Blog de Marketing Digital de Resultados

7 passos para criar uma campanha de Email Marketing ruim (ou como evitar uma)

Se você quiser aprender a fazer uma campanha ruim (ou confirmar que está seguindo as melhores práticas), é só seguir estes passos

Aqui no Blog da Resultados Digitais estamos constantemente tentando ensinar para nossos leitores boas práticas de email marketing. São eBooks, posts, entre outros, todos sobre como garantir que as campanhas de email tenham resultados positivos.

Foi pensando nisso que me veio a ideia: e se, ao invés de ensinar de novo como se faz uma campanha boa, eu ensinasse o contrário disso? Afinal, você pode encontrar dezenas de artigos online (inclusive no nosso blog) sobre como atingir resultados positivos, mas nenhuma sobre como atingir os negativos.

Foi assim que a ideia desse post surgiu. Então, se você quiser aprender a fazer uma campanha ruim (ou confirmar que você está seguindo as melhores práticas), é só seguir estes passos:

1. Descuide da linguagem

Utilize palavras e termos como “grátis”, “clique aqui”, “ganhe dinheiro” e até mesmo “viagra em promoção”.

Os provedores de email adoram barrar quem escreve desse jeito, então você vai cair na caixa de lixo eletrônico na certa.

Dê preferência também para colocá-los em vermelho e EM CAIXA ALTA, dessa forma você consegue deixar ainda mais claro que o seu envio realmente é spam.

2. Não se preocupe com o assunto

Assuntos de email genéricos são incríveis também para garantir que sua campanha tenha um resultado ruim.

Recomendo, para que seu resultado com essa campanha seja verdadeiramente horrível, que você utilize algo como “Newsletter #76”. Com um assunto como esse, nem o seu chefe vai abrir essa campanha.

3.  Robôs estão na moda

Personalização também não é uma preocupação que devemos ter, afinal, quem não quer receber mensagens desumanizadas de sabe-se lá quem?

Envios que parecem ter sido feitos por robôs são os mais odiados. Além de gerar uma taxa muito baixa de respostas, esse método pode também piorar com o tempo a abertura dos seus emails.

Olha que maravilha, causando dois problemas de uma vez só!

4. Um por todos

Segmentação de público por campanha também é desnecessário. Assim, você garante que aquele Lead que marcou no formulário da sua pet shop que tem dois gatos receba toda semana propagandas de ração para cachorro.

Como essa informação não tem nenhuma relevância na vida dessa pessoa, com certeza esses emails vão causar uma irritação sem fim ao seu Lead, e você fica mais perto de atingir seus objetivos de ele te marcar como spam e pedir cancelamento dos envios dos seus emails.

5. Celulares são seus inimigos

Se você quiser ter certeza que sua campanha terá resultados ruins, nada melhor do que se unir àqueles tios velhos que falam que celulares são seres do mal que estão estragando a juventude.

Como no Brasil a maioria dos acessos a internet são realizados via dispositivos móveis, é imprescindível que nenhum tipo de responsividade esteja presente na sua campanha.

6. Aqui ninguém cancela

Seus resultados serão ainda piores se no seu envio não existir a opção para cancelar o recebimento de emails.

Pode parecer contraintuitivo, afinal, você quer resultados ruins e altas taxas de descadastramento são realmente ruins, certo?

Contudo, ainda pior do que descadastramentos são as marcações como spam. Quando você tira a opção dos Leads se descadastrarem, eles são forçados a marcar você como spammer. Isso prejudica diretamente a sua entregabilidade e os seus próximos envios.

7. A cereja do bolo

Para garantir que você não terá apenas uma campanha ruim, mas toda sua reputação como enviador também, fazendo com que você nunca chegue em uma caixa de entrada dos seus Leads, nada melhor do que utilizar uma lista comprada, de origem desconhecida.

Você também pode utilizar listas “emprestadas” por um negócio antigo, por um parceiro que encontra listas online ou até mesmo extraída das suas redes sociais.

Dessa forma, além de uma alta taxa de bounces, você pode encontrar spam traps também, solidificando sua reputação como spammer.

Pronto, você conseguiu!

Agora além de uma campanha ruim, você conquistou uma entregabilidade horrível também. Parabéns! Agora você já pode criar as campanhas que ninguém vai receber ou ler, com métricas que vão fazer qualquer gerente de marketing chorar incontrolavelmente.

Caso você tenha interesse em aprender sobre como melhorar suas campanhas de email, temos um material que pode ajudar você. Baixe nosso Guia do Email Marketing, um eBook com tudo o que você precisa saber para fortalecer o relacionamento com clientes e gerar resultados de negócio.

Marcadores:

Deixe seu comentário