Como diminuir a inadimplência? 6 dicas práticas para aplicar na sua empresa

A chave de como diminuir a inadimplência está em manter um bom relacionamento com os consumidores, sendo amigável mesmo durante as cobranças


O total de brasileiros com contas em atraso chegou a 63 milhões em abril de 2021, de acordo com dados da Serasa Experian. Isso representa quase 30% da população do país.

A principal implicação disso para as empresas é que o não pagamento pode comprometer a saúde financeira. Por isso, é preciso reduzir ao máximo o número de consumidores em débito com o seu negócio.

Mas, na prática, como diminuir a inadimplência? Felizmente, existem algumas dicas que as empresas podem seguir. E o melhor: agindo de forma amigável, sem prejudicar o relacionamento com os clientes. É sobre isso que vamos falar neste artigo. Continue a leitura para ficar por dentro!

Guia do CRM: um manual para você não deixar nenhuma venda passar

Organização do processo comercial, mais produtividade e mensuração dos motivos de perda de negócios são só alguns dos benefícios dessa estratégia. Confira como tirar o máximo dela para acelerar a sua empresa

- Ao preencher o formulário, concordo * em receber comunicações de acordo com meus interesses. - Ao informar meus dados, eu concordo com a Política de privacidade. * Você pode alterar suas permissões de comunicação a qualquer tempo.

Como diminuir a inadimplência? 6 dicas para implementar na sua empresa

A palavra-chave para diminuir a inadimplência e ainda não causar danos para a imagem da sua empresa — ou até mesmo sofrer com processos judiciais — por conta de cobranças é investir em um bom relacionamento com os clientes.

Abaixo, trazemos algumas dicas específicas. Mas lembre-se de que o que permeia todas elas é a necessidade de saber dialogar de maneira cordial com o consumidor. É isso que vai incentivá-lo a arcar com o pagamento e ainda a continuar comprando de você.

diminuir a inadimplência

1. Seja amigável durante a cobrança

Uma coisa é certa: mesmo que a empresa esteja no seu direito de fazer a cobrança, boa parte dos clientes ficará infeliz ao recebê-la. A depender da maneira como isso é feito, inclusive, a empresa pode sofrer com processos e até ter sua imagem prejudicada devido a reclamações em canais como as redes sociais.

Por isso, o melhor é adotar uma abordagem amigável. Trate o cliente inadimplente como trata aquele com o qual você acabou de fechar contrato. Aposte no respeito e na objetividade na hora de fazer esse contato para evitar que o consumidor se irrite com a empresa.

Isso está, inclusive, previsto no Código de Defesa do Consumidor, cujo Artigo 42 diz que:

Na cobrança de débitos, o consumidor inadimplente não será exposto a ridículo, nem será submetido a qualquer tipo de constrangimento ou ameaça.

Sendo assim, lembre-se de não ameaçar nem constranger o cliente para que quite a dívida. Mesmo porque isso pode ter efeito oposto, fazendo com que demore ainda mais para pagá-la. E o pior: ele ainda pode criticar a empresa para amigos e familiares, recomendando que não façam negócio com você.

O cliente não é um inimigo. Mesmo nesse momento delicado, é preciso cultivar um bom relacionamento. É isso que vai evitar propaganda negativa do seu negócio e ainda pode contribuir para que ele compre novamente no futuro.

2. Dê benefícios para quem paga em dia

Quem não gosta de receber um desconto ao pagar uma conta?

Para estimular o pagamento em dia, você pode oferecer vantagens, como descontos, bônus para próximas compras, pontos que podem ser acumulados para trocar por benefícios.

Estude o seu público e encontre uma vantagem que o atraia. Você verá que, se o benefício for interessante, os clientes se esforçarão para pagar as contas em dia.

3. Negocie com o cliente inadimplente

Estar aberto a negociações é outra dica de como diminuir a inadimplência.

Nem sempre um consumidor que não está com as contas em dia é um mau pagador. Lembre-se de que imprevistos, como um problema de saúde inesperado ou a perda de um emprego, acontecem e o seu cliente pode estar passando por um desses momentos..

Em outros casos, ele pode até mesmo ter esquecido de pagar a conta. É difícil saber os motivos ao certo, mas é fato que tratar o consumidor inadimplente como alguém que atrasa o pagamento de propósito não é a melhor alternativa.

Por isso, você deve escutá-lo e procurar entender o que ele tem para dizer. Mostre que a intenção é resolver o problema da melhor maneira para todos e esteja, inclusive, aberto a negociações. Facilite o pagamento, oferecendo parcelamentos, por exemplo. Outra opção atrativa é um desconto caso ele consiga pagar à vista.

As chances de a empresa obter o pagamento que deseja e ainda manter um bom relacionamento com o consumidor dessa forma são bem maiores.

4. Ofereça diversas formas de pagamento

Diversificar as formas de pagamento oferecidas ajuda não só a atrair mais clientes como também a diminuir a inadimplência. Essa é uma das medidas preventivas que a sua empresa pode adotar.

Para quem oferece serviços por assinatura, por exemplo, uma boa alternativa é o pagamento recorrente pelo cartão de crédito, que ajuda a evitar esquecimentos, mais comuns no boleto. O débito automático é igualmente útil nesse sentido, pois também não requer a ação do consumidor.

5. Tenha uma régua de cobrança bem definida

A empresa deve descrever as medidas a serem tomadas em caso de não pagamento, para cobrar os clientes da mesma maneira.

Uma boa ferramenta é a régua de cobrança, um roteiro que a empresa pode seguir para cobrar os consumidores sistematicamente. A régua previne contra esquecimentos por parte da empresa e ajuda a deixar a cobrança mais padronizada e profissional.

Para isso, é preciso mapear todos os processos de cobrança dos clientes. Existem diversos meios para fazê-la, por exemplo, como email, SMS, telefone. E também várias comunicações que podem ser enviadas, como um aviso dias antes e depois do vencimento.

E você não precisa seguir o mesmo fluxo para todos os consumidores. É possível personalizar a régua para cada grupo de clientes, conforme o comportamento deles. Quem atrasou o pagamento pela primeira vez pode receber uma comunicação diferente de quem atrasa todos os meses, por exemplo.

6. Cultive um bom relacionamento

Falamos sobre a importância de manter um bom relacionamento diversas vezes ao longo do artigo, mas vale reforçar.

Investindo em um bom relacionamento com os clientes, você evita que eles percam a percepção de valor que têm da empresa e ainda estimula a retenção.

Isso pode ser feito por meio do envio de conteúdos e pela realização de contatos frequentes. Marcar presença na vida do cliente e mostrar-se útil e disponível é mais uma forma de contribuir para a redução da inadimplência.

Foque na gestão de vendas para diminuir a inadimplência

E você, gostou dessas dicas de como diminuir a inadimplência?

Indo além das cobranças, como você monta seus processos, empodera seu time, aborda seus clientes, converte seus Leads e faz suas vendas evoluírem?

Aqui na RD, criamos uma metodologia para gestão de vendas focada em aumentar a produtividade da equipe e em melhorar a performance do nosso processo comercial. Depois de utilizá-la e comprovar sua efetividade internamente, compartilhamos esses aprendizados no curso gratuito PEACE: metodologia para gestão de vendas.

São 7 módulos e mais de 40 aulas com professores que são referências no mercado brasileiro. Aprenda agora como melhorar a performance do seu processo comercial. Inscreva-se já!

Metodologia Peace

Marcadores:

Deixe seu comentário

Comentários