Blog de Marketing Digital de Resultados

Notícias da Semana: LinkedIn entrega detalhes de seu algoritmo e Twitter passa a punir políticos

A rede social profissional falou quais tipos de conteúdos vão ganhar mais destaques nas timelines dos usuários. Veja também notícias do Twitter, YouTube e... Flogão!

Em vez de ler, que tal ouvir o post? Experimente no player abaixo:

 

 

Chegamos à metade de 2019. Sim, tecnicamente é só quando junho virar, mas o fato é que chegamos lá. No nosso giro semanal de notícias de Marketing Digital e tecnologia aqui no blog, costumo tecer considerações sobre a inexorabilidade da passagem do tempo.

Mas como sua cabeça já deve estar cheia pela pressão do fim, no mesmo dia, de semana, mês, trimestre e semestre, vou poupá-la de mais uma digressão. A última coisa que você quer pensar agora é que caminhamos inevitavelmente para o fim e que nada faz sentido.

monty python

Vamos direto ao que interessa então. O post de hoje traz muitas novidades para fomentar seus debates no bar nos próximos dias, quando você certamente estará comemorando o atingimento das metas da primeira metade deste ano incrível que está vivendo.

Lembrando que é possível receber o nosso resumão, também, na nossa newsletter. Basta preencher o formulário abaixo para recebê-lo, semanalmente, na sua caixa de entrada. Ela ainda traz links bacanas, e não toca em temas sensíveis como a passagem do tempo.

LinkedIn explica como funciona o seu algoritmo

Ficou para trás o tempo em que as redes sociais escondiam que fatores seus algoritmos levam em consideração na hora de definir que posts mostram aos usuários. Quem abriu o jogo nesta semana foi o LinkedIn, com direito a comunicado oficial e tudo.

“Então vou ter que parar de postar historinhas e imagens motivacionais, RD?” Depende. Se esse tipo de post tiver a ver com seu mercado e gerar diálogos relevantes nos comentários, pode continuar. O algoritmo do LinkedIn valoriza conversas engajadoras entre pessoas.

the office

Ou seja, a rede social profissional quer dar mais destaque a publicações de nicho do que a conteúdos virais. No comunicado, a principal dica é publicar coisas que instiguem resposta, sob o formato que melhor funcionar para o assunto.

O LinkedIn, aliás, diz que não privilegia um tipo específico de formato. Alguns especialistas apontam que o investimento em vídeo da rede social indica que esse tipo de post tem uma maior distribuição. Ah, e ele também quer dar mais destaque para vagas e contratações.

Links relacionados:

YouTube dá mais controle aos seus usuários

Você é daquelas pessoas que fica no automático no YouTube, vendo tudo o que ele sugere em sequência? Saiba então que a plataforma está com novidades que darão mais controle aos usuários, para que tenham uma experiência mais saudável e agradável.

A primeira novidade permite que você indique que não quer mais receber recomendações de um determinado canal. Assim, ele não fica bloqueado, mas o algoritmo não vai sugerir mais produções dele para a sua diversão online.

dr evil

Outra mudança é que a parte em que aparece o próximo vídeo da sequência terá assuntos e vídeos relacionados. Assim, você poderá escolher e ter uma experiência em que seus vídeos têm maior conexão, evitando teorias conspiratórias ou falsificações, por exemplo.

Por fim, o YouTube vai “se explicar” quando indicar um vídeo de um canal que você não assiste. Uma mensagem indicando a correlação com os seus gostos vai aparecer junto com a sugestão. Tudo isso já está tendo roll-out globalmente, então fique de olho!

Links relacionados:

Twitter vai começar a punir políticos

O Twitter é uma das redes sociais preferidas dos políticos em todo o mundo. Nem todos, porém, seguem as regras estabelecidas para as postagens. Enquanto os meros mortais transgressores são punidos, os políticos escapam em nome da “noticiabilidade”.

Agora, isso acabou. Com centenas de casos de políticos quebrando as regras em todo o mundo, o Twitter finalmente cedeu. A partir de agora, os posts poderão ser removidos ou serem cobertos por um alerta de conteúdo sensível, por exemplo.

frank underwood

Isso se aplica a contas verificadas, com mais de 100 mil seguidores e de pessoas ligadas a governos e/ou concorrendo a cargos públicos. E o que já foi publicado continuará no ar, pois a medida está valendo apenas para as próximas “microblogadas”.

Links relacionados:

Flogão encerra suas atividades

Essa notícia é para os saudosistas da internet a vapor brasileira: o site Flogão encerrou suas atividades após 15 anos. O concorrente brasileiro do Fotolog teve seus dias de glória por volta de 2007 e 2008, quando chegou a ter 7 milhões de usuários.

A despedida do Flogão ganhou uma bela reportagem do Estadão, que revelou as idas e vindas do site entre investidores e seu criador. Uma curiosidade é que ele já tinha uma pegada de rede social, mas acabou perdendo espaço para Orkut e depois Facebook.

Você tinha uma conta no Flogão? Ou era do time dos adeptos do Fotolog? Enfim, tempos em que a internet era mais ingênua e, quem sabe, até mais divertida.

deadpool old

RD lança o 2º episódio da websérie Benchmarking Sessions

Neste semana foi ao ar o 2º episódio da Benchmarking Sessions, a websérie da Resultados Digitais que traz a história de scale-ups de sucesso do mercado brasileiro. Dessa vez, a conselheira de Marketing do Guiabolso, Carolina Bacarat, fala sobre os desafios que rebranding que foram superados pela empresa.

A Benchmarking Sessions tem novos episódios quinzenalmente. É gratuita, e o melhor é que basta apenas uma inscrição para ter acesso a tudo. As próximas empresas que contarão suas histórias são Conpass, Stone, Tera e Creditas. Para assistir, basta clicar aqui e fazer uma rápida inscrição!

Marcadores:

Deixe seu comentário