Saiba tudo sobre Ann Handley, autora, palestrante e referência em Marketing de Conteúdo

Para a autora do livro Everybody Writes, o Marketing de Conteúdo é uma maneira de mostrar para Leads e clientes que a sua empresa importa


A escritora e palestrante norte-americana Ann Handley é uma das principais referências globais quando o assunto é Marketing de Conteúdo. Seu livro Everybody Writes, em que ensina a criar conteúdos engajadores e que dão resultados, entrou para a lista de bestsellers do Wall Street Journal.


Quem estuda ou trabalha com Marketing de Conteúdo certamente já ouviu falar da autora norte-americana Ann Handley. Pioneira no assunto, ela dá dicas práticas, inspiradoras e divertidas sobre como fazer marketing de forma que atraia os consumidores, por meio de livros, palestras e também nas redes socias. Quer saber mais sobre a autora do livro Everybody Writes? Então continue lendo o artigo!

Quem é Ann Handley?

Ann Handley nasceu nos Estados Unidos e se formou em língua e literatura inglesa e em jornalismo pela Simmons University, instituição de ensino localizada em Boston, Massachusetts. 

Durante a década de 1980 e de 1990, a escritora trabalhou no mercado editorial, primeiro como editora em um jornal voltado para a indústria imobiliária e depois como correspondente no Boston Globe. Em seguida, trabalhou em revistas voltadas para o público B2B.

Em 1997, a internet ainda estava dando os primeiros passos. Mas já havia quem pensasse em como fazer Marketing Digital na rede. Ann Handley era uma dessas pessoas. Foi nesse ano que ela criou o ClickZ, um portal sobre marketing digital pioneiro e que existe até hoje, oferecendo artigos, podcasts, webinars e outras informações sobre o assunto.

Em seguida, ela fundou a MarketingProfs, empresa da qual é Chief Content Officer. A MarketingProfs é focada em treinamentos de marketing online, workshops, webinars e outros formatos, com o objetivo de ensinar pessoas, equipes e empresas a fazerem campanhas de marketing que dão resultado. 

A empresa também tem uma newsletter diária com mais de 600 mil inscritos e organiza um evento anual, o B2B Marketing Forum.

Livros de Ann Handley

Ann Handley ficou mais conhecida no seu país natal e também fora dele por conta dos seus livros. O primeiro deles, Content Rules, foi lançado em 2010 e ensina como criar posts de blog, podcasts, vídeos, ebooks, webinars e outros formatos, tudo de modo a engajar a audiência. Na obra, Ann Handley ensina empresas a encontrarem uma voz, escrever de maneira que comunique as características do produto ou serviço e melhorar a presença online.

ann handley

Mais tarde, em 2014, ela lançou o livro considerado seu maior sucesso até então: Everybody Writes, que se propõe a ser um guia para criar bons conteúdos. Com sugestões fáceis de aplicar, o livro ensina como escrever melhor, traz dicas de gramática e mostra as melhores práticas para criar conteúdos.

ann handley

Ambos os títulos foram considerados bestsellers pelo Wall Street Journal. De acordo com o site da autora, suas obras já foram traduzidas para 19 idiomas.

👉 Leia também: Como escrever melhor: 7 dicas do livro Everybody Writes, de Ann Handley

Palestras de Ann Handley

Ann Handley também faz sucesso nos palcos. Como palestrante, ela traz dicas acumuladas em 25 anos de carreira como escritora, empreendedora, autora e profissional de marketing, inspirando a audiência a contar boas histórias do melhor jeito possível.

Inclusive, ela já veio ao Brasil participar de duas edições do RD Summit, nosso evento de Marketing Digital e vendas, em 2017 e 2019. Além disso, também marcou presença no Hostel by RD Summit, edição online do evento realizada em 2020.

ann handley

Ann Handley palestra no palco do RD Summit, na edição de 2019

Assista às dicas da autora em entrevista ao cofundador da RD, André Siqueira, durante o RD Summit 2017:

Dicas de Ann Handley para escrever bons conteúdos

Agora que você já sabe um pouco sobre a trajetória da autora, que tal conhecer algumas das suas dicas de escrita?

Em sua palestra no RD Summit 2017, Ann Handley trouxe insights valiosos para produzir conteúdos que se destaquem no mar de publicações da internet. A autora falou que não precisamos de mais volume de conteúdo, mas sim de conteúdo relevante. “Tem mais a ver com cérebro do que com orçamento”, disse.

A autora trouxe três características que acredita serem indispensáveis para um Marketing de Conteúdo de qualidade:

Pensar em um contexto mais amplo

Lembre-se do seu mercado de atuação antes de focar somente no produto ou serviço que você oferece. Ao publicar histórias inspiradoras, mais amplas, você coloca seu negócio em um contexto, e pode utilizá-lo para converter mais pessoas ao seu ponto de vista.

Ann Handley trouxe um mau exemplo: o da Pizza Hut, que colocou a frase “vendemos pizza” abaixo do logo em uma placa. É uma informação redundante para a loja, que inclusive já tem pizza no nome.

Em vez disso, foque em histórias inspiradoras, que as pessoas querem ver e para as quais dão valor. Um bom exemplo é o de uma marca de café que produziu conteúdos para educar os clientes sobre o melhor café, os diferentes aromas e composições.

Para Ann Handley, que inclusive virou cliente da marca, é uma oportunidade de tornar os clientes mais inteligentes, inclusive para que vejam valor em seu produto ou serviço.

Ousar mais

Se você sempre produz seus conteúdos do mesmo jeito, por que não mudar um pouco a narrativa?

Um bom ponto de partida são os dados da sua empresa. Planilhas cheias de números podem ser interessantes para a administração de um negócio, mas não para o consumidor. Por isso, você pode partir dos seus números para contar histórias mais humanas.

O exemplo usado pela autora é o da empresa de advocacia norte-americana Levenfeld Pearlstein. Apesar de atuar em um mercado conhecido pelo jargão incompreensível para a maioria das pessoas e pela seriedade, a companhia decidiu contratar uma equipe de vídeo para ir ao escritório e fazer uma entrevista diferente com os advogados, com perguntas como “o que você gostaria de ser quando crescer?”.

Foi uma forma de contar uma história interessante e de humanizar a marca.

Para ousar em sua estratégia, reflita: sua estratégia conta uma história diferente, de um ponto de vista particular? Ou você está fazendo marketing como todo mundo?

Ter um tom de voz bem definido

Para produzir um bom conteúdo, conte suas histórias de uma perspectiva mais forte. A ideia é pegar o ordinário e torná-lo extraordinário, o que pode ser feito por meio do tom de voz, por exemplo.

Uma dica de Ann Handley para conteúdos impactantes é usar o formato de vídeo. Para isso, ela citou o exemplo da BBC Earth, que falou de maneira original sobre a reprodução dos bichos-preguiça, usando o humor britânico.

Para saber se você está contando suas histórias de uma perspectiva memorável, pense: se você tirasse o rótulo do seu produto, seus clientes o reconheceriam?

De acordo com Ann Handley, para produzir bom conteúdo não existe um diagnóstico pronto. Mas um primeiro passo, comum a todas as empresas, é pensar sobre a experiência do cliente no lugar de produzir mais e mais conteúdos.

“A chave é a empatia patológica, precisamos estar abaixo da pele do cliente, chegando no coração dele”, concluiu.

Mais sobre Ann Handley

Para saber mais sobre a autora, uma boa dica é segui-la nas redes sociais. Ann Handley mora em Boston com os filhos e cachorros, e compartilha um pouco do seu dia a dia no Instagram. Também dá para acompanhar a escritora no Twitter e no LinkedIn, plataforma em que acumula mais de 400 mil seguidores.

Não adianta só produzir conteúdo. É preciso levá-lo até os seus consumidores ideais. Para isso, é importante contar com a ajuda de uma ferramenta de Automação de Marketing. Com um software como o RD Station Marketing, que é líder na América Latina, você pode distribuir seus conteúdos de qualidade em diversos canais, como Email Marketing e redes sociais. Que tal fazer um teste gratuito agora? É só preencher o formulário abaixo!


Post publicado originalmente em setembro de 2017 e atualizado em janeiro de 2021.

Marcadores:

Deixe seu comentário

Comentários

Um comentário

  1. Leticia Fernandes

    Muito bom!