenciais para quem quer dar os primeiros passos.

Por isso, vá sim a palestras, leia livros e siga esses especialistas, mas procure ignorar alguns conselhos que não são aplicáveis para o contexto de uma média ou pequena empresa ou que tratam de temas mais avançados de Marketing Digital. Separamos aqui 5 desses conselhos que ouvimos frequentemente:

Otimizações e testes antes da hora

Existem diversos testes e otimizações capazes de fazer grande diferença nos resultados da sua empresa: landing pages, palavras chave e anúncios no Google Adwords, horário de envio de tweets, horário de envios de email marketing e mais uma diversidade de outros ajustes finos.

O único problema é que nada disso adianta quando não há volume. Além das melhorias não serem significativas estatisticamente, os resultados não vão compensar o trabalho. Não adianta melhorar a taxa de conversão de uma landing page de 10% para 20% se ela recebe 50 visitas no mês. Seu crescimento será de irrisórios 5 Leads.

Primeiro pense em criar conteúdo e tornar seu site atrativo para conseguir crescer e ganhar escala. Otimizações e ajustes são realizados quando a empresa já possui mais corpo em Marketing Digital. Deixe isso para mais pra frente.

Usar monitoramento sofisticado nas mídias sociais

Novamente, entra aqui a mentalidade de empresa grande. Uma empresa grande precisa de ferramentas muito precisas para conseguir evitar crises, identificar o efeito de campanhas publicitárias, gerenciar milhares de menções e interações diariamente, etc.

Para uma média ou pequena empresa, não é preciso ter análise de sentimento, análise de influência e relatórios avançados. O número de menções diárias dessas empresas geralmente é reduzido, por isso basta apenas acompanhar o que está sendo dito e se relacionar com clientes (atuais ou potenciais) e referências no seu mercado.

Produzir um “viralzinho”

Já vi consultores tratando ações virais (aquelas que se espalham rapidamente pela Internet) como se fossem algo simples.

A verdade é que é muito difícil prever o que vai ser um sucesso extremo e o que não vai ter tanta repercussão assim, mesmo que a ação tenha demandado esforços e seja bem feita.

Se você está começando, pense em consolidar uma base e construir um ativo aos poucos, com bom conteúdo e audiência nas mídias sociais. O resultado passa a ser questão de tempo, não tem erro.

Fazer grandes investimentos em cada rede social

Especialistas sempre falam de como cada rede deve ter um conteúdo exclusivo, avatares personalizados, plano de fundo e abas customizadas.

Fazer isso é relativamente fácil quando a empresa conta com uma agência ou diversos funcionários para a área de Marketing Digital. E em uma média ou pequena?

Não há problema nenhum em começar com o logotipo como avatar e o plano de fundo ou abas padrão de cada rede, a diferença que isso faz no resultado é muito pequena. Com o tempo sua empresa pode ir fazendo poucas melhorias de cada vez. Comece focando no blog como produção de conteúdo e use as mídias sociais apenas como forma de distribuição e relacionamento com quem interagir.

Esperar as primeiras posições do Google para Keywords importantes

Mesmo que seu site tenha uma boa estrutura e as páginas estejam otimizadas para palavras chave importantes do seu negócio, o principal fator de rankeamento ainda está na autoridade do site perante o Google.

Se você está apenas começando, dificilmente terá autoridade suficiente para estar nas primeiras posições. Garanta que as URLs sejam amigáveis, a estrutura das páginas seja bem definida e que o conteúdo esteja sendo indexado. Esqueça outras otimizações dentro da página por um tempo.

Comece a pensar em produzir conteúdo relevante e ganhar links. Somente quando já tiver mais autoridade volte a otimizar pensando nas palavras chave importantes do seu negócio.

Marcadores:

Deixe seu comentário

Comentários

14 comentários

  1. MARCELO JULIANO SANTORO

    Muito Bom.
    Nada como um bom conteúdo, sendo gerado através de um planejamento e rotina.
    Porém, iniciar com uma estratégia direcionada, faz com que a empresa crie uma base lógica de trabalho, construindo uma identidade de comunicação e por consequência, gerando um público bem sustentado.

  2. Breno Pires

    Olá André, concordo com o que você escreveu no seu artigo, principalmente quanto a parte do monitoramento de mídias sociais.
    Eu, por exemplo, utilizo uma ferramenta brasileira chamada Revelabit (https://goo.gl/vZyIFA) para agendar minhas publicações no Facebook e Twitter. Ela é fácil de usar, os relatórios são super fáceis de entender e possuem todas as informações que eu preciso! Além disso o preço é super em conta. Estou economizando muito tempo assim :)

  3. Joelson Dantas Dos Santos

    Ola André,

    Otimo artigo, quem esta começando fica mesmo preocupado em logo esta fazendo pareo com grandes empresas e tudo que precisam é de um “consultor de marketing digital” para faze-los torrar grana em anúncios quando ainda precisam dizer ao google que existem. O melhor caminho mesmo é fazer uma estratégia de palavras chaves, investir em conteúdo de qualidade e fazer uma distribuição segmentada nas redes sociais. Coisas que a propria microempresa pode fazer, ainda mais com as ferramentas que existem hoje.

    grande abraço e sucesso.

    Joelson Dantas
    http://ideiasquevendem.com

  4. Daniela

    Ótimo texto!

    Realmente, todos esses conselhos não servem para pequenas e médias empresas; é preciso estudar casos das empresas concorrentes, descobrir quem exatamente é o público alvo, entre várias outras questões…

    Eu utilizo a ferramenta Postcron (http://www.postcron.com/pt/) para agendar posts no Facebook e no Twitter de forma simples e manter os meus seguidores informados, sem precisar investir em profissional especializado. Com essa ferramenta, eu também obtenho conteúdo recomendado dos meus influenciadores favoritos e publico para os meus seguidores, tudo em poucos segundos.

    Assim eu economizo tempo!

  5. Marco Aurelio Lang

    Muito bom o seu texto, André. Parabéns!

    Tenho dito muito a meus clientes (na maioria de pequeno porte) que mais importante que fazer dezenas de testes AB, mensuração detalhada de resultados, etc., é investir em marketing de conteúdo e se tornar relevante para o público, construindo autoridade.

    Vou indicar a leitura desse artigo para muitas pessoas.

    ABRAÇO
    Marco A. Lang
    http://www.meuSEO.org

  6. Patrícia Pratts

    Ótimo, ou melhor, excelente!!! Concordo plenamente. Infelizmente há muito “desespero” nesse ramo.

  7. J Américo Dornelles

    Olá André.

    Para nem tão Iniciantes.Tem auto-Guru(quero dizer falsos Gurus) que ainda não sabe isto !

    Parabéns pelo artigo,objetivo para resultados concretos.
    Att,
    J.Américo

    1. André Siqueira

      Obrigado Américo!

      Um abraço,

      André Siqueira
      Resultados Digitais

  8. Adriano Foss

    Olá André!

    Concordo com você quanto a questão de não esperar resultados mágicos nos primeiros momentos do trabalho. Mas apenas para complementar, penso que a estratégia envolve inicialmente a pesquisa e a inserção das principais palavras chave do negócio, já antes da produção de conteúdo começar. Sei que você não quis mandar o pessoal atirar pra tudo que é lado antes de começar a organizar as coisas, mas dependendo de como se interpreta o texto, pode dar o entendimento que a produção de conteúdo não tem nenhum objetivo em específico a atingir. Também respeito opiniões contrárias a minha, claro, mas no meu entendimento, conteúdo sem uma boa estratégia de palavras chave, são apenas palavras jogadas ao vento, pois não acumularão a autoridade no assunto que só a semântica e a relevância podem trazer.
    Parabéns pelo trabalho e pela ótima discussão que você abriu com seu conteúdo!

    1. Elaine Marcondes

      Diálogo construtivo no momento em que percepções nos incitam que algo está faltando ou está demasiadamente incorreto,Momento de conflitos onde as soluções aparentes é equilibrar sua postura,representar seu papel profissional e apontar inimigos perante o clima organizacional onde o monitoramento entre câmeras não percebem reflexos comportamentais negativos em meio á muitos de boa vontade e competência.Relações positivas com profissionais inova diretamente o senso comum social,restaura e preserva a estima,qualificando cada vez mais sua missão.Muito legal,naturalmente profissional do séc.XXI.

  9. contato

    Muito bom o artigo! Muito elucidativo e quebra alguns mitos que as pessoas têm em mente, mas eu não concordo com o final dele. Na verdade eu começaria por otimizar as palavras-chave para um bom posicionamento nos sistemas de busca, em especial o Google. O resto seria consequência desse trabalho.

    Esse ranqueamento, na verdade, não vem da autoridade, mas da aplicação da técnica de otimização obedecendo uma série de parâmetros estatísticos, dentre os quais, a autoridade.

    Abs
    Reinaldo Silva
    http://www.marketingdigital.net.br

    1. André Siqueira

      Oi Reinaldo,

      Obrigado pelo bom comentário!

      O que queremos dizer ali é que a empresa não deve esperar conseguir as primeiras posições logo de cara se não tiver uma “gordurinha” acumulada.

      Pelas estimativas do SEOmoz, a autoridade do domínio conta por 21% dos fatores de rankeamento e da página por mais 21%:
      http://www.seomoz.org/article/search-ranking-factors

      Pra quem está começando, essa autoridade é quase 0.

      Claro que otimizar o site é essencial e defendemos isso aqui, mas para quem está començando e tem ainda tem muito o que fazer, vale mais a pena investir em conteúdo, construindo um domínio forte e uma boa audiência. Depois fica bem mais fácil criar novas páginas ou otimizar antigas pensando em keywords.

      Mas como todo o artigo, reflete nossa opinião e nossa experiência. Respeito opiniões contrárias :)

      Abcs,

      André Siqueira
      Resultados Digitais